Hino da Federação Russa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Государственный гимн Российской Федерации
Português:  Hino Nacional da Federação Russa
Hino executado na Praça Vermelha de Moscou, pela ocasião dos 65 anos da vitória na Grande Guerra Patriótica, durante a qual o hino fora composto.

Hino Nacional  Rússia
Letra Serguei Mikhalkov, 2000
Composição Alexander Alexandrov, 1939
Adotado 25 de dezembro de 2000 (música)
30 de dezembro de 2000 (letra)

O Hino Nacional da Federação Russa (em russo: Государственный гимн Российской Федерации, transliteração: Gimn Rossiyskoy Federatsii) é o nome do hino nacional oficial da Rússia. Sua composição musical e letra foram adotadas do Hino nacional da União Soviética, música de Alexander Vasilyevich Alexandrov com letra de Serguei Mikhalkov e Gabriel El-Registan.[1] O hino soviético, composto no ápice da Grande Guerra Patriótica, era usado desde 1944, substituindo a Internacional. Mais tarde, em 1956, por um decreto do então presidente Nikita Khrushchov, desafeto do antigo líder soviético Joseph Stalin, a letra foi suprimida em 1956, visto que fazia referências a fatos passados, como a própria guerra, que já havia terminado fazia mais de uma década. Na gestão do excêntrico ditador Leonid Brejnev, o hino foi alterado novamente, em 1977, para reintroduzir uma letra. O poema foi novamente escrito por Mikhalkov, desta vez com três estrofes, dedicadas respectivamente às glórias do passado, à luta do presente e à esperança em um futuro de paz, igualdade e prosperidade. O refrão original, entretanto, foi mantido. [2] [3]

Em 1991, a União Soviética se desintegraria e a Rússia se tornaria independente. A Canção Patriótica, uma melodia composta por Mikhail Glinka, foi oficialmente adotada em 1990 pelo Soviete Supremo [4] e aprovada em 1993 pelo presidente Boris Iéltsin. O fato de o hino ser uma melodia antiga e sem letras fez com que ele se tornasse impopular, estimulando o governo a estabelecer concursos para a composição de uma letra para a música. Contudo, nenhuma das letras propostas foi adotada, resultando na restauração do hino soviético pelo presidente Vladimir Putin. Com isso, Mikhalkov novamente foi indicado para compor a terceira letra da lendária música. De acordo com o governo, a letra foi selecionada por evocar e elogiar a história e as tradições da Rússia. O novo hino foi adotado no final de 2000, tornando-se o segundo hino utilizado pela Rússia desde a queda da União Soviética. [5]

A percepção pública do hino pelos russos é mista. Para alguns, o hino os lembra os bons e velhos tempos de uma superpotência, além dos heroicos sacrifícios da guerra, enquanto para outros ele lembra os atos de violência e terrorismo de estado que ocorreram durante o governo de Stálin. O governo russo afirma que o hino é um símbolo da união do povo, que respeita o passado. Uma pesquisa realizada em 2009 mostrou que 56% dos entrevistados sentiam orgulho ao ouvir o hino, e que 81% gostavam dele. Apesar disso, muitas pessoas dizem que não conseguem se lembrar completamente da letra atual. [6]

História[editar | editar código-fonte]

A Rússia é conhecida também pela tradição musical, e mesmo antes da chegada das canções oficiais, o povo russo adotou algumas canções populares e marchas militares como demonstração de patriotismo, a primeira canção oficial da Rússia foi a Oração dos Russos, adotada em 1816, que exaltava o domínio da religião ortodoxa sobre o país, e que não era muito conhecida pelo povo, por suas raras execuções, tanto que mais tarde, em 1833, durante o reinado do imperador Nicolau I da Rússia, a canção Deus Salve o Tsar foi reconhecida como o hino nacional e amplamente aceita. [7]

Com a queda da monarquia e do governo provisório em 1917 e com a criação da União Soviética em 1922, os bolcheviques adotaram como hino nacional A Internacional, canção socialista mundialmente conhecida, após cinco anos sem um hino oficial.

Hino soviético executado em 1977.

Em 1944, em meio à Segunda Guerra Mundial, seria composta uma canção patriótica, pelos militares Alexander Alexandrov, Serguei Mikhalkov e Gabriel El-Registan. O então líder soviético Stálin aceitou que aquela canção substituísse a Internacional, e originou-se o Hino Nacional da União Soviética.

Em 1955, o então presidente Nikita Khrushchov, inimigo pessoal de Stálin, decretou que o hino fosse executado sem letras, por citar o nome do desafeto em um dos versos e fazer referências à guerra, que no momento da composição estava em seu ponto culminante, mas que dez anos após o seu término já não se mostrava tão relevante a ponto de ser citada no hino nacional. No entanto, Khrushchov não apresentou nenhuma proposta que buscasse uma nova letra.

Partitura musical do hino russo.
Partitura musical do hino russo.
Letra original do hino da Rússia.
Letra original do hino da Rússia.

Em 1977, o novo presidente Leonid Brejnev, que pretendia retomar o patriotismo do povo desgastado pela política liberal de Khrushchov, sugeriu a adaptação das letras, que desta vez traziam três versos referentes ao passado heroico, ao presente de lutas e a um futuro de paz.

Em 1990, com a crise na URSS e a independência de algumas das nações que a formavam, a Federação Soviética Russa, que mais tarde viria a formar a atual Federação Russa, adotou a Canção Patriótica de Mikhail Glinka como hino oficial da nação, que utilizava, até então, o hino da União. Com a desintegração do Estado soviético, a nova Rússia continuou tendo essa canção como hino nacional até o ano 2000.

Naquele ano, o Partido Comunista executou o hino soviético na abertura de seu congresso, comovendo o país, em um período de decadência do país, que saudava os anos soviéticos como gloriosos. O presidente Vladimir Putin, influenciado pela ideia, aprovou que a saudosa melodia do velho hino retornasse com novas letras, mantendo o já consagrado refrão dos tempos de guerra. [8]

Letra[editar | editar código-fonte]

Russo Transliteração Português

Россия — священная наша держава,

Россия — любимая наша страна.

Могучая воля, великая слава —

Твоё достоянье на все времена!

Славься, Отечество наше свободное,
Братских народов союз вековой,
Предками данная мудрость народная!
Славься, страна! Мы гордимся тобой!

От южных морей до полярного края

Раскинулись наши леса и поля.

Одна ты на свете! Одна ты такая —

Хранимая Богом родная земля!

Славься, Отечество наше свободное,
Братских народов союз вековой,
Предками данная мудрость народная!
Славься, страна! Мы гордимся тобой!

Широкий простор для мечты и для жизни.

Грядущие нам открывают года.

Нам силу даёт наша верность Отчизне.

Так было, так есть и так будет всегда!

Славься, Отечество наше свободное,
Братских народов союз вековой,
Предками данная мудрость народная!
Славься, страна! Мы гордимся тобой!

Rossiya — svyashchennaya nasha dyerjava,

Rossiya — lyubimaya nasha strana.

Mogutchaya volya, velikaya slava —

Tvoyo dostoyan'e na vse vremena!

Slav’sya, Otetchestvo nashe svobodnoye,
Bratskikh narodov soyuz vekovoy,
Predkami dannaya mudrost’ narodnaya!
Slav’sya, strana! My gordimsya toboy!

Ot yujnikh morey do polyarnogo kraya,

Raskinulis’ nashi lesa i polya.

Odna ty na svete! Odna ty takaya —

Khranimaya Bogom, rodnaya zemlya!

Slav’sya, Otetchestvo nashe svobodnoye,
Bratskikh narodov soyuz vekovoy,
Predkami dannaya mudrost’ narodnaya!
Slav’sya, strana! My gordimsya toboy!

Shirokiy prostor dlya metchty i dlya jizni,

Gryadushchiye nam otkryvayut goda.

Nam silu dayot nasha vernost’ Otchizne.

Tak bylo, tak yest’ i tak budet vsegda!

Slav’sya, Otetchestvo nashe svobodnoye,
Bratskikh narodov soyuz vekovoy,
Predkami dannaya mudrost’ narodnaya!
Slav’sya, strana! My gordimsya toboy!

Rússia, nosso estado sagrado!

Rússia, nossa amada nação!

Poderosa vontade e grande glória,

São tua herança de todos os tempos.

Glória à nossa Pátria livre,
Antiga união de povos irmãos.
Viva a sabedoria popular dos antepassados!
Glória à Pátria, de ti nos orgulhamos!

Dos mares do Sul às fronteiras polares,

Expandiram-se nossas florestas e campos.

Tu és única no mundo, sem igual,

Protegida por Deus, nossa terra natal!

Glória à nossa Pátria livre,
Antiga união de povos irmãos.
Viva a sabedoria popular dos antepassados!
Glória à Pátria, de ti nos orgulhamos!

As vastas amplidões aos sonhos e à vida,

Os anos futuros nos abrem.

A nossa lealdade à Pátria amada nos dá forças,

Assim foi, assim é, assim sempre será!

Glória à nossa Pátria livre,
Antiga união de povos irmãos.
Viva a sabedoria popular dos antepassados!
Glória à Pátria, de ti nos orgulhamos!
Precedido por
Canção Patriótica
Hinos nacionais russos
2000 - Atualidade
Sucedido por
Atual

Referências