Matthew Bomer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Matt Bomer)
Ir para: navegação, pesquisa
Matt Bomer
Matt em 12 de julho de 2015 (San Diego Comic-Con).
Nome completo Matthew Staton Bomer
Outros nomes Matthew S. Bomer
Matthew Bomer
Nascimento 11 de outubro de 1977 (39 anos)
Webster Groves, Missouri,  Estados Unidos
Nacionalidade Norte-americano
Ocupação Ator
Produtor
Diretor
Músico
Atividade Ator (2000–presente)
Produtor (2013–2014)
Cônjuge Simon Halls (desde 2011)
Globos de Ouro
Melhor ator coadjuvante em televisão
2014 - The Normal Heart
Página oficial
IMDb: (inglês)

Matt Bomer, nome artístico de Matthew Staton Bomer (Webster Groves, 11 de outubro de 1977), é um ator americano.

De 2003 até 2004, teve seu primeiro papel de destaque na primeira temporada de Tru Calling. Em 2007, protagonizou os oito episódios de Traveler e teve o papel recorrente de Bryce Larkin na primeira temporada de Chuck, aparecendo também na segunda temporada até 2009. A partir de outubro de 2009, começou a protagonizar a série White Collar como Neal Caffrey, e ela foi encerrada em 2014 após seis temporadas de sucesso. Em 5 de novembro de 2014, apareceu como ator convidado no quinto episódio da quarta temporada de American Horror Story. Em 2015, ele integrou o elenco principal para a sexta temporada.

Além de seus trabalhos na televisão, teve papéis de ator coadjuvante em Flightplan (2005), The Texas Chainsaw Massacre: The Beginning (2006), In Time (2011), e The Normal Heart (2014). Protagonizou os filmes Magic Mike (2012), Magic Mike XXL (2015) e Walking Out (2017).

Início da vida e da educação[editar | editar código-fonte]

Matt em 7 de junho de 2011

Matt nasceu em Webster Groves, Greater St. Louis, Missouri, um dos três filhos de Elizabeth Macy "Sissi" (Stanton) e John O'Neill Bomer IV, um ex-jogador de linha ofensiva para o Dallas Cowboys.[1] Ele tem uma irmã, Megan Bomer, e um irmão, Neill Bomer.[2]

Cresceu em Spring, Texas, um subúrbio de Houston, onde frequentou a Klein High School e tornou-se um bom amigo de seus colegas de classe Lee Pace e Lynn Collins.[3][4] Lee e Matt também atuaram no Alley Theatre em Houston, uma companhia de teatro sem fins lucrativos.[2]

Frequentou a Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh, Pensilvânia, e graduou-se com um Bacharelado em Belas Artes em 2001, juntamente com seu amigo Joe Manganiello.[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

1995–2002: Primeiros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Bomer começou a atuar em peças de teatro ainda jovem, aos 17 anos ele fez sua estreia no palco em uma reapresentação de teatro, A Streetcar Named Desire (1995), de Tennessee Williams, foi reapresentado no Alley Theatre.[6] Alguns anos depois ele retornou aos palcos em 1998 em uma reapresentação de Joseph and the Amazing Technicolor Dreamcoat, de Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, na peça ele viveu Issachar – que foi representado no Utah Shakespeare Festival em Cedar City.[7]

Começou sua carreira profissional na televisão em 2000, quando desempenhou seu primeiro papel na novela All My Children. Depois de participar de um episódio da série Relic Hunter (2002), participou de outra novela Guiding Light (2002–03), sua participação de 6 episódios lhe rendeu uma indicação ao prêmio Gold Derby TV e Film Awards, vencendo o primeiro prêmio de sua carreira.[8]

2000–2009: Papéis pequenos e primeiro protagonista[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro papel de destaque em uma série de televisão foi na série de drama supernatural Tru Calling (2003–04), Bomer estrelou como Luc Johnston, interesse amoroso da protagonista da série.[9] De 1 de agosto de 2003 até o dia 3 de agosto de 2003, ele voltou a performar em uma peça de teatro, Roulette de Paul Weitz; no Powerhouse Theater, em Nova Iorque.[10]

Em 2003, protagonizou o documentário Wars Birds: Diary of an Unknown Aviator, que conta a história de três jovens sulistas, conhecidos como Os Três Mosqueteiros, que voaram com a Royal Air Force na Primeira Guerra Mundial. Bomer vive o personagem John McGavock Grider, o único membro do trio que foi morto.[11] Ele apareceu em North Shore (2004), novela de televisão no horário nobre.[12]

Começou sua carreira profissional no cinema em 2005, quando desempenhou seu primeiro papel no filme de suspense Plano de Voo, ao lado da consagrada atriz Jodie Foster, ele atuou como um comissário de bordo. O filme arrecadou 223,3 milhões de dólares em todo o mundo, tornando-se o décimo sétimo filme de maior bilheteria do ano e o filme mais lucrativo de Bomer.[13] O filme recebeu críticas mistas, embora o elenco tenha sido elegiado. Em seguida, assumiu o papel coadjuvante em O Massacre da Serra Elétrica: O Início (2006), uma refilmagem de 2003. O filme, elenco, direção e roteiro receberam críticas negativas pela crítica especializada. A refilmagem ficou em segundo lugar nas bilheterias dos cinemas norte-americanos no seu primeiro fim de semana de estreia com 18,5 milhões dólares. O filme faturou 51,8 milhões de dólares em todo mundo.[14] Atuou no seu primeiro filme para televisão Amy Coyne (2006), um filme pouco conhecido em sua carreira, onde ele interpreta Case, pouco se sabe sobre o seu personagem. O filme conta a história de uma jovem mulher que após a morte do pai herda sua agência de esportes.[15]

Bomer protagonizou os oito episódios da série Traveler (2007), uma série dramática, a série conta a história de dois estudantes graduados, se tornam suspeitos de terrorismo após uma corrida de patins dentro de um museu, incentivada pelo amigo Will Traveler. Quando esses dois amigos saem do museu e entram em contato com Will Traveler, este explode o museu. Após esse fato, Will Traveler desaparece e não há registros nenhum sobre a sua existência.[16] Traveler teve recepção mista por parte da crítica especializada.[17] Depois atuou na série de comédia de ação Chuck (2007–09) onde seu personagem Bryce Larkin, era um agente da CIA. Voltou a atuar no teatro ainda em 2007, de 11 de julho de 2007 até 22 de julho de 2007, ele atuou na peça de teatro, Villa America de Crispin Whittell; no Williamstown Theatre Festival, em Williamstown.

2009–14: Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Marsha Thomason, Tiffani Thiessen, Tim DeKay e Matt Bomer na (San Diego Comic-Con) de 2012.

As perspectivas de sua carreira começaram a mudar em 2009, Bomer foi contratado para protagonizar a série da USA Network, White Collar, criado por Jeff Eastin. O show narra a parceria entre um ex-criminoso, Neal Caffrey (Bomer) e um agente do FBI, Peter Burke (interpretado por Tim DeKay). A série foi um sucesso de audiência, o episódio piloto foi ao ar em 23 de agosto de 2009 e foi assistido por mais de 5.40 milhões de pessoas.[18] O elenco e a série receberam críticas positivas pela crítica especializada.[19] David Hinckley do New York Daily News disse que White Collar "É bem-humorado, é divertido de assistir e nenhum dos personagens precisa ser tão irritante quanto, digamos, Nick Castle."[20] O último episódio foi ao ar no dia 18 de dezembro de 2014. Bomer e DeKay também produziram alguns episódios da série. Por conta da sua atuação, Bomer ganhou um People's Choice Awards.[21] No dia 19 de setembro de 2011, Bomer fez sua estreia na Broadway na peça de teatro oito de Dustin Lance Black, uma encenação do julgamento federal que derrubou a Proposição 8 da Califórnia (2008). Foi dirigido por Joe Mantello e apresentado no Eugene O'Neill Theatre, em Nova Iorque.[22] Em 3 de março de 2012, ele foi apresentado na produção de Wilshire Ebell Theatre, retratando Jeff Zarrillo, um dos demandantes no julgamento.[23][24]

Depois de alguns anos longe do cinema, Bomer voltou atuar no thriller de ficção científica O Preço do Amanhã (2011), ao lado da atriz Amanda Seyfried e do cantor Justin Timberlake. Nesse filme Bomer interpreta um homem de 105 anos. O filme foi recebido com críticas geralmente mistas e arrecadou pouco mais de 173,9 milhões de dólares.[25] Seu primeiro protagonista no cinema foi no filme Magic Mike (2012), onde ele viveu o stripper Ken. Ao lado de Channing Tatum, Alex Pettyfer, Matthew McConaughey, Kevin Nash, Adam Rodriguez e do seu amigo de longa data Joe Manganiello. O filme conta a história real de Channing Tatum antes da fama. A produção foi sucesso de crítica[26] e bilheteria tendo faturado mais de 167,2 milhões de dólares mundialmente.[27] Bomer, Tatum, Manganiello, Nash e Rodriguez foram indicados ao MTV Movie & TV Awards por Best Moment Musical em 2013.[28]

Bomer também é um ator recorrente nas produções do diretor Ryan Murphy, ele participou de um episódio da série de comédia dramática Glee (2012), onde Bomer vive o personagem Cooper Anderson, irmão do personagem de Darren Criss que faz par romântico com Chris Colfer na série.[29] Por sua atuação na série ele foi indicado ao Online Film & Televison Association por Best Guest Actor in a Comedy Series em 2012.[30] Ele também participou de outra produção do diretor Ryan Murphy, na comédia The New Normal, onde viveu o personagem Monty, ex-namorado do protagonista da série Bryan Collins (interpretado por Andrew Rannells).[31] Por conta da sua atuação Bomer foi novamente indicado ao Online Film & Televison Association por Best Guest Actor in a Comedy Series em 2013. [32]

Bomer emprestou sua voz para o filme de animação Superman: Unbound (2013), no qual ele dublou Clark Kent/Superman, por sua dublagem ele recebeu uma indicação ao Behind the Voice Actors Awards. Depois de estrelar o filme de comédia de ficção científica Space Station 76 (2014), ele participou da quarta temporada (2014) de American Horror Story, como o personagem Andy, novamente repetindo outro trabalho com o diretor Ryan Murphy.

Bomer teve um papel de apoio na adaptação Um Conto do Destino (2014), apesar do elenco formado por grandes nomes do cinema contemporâneo, o filme recebeu críticas negativas e teve baixa arrecadação de bilheterias em todo o mundo.

"Ryan Murphy, obrigado por acreditar em mim e confiar em mim com esse papel ... Larry Kramer, obrigado por sua raiva e paixão."

— Uma pequena citação do discurso de Bomer após ter vencido seu primeiro Globo de Ouro.[33]

O papel mais aclamado da carreira de Bomer até agora, foi o filme para televisão, The Normal Heart (2014), repetindo um novo trabalho com Murphy, a adaptação da peça de Larry Kramer, que mistura ficção e trechos autobiográficos, mostra o auge da disseminação da AIDS em Nova York, entre 1981 e 1984, pelos olhos do ativista Ned Weeks – interpretado por Mark Ruffalo.[34] A performance de Bomer foi aclamada pelos críticos; Tim Goodman do The Hollywood Reporter deu todo o destaque do filme para Bomer dizendo: "Bomer é excelente aqui e, entre um elenco com estrelas, realmente se destaca." [35] Enquanto Brian Tallerico do RogerEbert.com, chamou a performance de Bomer de: "Inegavelmente fantástica".[36] O diretor Ryan Murphy disse em uma entrevista para Entertainment Weekly, que chegou a chorar ao ver o ator no filme, Murphy pausou as gravações do filme durante 4 meses para que Bomer conseguisse perder 40 quilos, para viver a segunda fase de seu personagem.

“Eu explodi em lágrimas quando o vi pela primeira vez depois desse processo. Fiquei muito preocupado com sua saúde pois ele levou muito a sério. Matt estava em uma cadeira enquanto raspavam o seu cabelo e ele mal podia virar para me cumprimentar. Ele estava muito fraco e parecia carregar o peso de todos os fantasmas das pessoas que morreram.”
 
Ryan Murphy, diretor do filme, a elogiar as performance de Bomer[37].

Por conta da sua da sua atuação no filme, Bomer ganhou seu primeiro Globo de Ouro de Melhor ator coadjuvante em televisão.[38] Entre outros prêmios estão: um Critics' Choice Television Award,[39] três CinEuphoria Awards,[40] um Prêmio Gold Derby,[41] um Online Film & Televison Association,[42] além das nomeações ao: Dorian Award,[43] Emmy Awards,[44] e Satellite Awards.[45]

2015–presente: Novos papéis[editar | editar código-fonte]

Um homem está autografando algo para seu fã.
Bomer em agosto de 2010.

Bomer retomou seu papel como Ken em Magic Mike XXL (2015), que não foi tão lucrativo quanto o original, ganhando 117,7 milhões de dólares na bilheteira. Bomer também mostrou no filme suas habilidades vocais, fazendo covers das músicas: Untitled (How Does It Feel) de D'Angelo e Heaven de Bryan Adams.[46][47] Foi contratado para fazer uma participação pequena no remake filme de 1960 com o mesmo nome The Magnificent Seven (2016), o filme recebeu críticas variadas, embora o elenco tenha sido elogiado.[48] Na bilheteria faturou 160,4 milhões de dólares.[49][50] O seu seguinte filme foi na comédia The Nice Guys (2016), atuando ao lado de Ryan Gosling e Russell Crowe. Dessa vez, vai diversificar e será o vilão da história, que atravessa o caminho dos detetives, feitos por Russell Crowe e Ryan Gosling, que investigam o suposto suicídio de uma atriz pornô nos anos 70.[51] Na televisão estrelou a quinta-temporada de American Horror Story (2015–16).[52]

Em 2017 vão ser lançados dois filmes com Bomer como protagonista, o primeiro fime é Walking Out, no filme pai e um filho lutam para se conectar em qualquer nível, até que um encontro brutal com um animal predador no coração do deserto deixa ambos gravemente feridos.[53] No segundo filme foi contratado para fazer uma transgênero no filme Anything, a escolha gerou controvérsias depois que o ator foi confirmado no papel.[54][55] Protagonizou também uma série-evento para a Amazon Studios, chamada The Last Tycoon (2016–17) baseado no livro não terminado de F. Scott Fitzgerald. O ator faz o papel principal de Monroe Stahr, um chefe de estúdio que tenta fazer com que as coisas funcionem durante a grande depressão. Em uma entrevista pra uma revista norte-americana, ele disse que emagreceu 12 quilos para o personagem:

“No livro, Monroe é descrito um indivíduo hiper-disciplinado, que praticamente não come durante a semana, e que parecia estar a ponto de ficar doente. Isso é algo que levei muito a sério.
 
Bomer ao falar sobre seu personagem na série The Last Tycoon para a revista Vanity Fair.[56][51].

Em agosto de 2013, foi anunciado que Bomer iria fornecer sua voz na animação BOO: Bureau de Operações do Outro Mundo, o filme ainda não tem data de estreia.[57] Em setembro de 2013, foi anunciado que Bomer iria jogar Montgomery Clift em uma biografia sobre a estrela de Hollywood, ainda sem data de estreia.[58] Segundo o ator, o projeto ainda está em desenvolvimento:

Nós estamos trabalhando em um novo rascunho neste momento. Me disseram que deverá estar pronto em setembro. O que importa é conseguir que a história seja certa, sem correria. Eu creio que se a história de Monty fosse fácil de contar de uma maneira universal, teria sido produzida há muito tempo atrás. É complicada no sentido de mostrar para uma nova geração quem ele era, e ainda fazer uma homenagem a outra que já entende quem ele foi e o que significou para a indústria.”
 
O ator falando sobre um dos seus próximos trabalhos sobre a lenda Montgomery Clift.[51].

No dia 27 de julho de 2017, Bomer confirmou no pragrama Watch What Happens Live with Andy Cohen do apresentador Andy Cohen, que irá dirigir um episódio de American Crime Story sobre o assassinato do estilista Gianni Versace.[59]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Matt é casado com o publicista Simon Halls desde 2011. Eles têm três filhos concebidos numa barriga de aluguel: Kit, o mais velho, e seus irmãos gêmeos, Walker e Henry.[60][61][62] Apesar de Matt não ter feito um esforço para esconder sua orientação sexual, sua primeira confirmação pública sobre sua homossexualidade ocorreu em 10 de fevereiro de 2012, durante a cerimônia de gala Steve Chase Humanitarian Awards, onde foi premiado por seu ativismo contra a Aids e agradeceu ao marido e aos filhos por lhe "mostrarem o que é amor incondicional".[61][63]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Filmografia de Matt Bomer

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua carreira, Bomer já venceu e foi nomeado a alguns prêmios, notavelmente sua nomeação para o Globo de Ouro de Melhor ator coadjuvante em televisão (2015), onde se consagrou o vencedor daquele ano,[64] o Emmy Awards de Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme (2014), diferente do Globo de Ouro, Bomer não ganhou o prêmio,[65] e o Critics' Choice Television Award de Melhor ator secundário em filme ou minissérie em 2014, ganhando o prêmio naquele ano.[66][67]

Bomer foi também nomeado para o CinEuphoria Awards três vezes e vencendo às três,[68] para o Dorian Awards uma vez,[69] o People's Choice Awards uma vez vencendo o prêmio,[70][71] ao Satellite Awards uma vez,[72] ao Gold Derby TV e Film Awards, três vezes sendo vencedor dos três,[73] ao NewNowNext Awards,[74] ao Online Film & Televison Association três vezes, vencendo um, ao TV Guide Awards,[75] também ganhou uma nomeação ao MTV Movie & TV Awards,[76] e ao prêmio Behind the Voice Actors Awards.[77]

Em 2012 foi homenageado por seu ativismo nos prêmios LGBT GLSEN Awards, ganhando o prêmio Inspiração Award,[78] e ao Steve Chase Humanitarian Awards pela sua luta contra a AIDS.[79] Entre outras homenagens, Bomer também ganhou o prêmio Spotlight Award da premiação Savannah Film Festival,[80] e o Annual Norma Jean Gala junto com seu marido Simon Halls.[81] Até agora, em sua carreira Bomer já conseguiu vinte e três nomeações, vencendo quatorze delas.[75]

Referências

  1. «Matt Bomer Is More Than Just a Pretty Face». Details (em inglês) 
  2. a b «50 Facts About Matt Bomer – Magic Mike's Ken». BOOMSbeat (em inglês) 
  3. «Check out Matt Bomer's High School Yearbook Photo». TV Guide (em inglês) 
  4. «Spring native Matt Bomer lands lead role on USA». Houston Chronicle (em inglês) 
  5. «'Magic Mike XXL' Stars Matt Bomer & Joe Manganiello Have A Long Bromantic History Which Includes On-Set Pranks». Bustle (em inglês) 
  6. «BEAUTIFUL PEOPLE 2010: MATT BOMER». PAPERMAG (em inglês). Consultado em 21 de junho de 2017 
  7. «From Coward to `Romeo and Juliet,' festival shines». Deseret News (em inglês) 
  8. «Gold Derby Awards (2003)». IMDb. Consultado em 26 de junho de 2017 
  9. «Fotos de Matt Bomer na serie Tru Calling». Adoro Cinema. 23 de agosto de 2005. Consultado em 26 de junho de 2017 
  10. «Paul Weitz Play Roulette Added to NYS&F Line-Up at Vassar; Bierko Stars». Playbill (em inglês) 
  11. «Wars Birds». Waterfrontpix 
  12. «Full Cast & Crew: Bellport (2004)». IMDb. Consultado em 23 de junho de 2017 
  13. «Fightplan». Box Office Mojo (em inglês). IMDb. Consultado em 2 de junho de 2015 
  14. «The Texas Chainsaw Massacre: The Beginning (2006) - Box Office Mojo». Box Office Mojo. Consultado em 19 de fevereiro de 2016 
  15. «Amy Coyne (2006)». IMDb. Consultado em 21 de junho de 2017 
  16. «Traveler (2007)». Filmow. Consultado em 20 de setembro de 2014 
  17. «Traveler (2007)» (em inglês). Metacritic. Consultado em 20 de setembro de 2014 
  18. Seidman, Robert (27 de outubro de 2009). «Cable ratings for the week ending October 25, 2009». The Numbers. Consultado em 29 de Novembro de 2009 
  19. «White Collar». Metacritic. Consultado em 27 de junho de 2017 
  20. «'White Collar' well worth catching». New York Daily News. 22 de agosto de 2009. Consultado em 27 de junho de 2017 
  21. «People's Choice Awards Nominees 2015». PCA 
  22. Kinser, Jeremy (31 de Agosto de 2011). «Matt Bomer Joins Black's Prop. 8 Play». The Advocate 
  23. «'8': A Play about the Fight for Marriage Equality». YouTube. Consultado em 17 de Março de 2012 
  24. «YouTube to broadcast Proposition 8 play live». Pink News. Consultado em 15 de Março de 2012 
  25. «In Time (2011)». Box Office Mojo. Consultado em 20 de março de 2012 
  26. «Magic Mike(2012)». Rotten Tomatoes. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  27. «Magic Mike (2012) - Box Office Mojo». Box Office Mojo. Consultado em 24 de abril de 2014 
  28. «MTV Movie Awards Winners». EW 
  29. «'Glee' by the musical numbers: A very Matt Bomer episode». Washington Post. 11 de abril de 2012. Consultado em 24 de julho de 2017 
  30. «OFTA Television Awards 2012». Online Film & Television Association. Consultado em 24 de julho de 2017 
  31. «'Glee' by the musical numbers: A very Matt Bomer episode». Washington Post. 11 de abril de 2012. Consultado em 24 de julho de 2017 
  32. «OFTA Awards 2013». Online Film & Television Association. Consultado em 24 de julho de 2017 
  33. «Aww Geez, Fargo and Matt Bomer Take Home Big Golden Globes». E! Online. 11 de janeiro de 2015. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  34. «The Normal Heart; Mark Ruffalo e Julia Roberts no trailer do drama sobre AIDS». Omelete. 5 de maio de 2014. Consultado em 27 de junho de 2017 
  35. Tim Goodman, ed. (21 de maio de 2014). «'The Normal Heart': TV Review». The Hollywood Reporter. Consultado em 27 de junho de 2017 
  36. Brian Tallerico, ed. (22 de maio de 2014). «EFFECTIVE MELODRAMA OF HBO'S "THE NORMAL HEART" WITH MARK RUFFALO». RogerEbert.com. Consultado em 27 de junho de 2017 
  37. «'The Normal Heart': Ryan Murphy cried seeing Matt Bomer's weight loss». Entertainment Weekly. 14 de maio de 2014. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  38. «Golden Globe Winners». Golden Globe. Consultado em 26 de junho de 2017 
  39. The Hollywood Reporter (ed.). «Critics' Choice TV Awards Nominations: 'Big Bang Theory,' 'Good Wife' Lead» 
  40. «CinEuphoria Awards Winners». IMDb 
  41. «Matt Bomer Awards». IMDb 
  42. «OFTA Awards 2013». Online Film & Television Association 
  43. «Matt Bomer Awards». IMDB 
  44. TV Line (ed.). «'Emmy Nominations'» 
  45. «Satellite Award Nominees 2015». Press Academy 
  46. Washington, Arlene (4 de Julho de 2015). «'Magic Mike XXL' Star Matt Bomer, Backstreet Boys Heat Up Movie's Soundtrack». Billboard. Consultado em 17 de Julho de 2015 
  47. «iTunes - Music - Magic Mike XXL (Original Motion Picture Soundtrack) by Various Artists». iTunes. Consultado em 17 de Julho de 2015 
  48. Oliver Gettell (8 de setembro de 2016). «Magnificent Seven reviews: Remake falls short of its title at TIFF». Entertainment Weekly. Consultado em 25 de setembro de 2016 
  49. «Magnificent Seven (2016)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 12 de janeiro de 2017 
  50. «Matt Bomer Joining Denzel Washington, Chris Pratt in 'Magnificent Seven' (Exclusive)». Hollywood Reporter. 14 de maio de 2015. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  51. a b c «Os Proximos Passos de Matt Bomer». Blog de Hollywood. 26 de junho de 2016. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  52. «Matt Bomer estará em American Horror Story: Hotel». Adoro Cinema. 23 de março de 2015. Consultado em 24 de julho de 2017 
  53. «Walking Out». Adoro Cinema. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  54. «First Footage From New Trans Matt Bomer Film Reignites Controversy». Huffpost. 15 de julho de 2017. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  55. «'Anything': Film Review Matt Bomer plays a trans woman and John Carroll Lynch a man she befriends in Timothy McNeil's feature debut, premiering at the LA Film Festival». Hollywood Reporter. 19 de julho de 2017. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  56. «'The Last Tycoon: Amazon aprova primeira temporada da série protagonizada por Matt Bomer'». Adoro Cinema. 27 de julho de 2016 
  57. «Rashida Jones, Matt Bomer Join Seth Rogen, Melissa McCarthy in 'B.O.O.' (Exclusive)». The Wrap. 5 de Agosto de 2013. Consultado em 13 de Agosto de 2013 
  58. «Matt Bomer Set To Play Montgomery Clift In Indie Feature». Deadline. 18 de Setembro de 2013. Consultado em 18 de Setembro de 2013 
  59. «Matt Bomer Disappointed with This Latest Bit of American Horror Story News — Then Redeemed Himself». Bravo TV. 28 de julho de 2017. Consultado em 1 de agosto de 2017 
  60. «Galã gay rouba a cena ao beijar o marido ao vivo na TV». Portal Cnews 
  61. a b «Ator de "Magic Mike" tem dia em família com marido e os filhos». Revista Quem 
  62. «Wipeout! Shirtless Matt Bomer gets weak at the knees while paddleboarding with husband Simon Halls». Daily Mail (em inglês) 
  63. «Ator de Hollywood assume ser gay durante premiação». iG Gente 
  64. «Matt Bomer: Golden Globe Awards». Golden Globe. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  65. «Matt Bomer: Emmy Awards». Emmy Awards. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  66. «Matt Bomer WINS for 'Normal Heart' at Critics' Choice TV Awards!». Just Jared. 19 de junho de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  67. «2014 Critics' Choice TV Awards With Emmy Rossum, Matt Bomer (Photos)». Hollywood Reporter. 19 de junho de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  68. «CinEuphoria Awards Winners 2015». IMDb. Consultado em 19 de julho de 2017 
  69. «Dorian Awards: 'Birdman' and 'Transparent' Lead Nominations for Gay and Lesbian Critics (Exclusive)». The Wrap. 12 de janeiro de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  70. «Matt Bomer Wins 2015 People's Choice Award For Favorite Cable TV Actor After 'White Collar' Series Finale». IBTimes. 1 de julho de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  71. «"People's Choice Awards 2015: Full List of Winners». PCA. 7 de janeiro de 2015. Consultado em 24 de julho de 2017 
  72. «Matt Bomer: Satellite Awards». International Press Academy. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  73. «'Orange is the New Black,' 'Breaking Bad' sweep Gold Derby TV Awards». GoldDerby. 20 de agosto de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  74. «Logo Announces Winners for This Year's 'NewNowNext Awards' (2010)». Prnewswire. 18 de junho de 2010. Consultado em 24 de julho de 2017 
  75. a b «Awards for Matt Bomer». IMDb. Consultado em 19 de julho de 2017 
  76. «MTV Movie Awards Winners». Entertainment Weekly 
  77. «BTVA Awards 2013». Behind the Voice Actors 
  78. «'Matt Bomer Opens Up About Growing Up». E! Online. Consultado em 24 de julho de 2017 
  79. «'White Collar's' Matt Bomer Officially Comes Out as Gay at Awards Show». The Hollywood Reporter. 13 de Fevereiro de 2012. Consultado em 24 de julho de 2017 
  80. «Matt Bomer honored with Savannah Film Festival award». DoSavannah. Consultado em 24 de agosto de 2017 
  81. «Matt Bomer and Simon Halls Receive Uplift Family Services Ambassador Children Award». Hollywood Reporter. 22 de março de 2017. Consultado em 14 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons