Rodrigo Pimentel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Capitão Pimentel
Nome completo Rodrigo Rodrigues Pimentel
Apelido Capitão Pimentel
Dados pessoais
Nascimento 2 de março de 1971 (50 anos)
Rio de Janeiro, (RJ)
Cônjuge Thaís Menezes
Alma mater UERJ
Vida militar
Força PMRJ
Anos de serviço 19902001 (11 anos)
Hierarquia 4 - capitao.jpg Capitão
Unidade BOPE-RJ
Honrarias Medalha de Coragem e Destemor

Rodrigo Rodrigues Pimentel (Rio de Janeiro, 2 de março de 1971), mais conhecido como Capitão Pimentel, é um ex militar brasileiro, tendo sido oficial da Polícia Militar do Rio de Janeiro de 1990 a 2001, atualmente com canal no youtube Canal Rodrigo Pimentel[1].[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi membro da Polícia Militar do Rio de Janeiro, de 1990 a 2001. Como capitão, atuou no BOPE de 1995 a 2000[3]. Em 1997, concedeu entrevista (disponível no YouTube) na qual relata com detalhes a sua experiência no BOPE em operações no combate ao tráfico de drogas em morros no Rio de Janeiro e discorre a respeito da atividade policial especializada na capital. É pós-graduado em sociologia urbana pela UERJ. Foi articulista do Jornal do Brasil e co-produtor do documentário Ônibus 174. Ex-integrante do Bope, hoje consultor de segurança, Pimentel entrou para a polícia com 18 anos e pediu exoneração aos 29 anos [4]. Seu primeiro contato com o cinema foi durante a produção de Notícias de uma Guerra Particular. Foi durante as filmagens do documentário Ônibus 174, sobre o sequestro do ônibus 174 no Rio de Janeiro, que Pimentel comentou seu interesse de fazer uma ficção sobre a polícia do Rio, baseados em relatos de amigos e na sua própria experiência no Bope. Nascia ali a idéia do Tropa de Elite.[5]

Em 2005, com o roteiro do filme já em andamento, Pimentel escreveu o livro Elite da Tropa, em parceria com Luiz Eduardo Soares e André Batista.

Após muitos acharem que o personagem principal do filme Tropa de Elite, o Capitão Nascimento, é inspirado em si mesmo, Pimentel declarou que foi um personagem criado e totalmente fictício, baseado em acontecimentos ocorridos com ele e com outros integrantes do BOPE. Rodrigo Pimentel foi comentarista de segurança da Rede Globo e fez participação no RJTV 1ª edição até sua saída, em 2015.[6]

Referências

  1. «Rodrigo Pimentel lança canal no Youtube e diz: "As pessoas precisam saber o que fazer em situação de perigo"». Heloisa Tolipan (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2021 
  2. «Rodrigo Pimentel: Polícia para quem precisa». Trip. Consultado em 15 de janeiro de 2021 
  3. «Garotinho é condenado por dizer que ex-Bope "urinou nas calças" em operação». Consultor Jurídico. Consultado em 15 de janeiro de 2021 
  4. «Voz do ônibus 174 (Istoé Gente)» 
  5. «Leo Dias - Autor de "Tropa" e ex-comentarista da Globo abre processo contra a Record». leodias.blogosfera.uol.com.br. Consultado em 15 de janeiro de 2021 
  6. Bode.io. «Rodrigo Pimentel entra para o time do Bom Dia Brasil». Globo Imprensa. Consultado em 15 de janeiro de 2021 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Canal Rodrigo Pimentel