Luisa Mell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Luiza Mell)
Ir para: navegação, pesquisa
Luísa Mell
Luisa Mell em 2006.
Nome completo Marina Zatz de Camargo Zaborowski
Nascimento 19 de setembro de 1978 (38 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade  Brasil
Ocupação
Atividade 1998–presente
Cônjuge Gilberto Zaborowsky
(2011–presente)

Marina Zatz de Camargo[1] (São Paulo, 19 de setembro de 1978), mais conhecida pelo nome artístico Luisa Mell, é uma atriz, apresentadora de televisão e ativista brasileira. Nascida em família judia, tornou-se apresentadora de programas especializados em animais, sobretudo cães, com o qual tornou-se conhecida pelo neologismo de "cachorreira".[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marina, de família e religião judaicas[3] adotou o nome Luísa em homenagem à avó, morta num acidente automobilístico quando a modelo ainda era adolescente.[4] O acidente fez o pai, José Alfredo, ficar deprimido, o que se resolveu com ajuda de um cachorro, que a família então arrumou - motivo pelo qual a apresentadora diz ter grande ligação com esses animais.[5] Sua mãe é Sandra Zatz.[6] O nome Mell foi adotado porque, segundo Luisa, vendera pão de mel quando criança.[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1998 fez sua estreia na televisão como Dora, no sitcom Família Pimenta, quadro do programa Domingo Legal.[7] Em 1999 assinou com a RedeTV! e se tornou repórter do programa Eu Vi na TV[8] passando em 2001 para o comando do quadro Objeto do Desejo no Noite Afora.[5] Em 2002 estreou seu próprio programas às sextas-feiras, o Black Brasil, destinado à música negra brasileira. [5] No mesmo ano também estreia no comando do Late Show, aos domingos, programa sobre animais de estimação, promovendo resgate de bichos sob maus tratos, campanhas de adoção, levando cães e gatos abandonados aos veterinários, além de tirar duvidas sobre os animais de estimação e trazendo novidades deste universo.[5] Também foi apresentadora principal do programa TV Fama.[8] Com o encerramento do Black Brasil, no final de 2002, passou a apresentar também o TV Fama, onde ficou até 2006.

Em 2005 foi ofendida ao vivo por Clodovil Hernandez, contratado da mesma emissora, quando este declarou em seu programa A Casa É Sua que Luisa terminaria seus dias como atriz pornográfica, assim como Rita Cadillac. A ofensa rendeu a demissão do estilista.[9] Em 2007 foi madrinha de bateria da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, que trazia enredo versando sobre o aquecimento global.[10] No mesmo ano estrelou o musical Cinderela, adaptado por José Wilker e com direção de Eduardo Martini.[11] Em 2008 madrinha de bateria de escola de samba novamente, mas desta vez na Imperador do Ipiranga, que trazia enredo em apoio às causas ecológicas defendidas por Luisa.[12] No mesmo ano estreou os espetáculos Nunca Se Sábado e Mãos ao Alto, São Paulo.[13]

Em 6 de agosto de 2008 o Late Show foi cancelado e Luisa demitida sem prévio aviso, uma vez que a apresentadora Daniela Albuquerque havia se casado com seu ex-namorado, dono da RedeTV!, e pediu a demissão da ex.[1] Na época Luisa declarou ter se sentido humilhada por ter recebido sua demissão pelo telefone, avisada que não poderia mais retornar a emissora e que eles enviariam seus pertences pessoais.[8] Em 2009, ao chegar em um evento, os repórteres do Pânico na TV ficaram constrangidos por não poderem entrevista-la, uma vez que ela estava proibida de aparecer nos programas da RedeTV!.[1] No mesmo ano protagonizou o seriado Amorais, no Canal Brasil, como a trambiqueira Carina, sendo dirigida por Fernando Ceylão.[14]

Em 2010 passou a apresentar o quadro Comunidade dos Bichos, no programa Manhã Bandeirantes da Rádio Bandeirantes,[15] além de se tornar colunista pelo direito dos animais no website da mesma, onde ficou em ambos por três anos.[16] O contrato, restrito somente à rádio, permitiu-a fazer outros trabalhos na televisão, sendo que em 2011 entrou para o elenco da fase final da telenovela Araguaia como Cris.[17] No mesmo ano assinou contrato com a TV Gazeta para apresentar um programa Estação Pet.[18]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Luisa é formada em direito e teatro.[19] Apesar de ser de família judia, começou a frequentar a cabala depois de seu encontro com Madonna.[20] Entre 2002 e 2005 namorou o empresário Amilcare Dallevo Jr, dono da RedeTV!.[1] Em 29 de junho de 2009 se envolveu num acidente automobilístico ao voltar do Teatro Folha onde participara do espetáculo Nunca Se Sábado, quando, ao fazer uma conversão, teria induzido um motociclista a bater num poste para se desviar do carro. O piloto sofreu ferimentos leves, enquanto a passageira, Bruna da Silva Viana, então com 17 anos, ficou em estado de coma por mais de 30 dias.[3][4][8] Em 2010 começou a namorar o engenheiro Gilberto Zaborowsky,[21] com quem veio a se casar em 26 de novembro de 2011.[22] Em 15 de fevereiro de 2015 nasceu seu primeiro filho, Enzo Zatz Zaborowsky.[23]

Ativismo[editar | editar código-fonte]

Com a estreia de seu programa Late Show passou a se envolver com os direitos e defesa dos animais, se tornando ativista do gênero.[24] Seu apego especialmente aos cães a fez ser conhecida pelo neologismo de "cachorreira".[25] Em 2008 promoveu um evento em que procurava encontrar novos donos para cerca de 100 cães resgatados por ela.[8] Na mesma época foi revelado que o público da novela A Favorita enviou um protesto para a Rede Globo para impedir que uma cena onde um cão seria morto fosse ao ar, dizendo que chamaria Luisa para intervir se isso acontecesse.[26] Em 2009 lançou lançou um livro de poesias, reunindo autores consagrados como Olavo Bilac, José Paulo Paes, Carlos Nejar, Astrid Cabral, intitulado "Poemas Que Latem ao Coração", organizada pelo escritor Ulisses Tavares.[25] No mesmo ano ganhou destaque em uma reportagem da revista Men's Health sob o título "Não sou apenas a moça dos cachorros", onde falou sobre seu ativismo.[27] Ainda em 2009 falou à revista Cult, a maior publicação de conteúdo cultural brasileira, sobre a adoção e resgate de animais.[28].

Em 2010 foi convidada por Madonna para ajuda-la com as doações em prol das vítimas do terremoto do Haiti, tendo feito sua doação.[29] No mesmo ano ficou em segundo lugar, atrás apenas de Megan Fox, na lista da revista estadunidense Men's Health que elegia as "mulheres capazes de salvar o planeta".[19] Neste ano também organizou uma campanha para resgatar cães vitimas das enchentes que assolaram a cidade de São Luiz do Paraitinga.[30] Em 2013 participou da invasão do Instituto Royal, sob alegação de que cachorros da raça Beagle estariam sendo maltratados e sacrificados, resgatando com outros ativistas 178 cães e 7 coelhos.[31] Em 2014 fundou a ONG Emergência Animal, para resgatar e tratar animais de rua.[32]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Personagem Nota
1998 Domingo Legal Dora Quadro: "Família Pimenta" (sitcom)
1999 Eu Vi na TV Repórter
2001 Noite Afora Repórter Quadro: "Objeto do Desejo"
2002 Black Brasil Apresentadora
2002–08 Late Show Apresentadora
2002–06 TV Fama Apresentadora
2003 Quem Te Viu, Quem Te Vê Jaqueline Especial de fim de ano[33]
2009 Amorais Carina
2011 Araguaia Cristina Gouveira (Cris)
2011–12 Estação Pet[18] Apresentadora
2014 Domingo Legal Repórter Quadro: "Luisa Mell Salva"[34]
Filmes
Ano Título Personagem Nota
2007 Sete Vidas Ana Cláudia Curta-metragem[35]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2007 Cinderela[11] Cinderela
2008 Nunca Se Sábado[13]
2008 Mãos ao Alto, São Paulo[13]

Rádio[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Nota
2011–13 Manhã Bandeirantes Repórter Quadro: "Comunidade dos Bichos"; Rádio Band

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Poemas Que Latem ao Coração (2009).[25]

Referências

  1. a b c d Ricardo Feltrin (13/11/2009). «Luisa Mell constrange humoristas do "Pânico" em SP». Consultado em março de 2010. 
  2. Anna Ramalho (21/2/2005). «Vai dar bode». JB Online; seção Bas fond. Consultado em 15 de março de 2010. 
  3. a b G1 (24/7/2008). «Vítima de acidente envolvendo Luísa Mell apresenta melhora». Consultado em 15 de março de 2010. 
  4. a b Claudia Silveira (30/06/2008). «Acidente faz Luisa Mell relembrar tragédia com avó». Consultado em 15 de março de 2010. 
  5. a b c d e Fabiana Mettrau - TV Press (2/6/2002). «Luisa Mell: "Adotei o Mell porque vendia pão de mel na infância"». Consultado em 15 de março de 2010. 
  6. Kleber Pinto (11/07/2008). «Luisa Mell desconversa affair com Henri Castelli até para a mãe». Consultado em 15 de março de 2010. 
  7. «Projeto do SBT mistura 'Sai de Baixo' e pegadinha». Folha de S.Paulo. 11/07/2008. Consultado em 15 de março de 2010. 
  8. a b c d e JB Online - Portal Terra (6/8/2008). «Luisa Mell diz que foi desrespeitada pela RedeTV!». Consultado em 15 de março de 2010. 
  9. Revista da TV: O Globo (17/3/2009). «Trajetória de Clodovil na tv é marcada por declarações polêmicas e demissões». Consultado em 15 de março de 2010. 
  10. Portal Terra (17/2/2007). «Vila Maria e Casa Verde despontam como favoritas em SP». Consultado em 15 de março de 2010. 
  11. a b Patricia Morais (4/11/2008). «Luisa Mell volta à TV como atriz no Canal...». Consultado em 15 de março de 2010. 
  12. Isabela Noronha e Luísa Brito (4/2/2008). «Para Luisa Mell, enredo da Imperador foi 'presente de Deus'». G1. Consultado em 15 de março de 2010. 
  13. a b c Kleber Pinto (25/7/2008). «Luisa Mell e Sérgio Abreu seguem em turnê com espetáculo». Consultado em 15 de março de 2010. 
  14. Paulo Ricardo Moreira, Jornal do Brasil (1/4/2009). «Luisa Mell protagoniza a série 'Amorais', do Canal Brasil». Consultado em 15 de março de 2010. 
  15. Redação Terra (11 de agosto de 2010). «Luisa Mell estreia quadro na Rádio Bandeirantes». Portal Terra. Consultado em 30/10/2010. 
  16. Radio Bandeirantes. «Colunista - Luisa Mell - Comunidade dos Bichos». Consultado em 30/10/2010. 
  17. «Ex-namorada de Fred vai a Girassol provocar». Araguaia - site oficial. Globo.com. 4 de março de 2011. Consultado em 5 de março de 2011. 
  18. a b «Luisa Mell é contratada pela Gazeta». R7. 22/03/2011. Consultado em abril de 2011. 
  19. a b «Luisa Mell posa de lingerie para revista». Revista Ego. 14/1/2010. Consultado em 15 de março de 2010. 
  20. Revista Ego (11/11/2009). «Luísa Mell relembra encontro com Madonna em jantar da cabala». Consultado em 15 de março de 2010. 
  21. «Viviane Pasmanter se irrita com romance de ex com Luisa Mell». Terra. 11/11/2009. Consultado em 15 de março de 2010. 
  22. «"É a mulher da minha vida", diz marido de Luisa Mell no dia do casamento com a apresentadora». UOL. 11/11/2009. Consultado em 15 de março de 2010. 
  23. Portal Terra (28 de fevereiro de 2011). «Luisa Mell marca data de casamento com empresário». Diversão Terra. Consultado em abril de 2011. 
  24. Luigi Civalli (17/4/2011). «Bruna Lombardi é a primeira entrevistada de Luísa Mell, na TV Gazeta». O Fuxico. Consultado em abril de 2011. 
  25. a b c Ego rev. (19/11/2009). «Luisa Mell lança livro de poesias sobre cachorros». Consultado em 15 de março de 2010. 
  26. Juliana Alencar (25.11.2008). «Chama a Luisa Mell». Consultado em 15 de março de 2010. 
  27. Patricia Kogut (11/2/2009). «Luísa Mell: 'Não sou apenas a moça dos cachorros'». Consultado em 15 de março de 2010. 
  28. Revista Ego (21/12/2009). «Luísa Mell posa em clima de Réveillon para revista». Consultado em 15 de março de 2010. 
  29. «Luísa Mell recebe email de Madonna pedindo doações para o Haiti». Revista Ego. 28/1/2010. Consultado em 15 de março de 2010. 
  30. Patricia Kogut - Olivia Mendonça (31/1/2010). «Luisa Mell encabeça campanha para ajudar cães vítimas das chuvas». Consultado em 15 de março de 2010. 
  31. R7 (31/1/2010). «Após resgatar os animais do Instituto Royal, Luísa Mell afirma: “É possível ser fashion sem ser cruel”». Consultado em 15 de março de 2010. 
  32. Mundo Animal (31/1/2010). «Conheça a ONG Emergência Animal». Consultado em 15 de março de 2010. 
  33. Peggo (31/1/2010). «Quem Te Viu, Quem Te Vê». Consultado em 15 de março de 2010. 
  34. SBT (31/1/2010). «Luisa Mell salva animais de maus tratos no Domingo Legal». Consultado em 15 de março de 2010. 
  35. Vimeo (31/1/2010). «Curta Metragem - "Sete Vidas"». Consultado em 15 de março de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons