Segunda Epístola aos Coríntios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de II Coríntios)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a primeira epístola, veja Primeira Epístola aos Coríntios.
Segunda Epístola aos Coríntios
P46.jpg
Trecho da Segunda Epístola aos Coríntios no Papiro 46.
Categoria Epístolas Paulinas
Parte da Bíblia Novo Testamento
Precedido por: 1 Coríntios 16
Sucedido por: 2 Coríntios 1
Novo Testamento
Evangelhos

Mateus · Marcos · Lucas · João

Livro Histórico
Epístolas Universais
Livro Apocalíptico
Capítulos de 2 Coríntios

Cap.01 · Cap.02 · Cap.03 · Cap.04 · Cap.05
Cap.06 · Cap.07 · Cap.08 · Cap.09 · Cap.10
Cap.11 · Cap.12 · Cap.13

II Coríntios - é como é conhecida a segunda epístola de S. Paulo aos cristãos residentes na cidade grega de Corinto.[1][2]

Segundo a tradição cristã, o apóstolo teria escrito quatro cartas à Igreja em Corinto, das quais duas encontram-se perdidas atualmente, de maneira que II Coríntios pode ter sido a quarta epístola.

Em I Coríntios, Paulo havia dado várias advertências e ensinamentos aos cristãos dessa cidade. Contudo, alguns falsos mestres questionaram sua autoridade apostólica, caluniando-o.

Autoria[editar | editar código-fonte]

O autor da epístola foi Paulo, o que pode ser verificado durante a sua leitura, quando o apóstolo menciona o seu relacionamento com essa igreja. Além do mais, seu texto contém muitas informações autobiográficas, devendo ser consideradas as referências às pessoas que eram do convívio do apóstolo.

Data[editar | editar código-fonte]

A data provável que a epístola foi escrita teria sido por volta dos anos 55 a 57 da era cristã, poucos meses depois da primeira carta, quando Paulo encontrava-se em algum lugar da província romana da Macedônia, em sua terceira viagem missionária. Na ocasião, o apóstolo estava visitando as igrejas que havia fundado em sua segunda viagem.

De acordo com alguns estudos, esta epístola pode ter sido escrita durante o final do verão ou no outono do ano 56 já que havia prometido passar o inverno em Corinto.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Em sua segunda epístola aos coríntios, Paulo, colocando-se como um humilde servo de Cristo, lembra aos seus leitores sobre o começo de seu relacionamento com a Igreja em Corinto que foi sempre íntegro e reto.

Paulo ataca veementemente os falsos mestres que buscavam enganar os cristãos dessa Igreja, afastando-os dos verdadeiros propósitos do Evangelho pregado.

Assim, Paulo demonstra sua autoridade como apóstolo e exorta os coríntios amorosamente para que se submetam à verdade divina, rejeitando as falsas doutrinas.

Além disso, Paulo encoraja a igreja a enfrentar as provações, lembrando-os que ao chegarem ao céu receberiam novos corpos e pede que sejam feitas doações para os pobres da Igreja em Jerusalém.

Referências

  1. Echegary, J. González et ali (2000). A Bíblia e seu contexto 2 ed. São Paulo: Edições Ave Maria. 1133 páginas. ISBN 9788527603478 
  2. Pearlman, Myer (2006). Através da Bíblia. Livro por Livro 23 ed. São Paulo: Editora Vida. 439 páginas. ISBN 9788573671346 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.