Gregorio Marañón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gregorio Marañón y Posadillo
Nascimento 19 de maio de 1887
Madrid
Morte 27 de março de 1960 (72 anos)
Madrid
Nacionalidade Espanha Espanhol
Campo(s) Medicina

Gregorio Marañón y Posadillo (Madrid, 19 de maio de 1887 – Madrid, 27 de março de 1960) foi um médico, cientista, historiador, escritor e filósofo espanhol, pertencente à geração de 1914.[1]

Foi membro titular da Real Academia Espanhola, de História, de Belas Artes, de Medicina e de Ciências Exatas, Físicas e Naturais). Foi um dos fundadores — junto com Ortega y Gasset e Pérez de Ayala— da Agrupación al Servicio de la República,[2] embora posteriormente tenha criticado a incapacidade da Segunda República de unir todos os espanhóis.[3]

Sepultado no Cemitério de San Justo.[4]

Referências

  1. «La Generación del 14, 100 años después». El Mundo (em espanhol). 13 de março de 2014. Consultado em 7 de dezembro de 2020 
  2. Ortega y Gasset, José, 1883-1955. (2004). Obras completas [Edición Fundación José Ortega y Gasset, Centro de Estudios Orteguianos] ed. Madrid: Taurus. pp. 660–663. ISBN 8430605924. OCLC 57058894 
  3. Canal, Jordi, 1964-; Contreras, Jaime. (2007). Exilios : los éxodos políticos en la historia de España, siglo XV-XX. Madrid: Sílex. p. 229. ISBN 9788477371892. OCLC 137315288 
  4. «GREGORIO MARAÑÓN» (PDF). Sebbm. Consultado em 7 de dezembro de 2020 

Precedido por
Gregório Aráoz Alfaro
Olivenkranz.png Sócio correspondente da ABL - cadeira 19
1956 — 1960
Sucedido por
Dámaso Alonso
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Gregorio Marañón
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.