Pátria Amada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pátria Amada

Hino nacional de  Moçambique
Letra Salomão J. Manhiça
Composição Salomão J. Manhiça
Adotado 2002
Letra do hino (Wikisource)
Wikisource-logo.svg Pátria Amada

Pátria Amada é o hino nacional de Moçambique. Antes deste, logo após a conquista da independência, o país adotou seu primeiro hino, "Viva, Viva a FRELIMO".[nota 1] Com a volta do pluripartidarismo, na década de 1990, a letra foi retirada, e em 2002, a Assembleia da República adotou o "Pátria Amada". Apesar da criação do novo hino ser um trabalho de uma equipa de nove pessoas, a Assembleia da República reconheceu em 2013 a Salomão J. Manhiça como autor do novo hino, [1], apesar de haver fontes que atribuem a letra e a melodia a Justino Sigaulane Chemane [2] e Mia Couto.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. FRELIMO, sigla de "Frente de Libertação de Moçambique", foi um movimento que lutou pela independência de Moçambique e governou este país como partido único de orientação marxista-leninista entre 1978 e 1994.

Referências

  1. «Parlamento oficializa autor do "Pátria Amada", o Hino Nacional». MMO. 18 de maio de 2013. Consultado em 14 de julho de 2018 
  2. Tiago José Berg (2008). Hinos de todos os países do mundo 1ª ed. São Paulo: Panda Books. p. 188. 304 páginas. ISBN 9788578882358 
  3. http://www.miacouto.org/mia-couto-e-um-dos-autores-do-hino-nacional-de-mocambique-ja-conheces-o-hino/


Ícone de esboço Este artigo sobre um hino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.