TV Shop Tour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde novembro de 2011).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Shop Tour
Televisão Cachoeira do Sul
Shop Tour TV Ltda.
Tipo Canal de televendas
País  Brasil
Fundação 1987
por Luiz Antônio Cury Galebe
Extinção 2014
Proprietário Luiz Antônio Cury Galebe
Sede São Paulo, SP
Afiliações Lista de emissoras
Página oficial www.shoptour.com.br
Disponibilidade por cabo
NET
Canal 21 (Sorocaba)
Canal 27 (Guarulhos)
ViaCabo
Canal 17 (Cachoeiro de Itapemirim e Cariacica e Serra)
Canal 18 (Porto Velho)

TV Shop Tour foi uma rede de televisão brasileira com sede em São Paulo, SP, e geração em Cachoeira do Sul, RS. Sua programação era especializada em mostrar anúncios de ofertas e oportunidades de produtos e serviços diversos, como carros, roupas, apartamentos, móveis de cozinha, restaurantes, oficinas, entre outros. Além disto, a emissora produzia conteúdo jornalístico, dicas culturais e avisos de proteção e defesa ao consumidor.

História[editar | editar código-fonte]

Criado e fundado em 1987 por Luiz Antonio Cury Galebe, o Shop Tour é precursor no Brasil do formato de programas de vendas na televisão. O Shop Tour iniciou-se como um programa de televisão que ocupava as madrugadas da Rede Record, apresentado pelo próprio fundador Galebe. A partir da década de 1990, o programa passa por várias emissoras de televisão, como a Rede Bandeirantes, CNT Gazeta, Canal 21, Rede Mulher e Rede Manchete, até passar a ser exibido pela TV CBI (atualmente Mega TV, no mesmo formato do Shop Tour) em 1998. No início dos anos 2000, Galebe comprou uma emissora de TV e conquistou um canal próprio em UHF na Grande São Paulo.[1]

Entre os anos de 2000 a 2004, o canal de televendas se viu envolvido numa polêmica entre Galebe e a ex-esposa Tina, após ela processar a empresa por danos morais e pedindo a apuração do orçamento. Em seguida, Tina entrou com novo processo e Galebe foi condenado em segunda instância a pagar R$ 810 mil, além da entrada de um interventor no Shop Tour.[2]

Em 2010, foi retirado do line-up da TVA na Grande São Paulo. A partir de 2011, o canal passa a transmitir a programação da TV Novo Tempo, pertencente a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Em 2014, o canal foi extinto após ter sido retirado do line-up da NET em Sorocaba e Guarulhos e também da operadora regional VIACABO. Luiz Galebe, criador do canal, fez um pronunciamento no site oficial agradecendo a todos os telespectadores pelo sucesso do projeto.[3]

Referências

  1. «Shop Tour vai virar rede de televisão aberta (19/04/2001)» 
  2. «Briga societária no Shop Tour envolve Galebe e a ex-mulher | EXAME.com». Exame. Consultado em 21 de novembro de 2015 
  3. «..::ShopTour::..». shoptour.com.br. Consultado em 21 de novembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.