Hymno da Carta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hymno da Carta

Hino Nacional de Flag of Portugal (1830).svg Portugal
Letra D. Pedro IV de Portugal, 1826
Composição D. Pedro IV de Portugal, 1826
Adotado Maio de 1826
Até 5 de Outubro de 1910 (de facto)
19 de Julho de 1911 (de jure)

Escrito pelo Rei D. Pedro IV em homenagem à Carta Constitucional que o próprio outorgou aos portugueses em 1826, o Hino da Carta (Hymno da Carta na grafia antiga) foi o hino nacional de Portugal entre Maio de 1834 e Outubro de 1910.

O hino generalizou-se com a denominação oficial de Hymno da Carta, tendo sido considerado oficialmente como Hymno Nacional e por isso obrigatório em todas as solenidades públicas, a partir de Maio de 1834.[1]

Com a música do Hymno da Carta compuseram-se variadas obras de natureza popular (modas) ou dedicadas a acontecimentos e personalidades de relevo, identificando-se em pleno com a vida política e social dos últimos setenta anos da Monarquia em Portugal.[1]

Depois da implantação da república, em 5 de Outubro de 1910, o Hino da Carta foi substituído pel'A Portuguesa, como hino nacional português.

Letra[editar | editar código-fonte]

A bandeira portuguesa constitucional (1830-1910), que juntamente com o Hino da Carta, fez parte dos novos símbolos constitucionais do Reino de Portugal

I
Ó Pátria, Ó Rei, Ó Povo,
Ama a tua Religião
Observa e guarda sempre
Divinal Constituição

(Coro)
Viva, viva, viva ó Rei
Viva a Santa Religião
Vivam Lusos valorosos
A feliz Constituição
A feliz Constituição

II
Ó com quanto desafogo
Na comum agitação
Dá vigor às almas todas
Divinal Constituição

(Coro)
Viva, viva, viva ó Rei
Viva a Santa Religião
Vivam Lusos valorosos
A feliz Constituição
A feliz Constituição

III
Venturosos nós seremos
Em perfeita união
Tendo sempre em vista todos
Divinal Constituição

(Coro)
Viva, viva, viva ó Rei
Viva a Santa Religião
Vivam Lusos valorosos
A feliz Constituição
A feliz Constituição

IV
A verdade não se ofusca
O Rei não se engana, não,
Proclamemos, Portugueses
Divinal Constituição

(Coro)
Viva, viva, viva ó Rei
Viva a Santa Religião
Vivam Lusos valorosos
A feliz Constituição
A feliz Constituição

Referências

  1. a b «Hino Nacional - Antecedentes». Consultado em 19 de Janeiro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.