Lista dos presidentes do Brasil por nascimento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Deodoro da Fonseca, presidente que nasceu há mais tempo, em 5 de agosto de 1827.
Jair Bolsonaro, presidente que nasceu há menos tempo, em 21 de março de 1955.

Esta é uma lista dos presidentes do Brasil por nascimento, contendo informações sobre a data de nascimento, a cidade em que nasceram e seus nomes de batismo, além de comparações e estatísticas diversas envolvendo as datas e os lugares. Compreende todas as pessoas que assumiram a presidência, incluindo os que o fizeram de facto ou interinamente, e estão presentes na lista da Biblioteca da Presidência da República.[1]

Aqueles que constituíram as Juntas Governativas Provisórias de 1930 e 1969 são listados em itálico e sem numeração, dado que não foram presidentes do Brasil de forma isolada. Já Júlio Prestes, Pedro Aleixo[2] e Tancredo Neves, embora não tenham assumido a presidência e nem constem na numeração da ordem histórica, por serem listados separadamente pela Biblioteca da Presidência da República, constam na numeração da lista.

O presidente com a data de nascimento mais antiga é Deodoro da Fonseca, que nasceu em 5 de agosto de 1827, há 192 anos e 73 dias (70 200 dias); o que nasceu há menos tempo foi Jair Bolsonaro, em 21 de março de 1955, portanto há 64 anos e 210 dias (23 586 dias). João Figueiredo é o que nasceu no dia do calendário mais recente: 15 de janeiro; Dilma Rousseff possui a data de aniversário mais tardia: 14 de dezembro. Agosto é o mês em que mais nasceram presidentes brasileiros: sete, considerando os das Juntas, seguido de maio, mês em que nasceram cinco presidentes. Os dias 3 e 4 são aqueles nos quais nasceram mais presidentes (quatro). A menor diferença de tempo entre dois nascimentos é 1 mês e 4 dias (35 dias), referente ao espaço entre os nascimentos de Tancredo Neves e de Ranieri Mazzilli, em 1910. Considerando as Juntas, o menor espaço entre dois nascimentos é de Isaías de Noronha e Mena Barreto: 25 dias, em 1874. A maior diferença entre o nascimento de dois presidentes consecutivos é de 19 anos, 3 meses e 5 dias, referente ao espaço entre os nascimentos de José Sarney e Fernando Collor. A diferença de tempo entre o primeiro e o último nascimento de um presidente é de 127 anos, 7 meses e 2 dias, referente ao espaço entre os nascimentos de Deodoro e Bolsonaro.

Lista dos presidentes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de presidentes do Brasil
# Ordem histórica Presidente Data de nascimento Nome de batismo Local do nascimento Ref.
1 1 Deodoro da Fonseca 182708055 de agosto de 1827 Manoel Deodoro da Fonseca Marechal Deodoro, AL[nota 1] [4]
2 2 Floriano Peixoto 1839043030 de abril de 1839 Floriano Vieira Peixoto Maceió, AL [5]
3 3 Prudente de Morais 184110044 de outubro de 1841 Prudente Joze de Moraes e Barros Itu, SP [6]
4 4 Campos Sales 1841021515 de fevereiro de 1841 Manoel Ferraz de Campos Salles Campinas, SP[nota 2] [8]
5 5 Rodrigues Alves 184807077 de julho de 1848 Francisco de Paula Rodrigues Alves Guaratinguetá, SP [9]
6 6 Afonso Pena 1847113030 de novembro de 1847 Affonso Augusto Moreira Penna Santa Bárbara, MG[nota 3] [10]
7 7 Nilo Peçanha 186710022 de outubro de 1867 Nilo Procópio Peçanha Campos dos Goytacazes, RJ [11]
8 8 Hermes da Fonseca 1855051212 de maio de 1855 Hermes Rodrigues da Fonseca São Gabriel, RS [12]
9 9 Venceslau Brás 1868022626 de fevereiro de 1868 Wenceslau Braz Pereira Gomes Brazópolis, MG[nota 4] [14]
10 10 Delfim Moreira 186811077 de novembro de 1868 Delfim Moreira da Costa Ribeiro Cristina, MG [15]
11 11 Epitácio Pessoa 1865052323 de maio de 1865 Epitacio Lindolpho da Silva Pessôa Umbuzeiro, PB [16]
12 12 Artur Bernardes 187508088 de agosto de 1875 Arthur da Silva Bernardes Viçosa, MG [17]
13 Tasso Fragoso[nota 5] 1869082828 de agosto de 1869[nota 6] Augusto Tasso Fragoso São Luís, MA [18]
14 13 Washington Luís 1869102626 de outubro de 1869 Washington Luiz Pereira de Souza Macaé, RJ [19]
15 Isaías de Noronha[nota 5] 187407066 de julho de 1874 José Isaías de Noronha Rio de Janeiro, RJ[nota 7] [20]
16 João Mena Barreto[nota 5] 1874073030 de julho de 1874 João de Deus Menna Barreto Porto Alegre, RS [21]
17 Júlio Prestes[nota 8] 1882031515 de março de 1882 Júlio Prestes de Albuquerque Itapetininga, SP [22]
18 14/17 Getúlio Vargas 1882041919 de abril de 1882[nota 9] Getulio Dornelles Vargas São Borja, RS [23][24]
19 15 José Linhares 1886012828 de janeiro de 1886 José Linhares Guaramiranga, CE[nota 10] [25]
20 16 Eurico Gaspar Dutra 1883051818 de maio de 1883[nota 11] Eurico Gaspar Dutra Cuiabá, MT [26]
21 18 Café Filho 189902033 de fevereiro de 1899 João Fernandes Campos Café Filho Natal, RN [27]
22 19 Carlos Luz 189408044 de agosto de 1894 Carlos Coimbra da Luz Três Corações, MG [28]
23 20 Nereu Ramos 188809033 de setembro de 1888 Nereu de Oliveira Ramos Lages, SC [29]
24 21 Juscelino Kubitschek 1902091212 de setembro de 1902 Juscelino Kubitschek de Oliveira Diamantina, MG [30]
25 22 Jânio Quadros 1917012525 de janeiro de 1917 Janio da Silva Quadros Campo Grande, MS[nota 12] [31]
26 23/25 Ranieri Mazzilli 1910042727 de abril de 1910 Paschoal Ranieri Mazzilli Caconde, SP [32]
27 24 João Goulart 191803011º de março de 1918[nota 13] João Belchior Marques Goulart São Borja, RS [33]
28 26 Castelo Branco 1897092020 de setembro de 1897 Humberto de Alencar Castello Branco Fortaleza, CE [32]
29 27 Artur da Costa e Silva 189910033 de outubro de 1899 Arthur da Costa e Silva Taquari, RS [34]
30 Pedro Aleixo[nota 14] 190108011º de agosto de 1901 Pedro Aleixo Mariana, MG [35]
31 Augusto Rademaker[nota 15] 1905051111 de maio de 1905 Augusto Hamann Rademaker Grünewald Rio de Janeiro, RJ[nota 16] [36]
32 Aurélio de Lira Tavares[nota 15] 190511077 de novembro de 1905 Aurelio de Lyra Tavares João Pessoa, PB[nota 17] [38]
33 28 Emílio Garrastazu Médici 190512044 de dezembro de 1905 Emílio Garrastazu Médici Bagé, RS [39]
34 Márcio de Sousa Melo[nota 15] 1906052626 de maio de 1906 Márcio de Souza Mello Florianópolis, SC [40]
35 29 Ernesto Geisel 190708033 de agosto de 1907[nota 18] Ernesto Beckmann Geisel Bento Gonçalves, RS [41]
36 Tancredo Neves[nota 19] 191003044 de março de 1910 Tancredo de Almeida Neves São João del-Rei, MG [42]
37 30 João Figueiredo 1918011515 de janeiro de 1918 João Baptista de Oliveira Figueiredo Rio de Janeiro, RJ[nota 16] [43]
38 31 José Sarney 1930042424 de abril de 1930 José Ribamar Ferreira de Araújo Costa Pinheiro, MA [44]
39 32 Fernando Collor 1947121412 de agosto de 1949 Fernando Affonso Collor de Melo Rio de Janeiro, RJ[nota 16] [45]
40 33 Itamar Franco 1930062828 de junho de 1930[nota 20] Itamar Augusto Cautiero Franco Mar territorial brasileiro[nota 21] [46]
41 34 Fernando Henrique Cardoso 1931061818 de junho de 1931 Fernando Henrique Cardoso Rio de Janeiro, RJ[nota 16] [47]
42 35 Luiz Inácio Lula da Silva 1945102727 de outubro de 1945[nota 22] Luiz Inácio da Silva Caetés, PE[nota 23] [48]
43 36 Dilma Rousseff 1947121414 de dezembro de 1947 Dilma Vana Rousseff Belo Horizonte, MG [49]
44 37 Michel Temer 1949081223 de setembro de 1940 Michel Miguel Elias Temer Lulia Tietê, SP [50]
45 38 Jair Bolsonaro 21 de março de 1955 Jair Messias Bolsonaro Glicério, SP[nota 24] [53]

Nascimentos por século e década[editar | editar código-fonte]

No total, 22 presidentes — 25, considerando a Junta de 1930 — nasceram no século XIX, enquanto 16 — 19, considerando a Junta de 1969 — nasceram no século XX. Contabilizando por década, teríamos:

Década Presidente Nascimento
1820 Deodoro da Fonseca 1827
1830 Floriano Peixoto 1839
1840 Campos Sales 1841
Prudente de Morais
Afonso Pena 1847
Rodrigues Alves 1848
1850 Hermes da Fonseca 1855
1860 Epitácio Pessoa 1865
Nilo Peçanha 1867
Venceslau Brás 1868
Delfim Moreira
Tasso Fragoso 1869
Washington Luís
1870 Artur Bernardes 1870
Isaías Noronha 1874
Mena Barreto
1880 Júlio Prestes 1882
Getúlio Vargas
Eurico Gaspar Dutra 1883
José Linhares 1886
Nereu Ramos 1888
1890 Carlos Luz 1894
Humberto Castelo Branco 1897
Café Filho 1899
Artur da Costa e Silva
1900 Pedro Aleixo 1901
Juscelino Kubitschek 1902
Augusto Rademaker 1905
Aurélio Lira
Emílio Garrastazu Médici
Márcio Melo 1906
Ernesto Geisel 1907
1910 Tancredo Neves 1910
Ranieri Mazzili
Jânio Quadros 1917
João Figueiredo 1918
João Goulart 1919
1930 José Sarney 1930
Itamar Franco
Fernando Henrique Cardoso 1931
1940 Michel Temer 1940
Luiz Inácio Lula da Silva 1945
Dilma Rousseff 1947
Fernando Collor 1949
1950 Jair Bolsonaro 1955

Nascidos no mesmo ano ou data[editar | editar código-fonte]

Mesmo ano[editar | editar código-fonte]

Considerando também as Juntas de 1930 e 1969:

Mesma data[editar | editar código-fonte]

Considerando as Juntas, temos apenas um caso de dois presidentes nascidos no mesmo dia do calendário:

Gerações[editar | editar código-fonte]

Dezesseis presidentes da república nasceram durante o Império do Brasil. Entre eles Deodoro da Fonseca, que foi o único que nasceu durante o Primeiro Reinado, atingindo a maioridade na década de 1840, já no Segundo Reinado. Seu sucessor, Floriano Peixoto, nasceu durante o Período Regencial, atingindo a maioridade na década de 1850, também no Segundo Reinado. Costa e Silva foi o último (de 25, considerando juntas e impedidos) nascido no século XIX, sendo também o último a presidir tendo nascido naquele século. O primeiro a nascer no século XX foi Pedro Aleixo, mas o primeiro a presidir foi o segundo, Juscelino Kubitschek. Além de Deodoro e Floriano, Prudente de Morais e Campos Sales nasceram e governaram no século XIX, sendo que este último presidia quando da passagem de século.

Prudente de Morais, Campos Sales, Afonso Pena e Rodrigues Alves nasceram durante a década de 1840, durante o Segundo Reinado e atingiram a maioridade e iniciaram suas carreiras políticas nas décadas de 1860 e 1870, sendo que Prudente de Moraes e Campos Sales eram republicanos históricos, sendo que antes de se filiarem a partidos republicanos eram filiados ao monarquista Partido Liberal, já Afonso Pena e Rodrigues Alves foram filiados ao monarquista Partido Conservador durante todo o período monárquico. Hermes da Fonseca, sobrinho de Deodoro da Fonseca, nasceu durante a década de 1850 e atingiu a maioridade na década de 1870, mas somente se envolveu com política após a proclamação da República, quando se tornou ministro da Guerra de Afonso Pena.

Epitácio Pessoa, Nilo Peçanha, Venceslau Brás, Delfim Moreira, Washington Luís e Artur Bernardes nasceram durante as décadas de 1860 e 1870 e atingiram a maioridade na década de 1880. Apesar de terem nascido durante o período monárquico, iniciaram suas carreiras políticas no início da Primeira República Brasileira, pertencendo a primeira geração de presidentes que nunca foram filiados aos partidos monárquicos do Império do Brasil.

Getúlio Vargas, Eurico Gaspar Dutra, José Linhares, Nereu Ramos, Carlos Luz, Humberto Castelo Branco, Café Filho e Artur da Costa e Silva são membros da chamada Geração Perdida, ou seja, indivíduos nascidos entre 1883-1900 e que presenciaram a eclosão da Primeira Guerra Mundial e que viveram parte da vida adulta durante os Loucos Anos 20. Estes quatro últimos, os primeiros nascidos na República, e os quatros primeiros, os últimos nascidos sob regime monarquista. Café foi o primeiro a presidir tendo nascido na República. O último a presidir tendo nascido no Império foi Getúlio Vargas.

Pedro Aleixo, Juscelino Kubitschek, Emílio Garrastazu Médici, Ernesto Geisel, Tancredo Neves, Ranieri Mazzili, Jânio Quadros, João Figueiredo e João Goulart pertencem a chamada Geração Grandiosa, ou seja, a dos indivíduos nascidos entre 1901 e 1924 e que atingiram a maioridade durante a Grande Depressão.

José Sarney, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer seriam membros da Geração Silenciosa, a geração dos indivíduos nascidos de 1925 a 1942. Viveram a infância durante a Grande Depressão, na adolescência presenciaram notícias a respeito da Segunda Guerra Mundial e mais tarde já na idade adulta jovem presenciaram o início da Guerra Fria e o surgimento de movimentos de direitos civis nos anos 60. Os dois primeiros foram os últimos a nascerem na Primeira República, enquanto o terceiro o primeiro depois. Temer foi o último a presidir tendo nascido antes do fim da Era Vargas. FHC foi o primeiro a presidir tendo nascido na Era Vargas. Itamar foi o último a presidir tendo nascido na Primeira República.

Luis Inácio Lula da Silva, Dilma Roussef, Fernando Collor e Jair Bolsonaro seriam da Geração Baby Boomer, pessoas nascidas entre 1943 e 1964. Viveram a infância nas décadas de 1940 e 1950, atingiram a adolescência nas décadas de 1950 e 1960 e atingiram a maioridade nas décadas de 1960 e 1970, sendo que em todo este período de formação presenciaram a Guerra Fria, o que influenciou fortemente a visão política desta geração. O primeiro foi o terceiro e último a nascer na Era Vargas e os outros três os únicos nascidos pós-Vargas e na Quarta República. Collor foi o primeiro a presidir tendo nascido após o fim da Era Vargas e também o primeiro após o fim da Primeira República. Dos 16 nascidos (considerando juntas e impedidos) no século XX, 12 governaram (ou deveriam) no mesmo, sendo que FHC presidia quando da passagem para o XXI.

Ainda não existem presidentes eleitos vindos da Geração X, composta por indivíduos nascidos por volta de 1964 a 1982 e que atingiram a maioridade nas décadas de 1980 e 1990, presenciando na juventude a queda do Muro de Berlim, o fim da Guerra Fria e o início de uma ordem mundial multipolar, porém indivíduos dessa geração estão hábeis a serem eleitos presidentes da república, já que todos já superaram os 35 anos de idade, idade mínima para exercer o cargo.

O mesmo ocorre com a geração seguinte, a Geração Y, composta por indivíduos nascidos entre 1982 e 1995, sendo que estariam hábeis a se candidatarem no próximo pleito eleitoral (eleição presidencial de 2022) somente aqueles nascidos entre 1982 e 1987, devido a idade mínima de 35 anos.

Chefe de Estado e vice-presidente quando nascido[editar | editar código-fonte]

Chefe de Estado Vice-presidente Período Presidente(s)
Pedro I do Brasil Cargo inexistente 1822–1831 Deodoro da Fonseca
Pedro II do Brasil Cargo inexistente 1831–1889 Floriano Peixoto

Campos Sales

Prudente de Morais

Afonso Pena

Rodrigues Alves

Hermes da Fonseca

Epitácio Pessoa

Nilo Peçanha

Venceslau Brás

Delfim Moreira

Tasso Fragoso

Washington Luís

Isaías de Noronha

João Mena Barreto

Artur Bernardes

Júlio Prestes

Getúlio Vargas

Eurico Gaspar Dutra

José Linhares

Nereu Ramos

Floriano Peixoto Cargo vago 1891–1894 Carlos Luz
Prudente de Morais Manuel Vitorino 1894–1898 Castelo Branco
Campos Sales Rosa e Silva 1898–1902 Café Filho

Costa e Silva

Juscelino Kubitschek

Pedro Aleixo

Rodrigues Alves Afonso Pena 1902–1906 Augusto Rademaker

Emílio Garrastazu Médici

Aurélio de Lira Tavares

Márcio de Sousa Melo

Afonso Pena Nilo Peçanha 1906–1909 Ernesto Geisel
Nilo Peçanha Cargo vago 1909–1910 Tancredo Neves

Ranieri Mazzilli

Venceslau Brás Urbano Santos 1914–1918 Jânio Quadros

João Figueiredo

Delfim Moreira Cargo vago 1918–1919 João Goulart
Washington Luís Melo Viana 1926–1930 José Sarney

Itamar Franco

Getúlio Vargas Cargo inexistente 1930–1945 Fernando Henrique Cardoso

Michel Temer

Luiz Inácio Lula da Silva

Eurico Gaspar Dutra Nereu Ramos 1946–1951 Dilma Rousseff

Fernando Collor

Café Filho Cargo vago 1954–1955 Jair Bolsonaro

Chefes de Estado vivos durante o governo de um presidente que nasceu em seu governo:

Local de nascimento[editar | editar código-fonte]

Descontando-se as Juntas, o estado onde mais presidentes nasceram foi Minas Gerais (9), seguido por São Paulo (7), Rio Grande do Sul (6), Rio de Janeiro (5) e Alagoas e Ceará (2). A cidade de origem da maioria dos presidentes é a atual cidade do Rio de Janeiro (3), seguida por São Borja (2).

Local Presidentes Qtd.
 Minas Gerais Afonso Pena, Venceslau Brás, Delfim Moreira, Artur Bernardes, Carlos Luz, Juscelino Kubitschek, Pedro Aleixo, Tancredo Neves e Dilma Rousseff 9
 São Paulo Prudente de Morais, Campos Sales, Rodrigues Alves, Júlio Prestes, Ranieri Mazzilli, Michel Temer e Jair Bolsonaro 7
 Rio Grande do Sul Hermes da Fonseca, João Mena Barreto, Getúlio Vargas, João Goulart, Artur da Costa e Silva, Emílio Garrastazu Médici e Ernesto Geisel 6 (7)
 Rio de Janeiro Nilo Peçanha, Washington Luís, Isaías de Noronha[nota 7], Augusto Rademaker[nota 16], João Figueiredo[nota 16], Fernando Collor[nota 16] e Fernando Henrique Cardoso[nota 16] 5 (7)
 Alagoas Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto 2
 Ceará José Linhares e Castelo Branco 2
 Maranhão Tasso Fragoso e José Sarney 1 (2)
 Paraíba Epitácio Pessoa e Aurélio de Lira Tavares 1 (2)
 Santa Catarina Nereu Ramos e Márcio de Sousa Melo 1 (2)
Brasil Mar territorial brasileiro Itamar Franco[nota 21] 1
 Mato Grosso Eurico Gaspar Dutra 1
 Mato Grosso do Sul Jânio Quadros[nota 12] 1
 Pernambuco Luiz Inácio Lula da Silva 1
 Rio Grande do Norte Café Filho 1

Notas

  1. À época, a cidade de Alagoas da Lagoa do Sul.[3]
  2. À época, a Vila de São Carlos.[7]
  3. À época, a cidade de Santa Bárbara do Mato Dentro.
  4. À época, o distrito de São Caetano da Vargem Grande.[13]
  5. a b c Compôs a Junta Governativa Provisória de 1930.
  6. Teve o ano de nascimento posteriormente alterado para 1867, para ingressar na vida militar.
  7. a b À época, a cidade localizava-se no então Município Neutro.
  8. Não tomou posse, devido à Revolução de 1930.
  9. Getúlio Vargas nasceu em 1882. Na juventude, alterou alguns documentos, para fazer constar o ano de nascimento como 1883. Este fato somente foi descoberto nas comemorações do centenário de nascimento, quando, verificando-se os livros de registros de batismos da Paróquia de São Francisco de Borja, descobriu-se que Getúlio realmente nasceu em 1882, constando no seu assento de batismo.[23][24]
  10. À época, o município de Baturité.
  11. Teve o ano de nascimento posteriormente alterado para 1885, para possibilitar seu ingresso no exército.
  12. a b À época, pertencia ao estado de Mato Grosso.
  13. O ano em que João Goulart nasceu é incerto. Algumas fontes apontam para 1918, enquanto outras para 1919. Conforme o Almanaque Abril 2000, «Parlamentares Gaúchos» (PDF). www.al.rs.gov.br , e a Enciclopédia Barsa, o pai de Goulart diminuiu em um ano a data de nascimento do filho para que este pudesse ingressar, ainda com dezesseis anos, na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
  14. Impedido de tomar posse pela Junta Governativa Provisória de 1969.
  15. a b c Compôs a Junta Governativa Provisória de 1969.
  16. a b c d e f g h À época, a cidade localizava-se no então Distrito Federal (1891–1960).
  17. À época, o município de Paraíba.[37]
  18. Teve o ano de nascimento posteriormente alterado para 1908, para ser admitido no Colégio Militar de Porto Alegre.
  19. Não tomou posse, pois morreu antes.
  20. Nasceu em 1930, porém seu registro de batismo indica que nasceu em 1931 em Juiz de Fora.
  21. a b Itamar Franco nasceu a bordo de um navio de cabotagem que fazia a rota SalvadorRio de Janeiro. O local exato do nascimento é desconhecido. O registro de nascimento foi feito no dia 28 de junho de 1930 em Salvador. Sendo assim, seus cadastros oficiais na presidência e senado assumem sua naturalidade como Salvador[46]
  22. Lula nasceu em 6 de outubro de 1945, porém foi registrado no dia 27 de outubro de 1945.
  23. À época, um distrito do município de Garanhuns.
  24. Oficialmente, Jair Bolsonaro é natural de Campinas[51][52]. Segundo seus pais, teria nascido no município de Glicério e foi registrado 1º de fevereiro de 1956 em Campinas.

Referências

  1. «Ex-presidentes — Biblioteca Virtual da Presidência». Biblioteca da Presidência da República. Consultado em 7 de fevereiro de 2015 
  2. «L12486». www.planalto.gov.br. Consultado em 21 de abril de 2017 
  3. «Origem — Marechal Deodoro». Prefeitura Municipal de Marechal Deodoro. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  4. «Manoel Deodoro da Fonseca, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  5. «Floriano Vieira Peixoto, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  6. «Prudente José de Morais e Barros». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  7. «Histórico». IBGE. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  8. «Manoel Ferraz de Campos Salles». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  9. «Francisco de Paula Rodrigues Alves». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  10. «Affonso Augusto Moreira Penna». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  11. «Nilo Procópio Peçanha». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  12. «Hermes Rodrigues da Fonseca, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  13. «História de Brazópolis». Prefeitura Municipal de Brazópolis. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  14. «Wenceslau Braz Pereira Gomes». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  15. «Delfim Moreira da Costa Ribeiro». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  16. «Epitácio Lindolfo da Silva Pessoa». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  17. «Arthur da Silva Bernardes». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  18. «Augusto Tasso Fragoso, General-de-Divisão». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  19. «Washington Luís Pereira de Sousa». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  20. «José Isaías de Noronha, Contra-Almirante». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  21. «João de Deus Menna Barreto, General». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  22. «Júlio Prestes de Albuquerque». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  23. a b Carmen S. Aragonês Aita, Gunter Axt (organizadores) (2014). Getúlio Vargas. Discursos (1903 - 1929) 3 ed. Porto Alegre: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. p. 31. 896 páginas. ISBN 978-85-66054-16-3. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  24. a b «Queremos Getúlio». getuliodornelesvargas.wordpress.com. 29 de outubro de 2010. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. Aos vinte e nove de maio de mil oitocentos e oitenta e dois, nesta igreja matriz batizei solenemente a 'Getúlio' nato a 19 de abril deste ano, filho legítimo de Manoel do Nascimento Vargas e de Cândida Dorneles Vargas. F.P. (foram padrinhos) Antônio Garcia da Rosa e Leocádia Francisca Dorneles Garcia. E que para constar lancei este assento que assino. O vigário encomendado Roque Rotundo. 
  25. «José Linhares». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  26. «Eurico Gaspar Dutra, Marechal». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  27. «João Fernandes Campos Café Filho». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  28. «Carlos Coimbra da Luz». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  29. «Nereu de Oliveira Ramos». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  30. «Juscelino Kubitschek de Oliveira». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  31. «Jânio da Silva Quadros». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  32. a b «Paschoal Ranieri Mazzilli». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  33. Kenny Braga, João Borges de Souza, Cleber Dioni, Elmar Bones (2014). Parlamentares Gaúchos. João Goulart (1919-1976) — Presidente Jango 2 ed. Porto Alegre: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. p. 19. 294 páginas. ISBN 978-85-66054-09-5. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 
  34. «Arthur da Costa e Silva». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  35. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12486.htm
  36. «Augusto Rademaker». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  37. «Histórico». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  38. «Aurélio Lyra Tavares». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  39. «Emílio Garrastazu Médici». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  40. «Márcio de Souza Mello». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  41. «Ernesto Geisel, General». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  42. «Tancredo Neves». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  43. «João Baptista Figueiredo». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  44. «José Sarney». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  45. «Fernando Affonso Collor de Mello». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 21 de maio de 2017 
  46. a b «Itamar Franco». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  47. «Fernando Henrique Cardoso». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  48. «Luis Inácio Lula da Silva». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  49. «Dilma Vana Rousseff». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 21 de maio de 2015 
  50. «Biografia – Michel Temer, presidente da República». Biblioteca Virtual da Presidência. Consultado em 21 de maio de 2017 
  51. Cartório de registro civil de Campinas (1 de fevereiro de 1956). «Talão de registro de nascimento de Jair Bolsonaro». Consultado em 1 de janeiro de 2019 
  52. Presidência da República. «Biografia do Presidente». 2019-01-01. Consultado em 1 de janeiro de 2019 
  53. Godoy, Marcelo (2 de abril de 2017). «Bolsonaro: um fantasma ronda o Planalto». Estadão. Consultado em 6 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]