Joaquim Manuel Sampaio Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Quim
Informações pessoais
Nome completo Joaquim Manuel Sampaio Silva
Data de nasc. 13 de novembro de 1975 (42 anos)
Local de nasc. Vila Nova de Famalicão, Portugal Portugal
Altura 1,84 m
Direito
Informações profissionais
Clube atual Portugal Desportivo das Aves
Número 1
Posição Guarda Redes
Clubes de juventude
1988–1989
1989–1994
Portugal Ruivanense
Portugal Sporting Braga
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1994–2004
2004–2010
2010–2013
2013–2018
Portugal Sporting de Braga
Portugal Benfica
Portugal Sporting de Braga
Portugal Desportivo das Aves
0234 0000(0)
0194 0000(0)
0065 0000(0)
0139 0000(0)
Seleção nacional3
1990–1992
1992
1992–1993
1994-1995
1997–1998
1999–2011
Flag of Portugal.svg Portugal Sub 16
Flag of Portugal.svg Portugal Sub 17
Flag of Portugal.svg Portugal Sub 18
Flag of Portugal.svg Portugal Sub 20
Flag of Portugal.svg Portugal Sub 21
Flag of Portugal.svg Portugal
0006 0000(0)
0002 0000(0)
0011 0000(0)
0012 0000(0)
0005 0000(0)
0032 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 5 de agosto de 2016.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 7 de agosto de 2014.

Joaquim Manuel Sampaio Silva, mais conhecido como Quim, OIH (Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Famalicão, 13 de novembro de 1975)[1] é um ex-futebolista português que atuava como guarda-redes. Conhecido por ter sido um dos guarda-redes mais importantes de sempre do S.C. Braga e pelo sucesso que teve no S.L. Benfica, com um papel importante na conquista de dois campeonatos nacionais, Quim ganhou uma reputação imponente no futebol português.

O jogador bateu o recorde de jogador mais velho de sempre a participar na Primeira Liga, a jogar pelo Desportivo das Aves, num jogo onde saiu derrotado [2] frente ao seu antigo clube, Benfica, e é um dos jogadores com mais jogos na competição, com 397 jogos[3]. Ao longo da sua carreira profissional, fez 19 épocas na Primeira Liga das quais participou em doze com o S.C. Braga, seis com o Benfica e uma com o Desportivo das Aves. Entre as épocas 2013-14 e 2015-16 jogou no escalão profissional inferior, a Segunda Liga, também ao serviço do Desportivo das Aves.

Tem 32 internacionalizações pela seleção nacional, tendo sido convocado para o Mundial de 2006 e duas fases finais de Campeonatos Europeus.

A 5 de Julho de 2004 foi feito Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[4] A 28 de junho de 2018 anunciou a sua retirada dos relvados.[5] Jogava pelo Desportivo das Aves, que nessa época conquistou[6] a Taça de Portugal.

Atualmente assume funções como Diretor de Relações Institucionais do Desportivo das Aves.[7]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sporting Clube de Braga - primeira passagem[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos: suplente do clube[editar | editar código-fonte]

Nascido em Vila Nova de Famalicão, Quim fez parte das camadas jovens do S.C. Braga onde era o guarda-redes principal fazendo transição para a equipa principal, iniciando assim a sua carreira profissional.

Entre 1995 e 1997 o guarda-redes titular[8] do clube era Rui Correia, que jogou a grande maioria dos jogos enquanto Quim ficava no banco de suplentes ou era não utilizado. A 14 de maio de 1995, com 19 anos, Quim estreou-se a titular[9] na Primeira Liga, na 32.ª jornada da época 94-95, único jogo que viria a participar na competição. Foi o treinador Manuel Cajuda quem lançou o jovem jogador no onze inicial. Sobre Manuel Cajuda, Quim terá dito, em 2013, numa entrevista ao Record, “Será sempre o treinador que me lançou e, por isso, tenho um carinho enorme por ele. Não teve receio em apostar num miúdo de 19 anos. Naquela altura não víamos jovens a aparecer e ele não teve esse receio. O Sp. Braga tinha lá o Rui Correia, que era um guarda-redes de seleção, e ele não teve medo de apostar em mim. Não é qualquer um que faz isso. Agradeço-lhe pela minha carreira”. [10]

Na época 1995-96 jogou também apenas um jogo, como suplente utilizado, e na época seguinte foi titular por três vezes.

1997-2004: Titular indiscutível[editar | editar código-fonte]

Rui Correia, principal guarda-redes nos anos anteriores, saira do clube para rumar ao FC Porto na época 1997-98. Nessa mesma época Wozniak assina pelo Braga vindo do FC Porto e começa os primeiros jogos época a titular mas, a partir da 16ª jornada da Liga é Quim que assume a titularidade absoluta. Nessa época, Quim ajudou o clube a terminar na 10ª posição na liga e a chegar à final da Taça de Portugal, que o clube perde por 3-1[11] com o FC Porto. A chegada a esta final permitiu que o clube se tenha qualificado para a edição 1998-99 da Taça das Taças.

De destacar a última época que fez pelo clube (2003-04) nesta sua primeira passagem, em que o Braga termina em quinto lugar e garante assim acesso à fase de pré-eliminatórias da Taça UEFA, hoje conhecida como "Liga Europa da UEFA". Essa terá sido a sua última época no clube, antes de assinar pelo Benfica, com 28 anos[12]. Foram 11 épocas a representar os "minhotos" como guarda-redes profissional.

Sport Lisboa e Benfica[editar | editar código-fonte]

Em reportagem, pouco tempo depois de assinar pelo Benfica no verão de 2004, Quim referiu que ambicionava ser o guarda-redes principal: "Estou aqui para trabalhar e dar o melhor de mim. A concorrência é sempre importante e é boa para o Benfica. Os guarda-redes partem os três em pé de igualdade. Há um novo treinador e todos temos de demonstrar o nosso valor. Quero ser o nº 1 e vou trabalhar para isso."[13] e que pretendia contribuir da melhor forma para os objetivos principais do clube: ganhar campeonato nacional, que o Benfica não vencia há 10 épocas[14], e chegar "o mais longe possível" na Liga dos Campeões.

No seu primeiro ano de águia ao peito, apenas a meio da época começou a jogar com regularidade. Após uma derrota por 4-1[15] a contar para o campeonato, Moreira, o guarda-redes titular até à altura, é relegado a suplente na maior parte dos restantes jogos[16]. Quim agarra a oportunidade dada pelo treinador Trapattoni, sendo assim, a partir da 15ª jornada da competição, o titular na baliza dos encarnados. Foi um dos jogadores importantes na conquista do tão desejado 31º título nacional.

Com a saída de Trapattoni como treinador e a entrada de Koeman, na época 2005-06, Quim foi relegado a suplente de Moreira. Na primeira metade da época, jogou por um breve período, 11 jogos consecutivos a contar para a Liga e para a Liga dos Campeões. Com a vinda do guarda-redes Moretto em janeiro de 2005[17], Quim perdeu novamente o lugar de titular na baliza até ao fim da época. Nessa época o Benfica acaba com um título, a Supertaça Cândido de Oliveira, mas não o suficiente para ser uma época positiva.

Nas épocas entre 2006-07, 2007-08 e 2008-09 o clube passa por mais uma "fase negra", terminando sempre em terceiro lugar na Primeira Liga (e uma vez em quarto) nesses anos, e com, apenas, a conquista da Taça da Liga em 2009. A época mais negativa terá sido a de 2007-08 em que o Benfica termina em quarto lugar, abaixo do V. de Guimarães, Sporting e do campeão, FC Porto. Nessa época o clube teve três treinadores. Neste clima de instabilidade, Quim destaca-se, apesar de tudo, pela sua lealdade e amor ao clube que, época após época, renova grande parte do plantel. A qualidade de Quim também nunca foi posta em causa neste período, sendo a área do guarda-redes um problema de menor dimensão para o insucesso do Benfica.

A chegada do treinador Jorge Jesus em 2009[18] que deu, desta vez, uma época bem sucedida ao Benfica, em que o clube ganha a Primeira Liga e renova o título da Taça da Liga. O guarda-redes português foi uma das peças fundamentais na solidez defensiva da equipa, que culminou em apenas 20 golos sofridos em 30 jogos na Primeira Liga. Nessa época Quim cumpriu todos os minutos na principal competição nacional. Contudo, no final da época, o treinador Jorge Jesus disse publicamente que não contava com Quim para a temporada seguinte. E, sendo que o contrato que vinculava o jogador ao Benfica terminava em junho de 2010[19], saiu do clube a custo zero para regressar ao S.C. Braga. Futuramente, Quim terá dito em 2017, em reportagem: "É lógico que na altura não se fica indiferente. Tinha acabado de fazer 30 jogos, fui titular nessa época, campeão nacional e mandaram-me embora. Ficaram com guarda-redes no plantel no ano seguinte que praticamente não jogaram. Não se fica indiferente a isso. Não é normal. São opções. Na altura fiquei insatisfeito, acho que ninguém ficaria depois de ter sido campeão com 30 jogos e sair da maneira como saí. São coisas passadas. Se tivesse baixado os braços já não estava a jogar. O futebol tem coisas destas e temos que estar preparados".[20]

Regresso ao Sporting Clube de Braga[editar | editar código-fonte]

No regresso ao clube onde começou a carreira, Quim, com 34 anos, assina um contrato válido por três anos.[21]

A 2 de julho de 2010, num estágio de pré-época dos bracarenses em Melgaço, Quim sofre uma lesão num jogo treino[22]. Essa lesão terá sido uma rotura total do tendão de Aquiles direito[23] que fez com que não pudesse participar em qualquer jogo competitivo pelos minhotos na primeira época de regresso ao clube. Quim terá numa reportagem em 2011: "Custa mesmo muito ficar de fora, ainda para mais quando não estava habituado porque felizmente tenho tido poucas lesões na carreira. Agora tive uma complicada e só me resta recuperar, não o mais rápido, mas o melhor possível, para ficar à disposição do treinador na próxima época".[24]

Na época seguinte torna-se no titular indiscutível da baliza do Braga, em que o clube alcança um excelente terceiro lugar no campeonato ao comando de Leonardo Jardim, permitindo assim acesso à 3ª Pré-Eliminatória da Liga dos Campeões da UEFA de 2012/13.

Na sua última época ao serviço dos minhotos, Quim perde o estatuto de titular absoluto devido à chegada do guarda-redes Beto ao clube, vindo do FC Porto. Quim divide, assim, ao longo da época, o posto na baliza com o internacional português, tendo participado apenas em 14 jogos no campeonato, em 30 possíveis. Não participou nos jogos da Liga dos Campeões, em que o Braga não avançou além da fase de grupos, mas jogou com um gigante do futebol europeu, Manchester United. É, no entanto o guarda-redes escolhido a participar na Taça da Liga, competição que o clube acaba por vencer. De destacar que no único jogo a contar para as meias finais, Quim jogou contra o seu antigo clube, e após o empate 0-0 no final do prolongamento o jogo foi decidido a penálties. Quim foi figura de destaque, tendo defendido 2 penálties da equipa adversária.[25] Quim terá referido em declarações à TVI "Eu não consegui, a equipa conseguiu. Depois de todo o jogo que fizemos, não há duvida que fomos a melhor equipa. Fomos felizes nos penalties, mas já nos 90 minutos merecíamos vencer."[26] Na final contra o FC Porto, a 13 de abril de 2013, Quim foi titular na vitória por 1-0[27] com o golo solitário a pertencer a Alan, a cobrar uma grande penalidade.

Clube Desportivo das Aves[editar | editar código-fonte]

Os responsáveis do clube bracarense decidiram não avançar com uma renovação do contrato de Quim e o guarda-redes, parte como jogador livre novamente, como tinha acontecido após 6 anos no Benfica. Quim, aos 37 anos, em junho de 2013, querendo continuar a carreira, escolhe o Desportivo das Aves, clube da Segunda Liga, com quem assina um contrato válido por uma temporada.[28] Nas suas duas primeiras épocas mostra que ainda tem muita qualidade, tendo sido premiado como o melhor guarda-redes da Segunda Liga nesses dois anos[29][30] e uma das figuras principais do clube, sendo titular em praticamente todos os jogos. Quim permanece leal ao clube e renova o seu contrato, aos 40 anos, por mais um ano no fim da sua segunda época. [31]

Precisamente nessa época, 2016-17, o clube é promovido à Primeira Liga, por ter acabado em segundo lugar, com 81 pontos. Após o grande sucesso no clube, Quim afirma a sua vontade em renovar e continuar com os avenses na época seguinte.[32] Quim mantém-se no clube regressando assim, três anos depois, à maior competição a nível nacional.

O regresso à Primeira Liga[editar | editar código-fonte]

Na que terá sido a sua última época como guarda-redes profissional, Quim dividiu ao longo da época, a baliza com o guarda-redes brasileiro Adriano Fachini, numa época em que o clube luta pela manutenção na Liga (acabando mesmo em lugar) e ganha a Taça de Portugal, edição 2017-18. Apesar de o guarda-redes português ter competido em 14 jogos na Primeira Liga[33], menos seis do que o seu colega Adriano Fachini[34], participou em dois jogos muito importantes: as meias finais e a final, contra o Sporting CP, da Taça de Portugal.

Quim, a 22 de outubro de 2017, bate o recorde de jogador mais velho de sempre, a competir na Primeira Liga (com 41 anos e perto de fazer 42) a jogar pelo Desportivo das Aves, num jogo onde saiu derrotado por 3-1 [2], frente ao seu antigo clube e campeão nacional na última época, Benfica.

Na Final da Taça de Portugal, que acaba com vitória sobre o Sporting CP, por 1-0, Quim foi importante, realizando 4 defesas decisivas[35] no jogo. Era a única competição principal, a nível nacional, que faltava ao palmarés de Quim. No final da época, retira-se do futebol como jogador profissional.[36] No entanto, decide continuar ligado ao futebol como Diretor de Relações Institucionais do Desportivo das Aves.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Coletivos[editar | editar código-fonte]

Benfica
Braga
CD Aves
Seleção nacional

Individuais[editar | editar código-fonte]

Benfica[editar | editar código-fonte]

CD Aves[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Quim... nasceu há 37 anos
  2. a b «Desp. Aves-Benfica, 1-3 (crónica) | Maisfutebol.iol.pt». Maisfutebol 
  3. «Liga Portuguesa :: Estatísticas :: :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 10 de agosto de 2018. 
  4. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Joaquim Manuel Sampaio Silva". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 7 de julho de 2014. 
  5. «É oficial. Quim despede-se dos relvados» 
  6. Group, Global Media (20 de maio de 2018). «Aves ganha a Taça de Portugal graças a bis de Guedes». O Jogo 
  7. SAPO. «Quim vai manter-se no Desportivo das Aves como diretor de relações institucionais - SAPO Desporto». SAPO Desporto 
  8. «ForaDeJogo.net - Rui Correia (Rui Manuel Silva Correia)». ForaDeJogo. Consultado em 4 de agosto de 2018. 
  9. «Quim. O gestor de emoções continua a fazer história». ionline 
  10. Record. «Quim: «Jesus? Excelente treinador, mas como pessoa...»» 
  11. «FC Porto 3-1 Braga :: Taça de Portugal 1997/1998 :: Ficha do Jogo :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  12. «Quim no Benfica por cinco anos: «Quero ser o nº1» | Maisfutebol.iol.pt». Maisfutebol 
  13. «Quim no Benfica por cinco anos: «Quero ser o nº1» | Maisfutebol.iol.pt». Maisfutebol 
  14. «Campeonato Nacional da I Divisão 1993/94 :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  15. «ForaDeJogo.net - Belenenses 4 - 1 Benfica // Superliga Galp Energia». ForaDeJogo. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  16. Viegas, João Socorro. «José Moreira: «Decisão de Trapattoni devastou-me»» 
  17. Manha, Correio da. «Benfica ganha guerra por Moretto» (em inglês) 
  18. Record. «Jorge Jesus assina» 
  19. Record. «Quim sai do Benfica» 
  20. «Quim e o Benfica: «Fiz 30 jogos, fui campeão e mandaram-me embora» | Maisfutebol.iol.pt». Maisfutebol 
  21. SAPO. «Quim assina pelo Sp. Braga - SAPO Desporto». SAPO Desporto 
  22. Record. «Quim lesão» 
  23. Group, Global Media (3 de julho de 2010). «Lesão de Quim força ida do Sporting de Braga ao mercado». JN 
  24. -, RTP, Rádio e Televisão de Portugal. «Quim: "Acho justíssima a expulsão"» 
  25. «Braga 0-0 (3-2)g.p. Benfica :: Taça da Liga 2012/2013 :: Ficha do Jogo :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  26. «Quim: «Já nos 90 minutos merecíamos vencer» | Maisfutebol.iol.pt». Maisfutebol 
  27. «Braga 1-0 FC Porto :: Taça da Liga 2012/2013 :: Ficha do Jogo :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  28. «Quim no Desportivo das Aves :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 10 de agosto de 2018. 
  29. a b «2ª Liga Portuguesa: Melhor G. Redes :: Prémios :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  30. a b «2ª Liga Portuguesa: Melhor G. Redes :: Prémios :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  31. «II Liga: Quim e mais quatro renovam pelo Desp. Aves | Maisfutebol.iol.pt». Maisfutebol 
  32. «Quim, 41 anos, em perfeitas condições e disponível para o Aves». SIC Notícias 
  33. «ForaDeJogo.net - Quim (Joaquim Manuel Sampaio da Silva)». ForaDeJogo. Consultado em 10 de agosto de 2018. 
  34. «ForaDeJogo.net - Adriano Fachini (Adriano Fachini)». ForaDeJogo. Consultado em 10 de agosto de 2018. 
  35. «Quim: as quatro defesas decisivas e a primeira Taça no adeus com 42 anos» 
  36. «Chegou o dia em que Quim se despediu do futebol. Aos 42 anos». Tribuna Expresso 
  37. «Campeonato da Europa Sub-18 1994 :: zerozero.pt». www.zerozero.pt. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
  38. «SJPF - Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol». 9 de outubro de 2011. Consultado em 5 de agosto de 2018. 
Bandeira de PortugalSoccer icon Este artigo sobre futebolistas portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.