Luciana Stegagno Picchio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2014). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Luciana Stegagno Picchio
Nascimento 26 de abril de 1920
Alessandria, Itália
Morte 28 de agosto de 2008 (88 anos)
Nacionalidade Itália Italiana
Ocupação Filóloga, historiadora da cultura, crítica literária

Luciana Stegagno Picchio (Alessandria, Piemonte, 26 de abril de 192028 de agosto de 2008) foi uma filóloga, historiadora da cultura, crítica literária, especialista em literatura medieval portuguesa, história do teatro português e literatura brasileira.

Faleceu aos 88 anos e foi autora de mais de 500 publicações dedicadas às literaturas e culturas de língua portuguesa, o que lhe valeu o título de mais importante luso-brasileirista da Europa.

Recebeu o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade Nova de Lisboa em 1997/1998.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Storia del Teatro Portoghese (Roma, 1964)/ História do Teatro Português (Lisboa, 1969)
  • A lição do texto (Lisboa, 1979)
  • La méthode philologique, com prefácio de R. Jakobson (Paris, 1982)
  • La littérature brésilienne (Paris, «Que sais-je?», 1982 e 1996, trad. portuguesa e francesa)
  • La letteratura brasiliana (Florença-Milão, 1972, trad. romena, Bucareste, 1986)
  • Storia della letteratura brasiliana (Turim, 1997; ed. brasileira
  • História da literatura brasileira, Rio, 1997)
Precedido por
Alberto Noguès
Olivenkranz.png Sócio correspondente da ABL - cadeira 6
2000 — 2008
Sucedido por
Arnaldo Saraiva


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.