Luís Forjaz Trigueiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Forjaz Trigueiros
Nome completo Luís Augusto de Sampaio Forjaz de Ricaldes Trigueiros
Nascimento 1915
Lisboa
Morte 2000 (85 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Ensaísta, cronista, jornalista e crítico literário
Principais trabalhos Caminho sem luz
Prémios Prémio Fialho de Almeida (1936)

Luís Augusto de Sampaio Forjaz de Ricaldes Trigueiros (Lisboa, 1915 — Lisboa, 2000) foi um ensaísta, cronista, jornalista e crítico literário português.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Caminho sem luz (1936), contos
  • Capital do espírito (1939), ensaios
  • Ainda Há Estrelas no céu (1942), contos
  • Pátio das Comédias (1947), crítica teatral
  • Perspectivas (1961), ensaios
  • Ventos e marés (1967), crónicas
  • Novas Perspectivas (1969), ensaios
  • Monólogo em Éfeso (1972), crónicas
  • O Carro do Feno (1974), Contos e Novelas
  • Colaboração na revista luso-brasileira Atlântico [1]

Referências

  1. Helena Roldão (12 de Outubro de 2012). «Ficha histórica:Atlântico: revista luso-brasileira (1942-1950)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 25 de Novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Fidelino de Figueiredo
Olivenkranz.png Sócio correspondente da ABL - cadeira 8
19672000
Sucedido por
Augustin Buzura


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.