Terópoda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTheropoda
Herrerasaurusskeleton.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Infra-ordens
Ceratosauria

Tetanurae
carnosauria

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Terópoda

Terópoda é um grupo de dinossauros bípedes, carnívoros e omnívoros, pertencentes à ordem Saurischia. As aves descendem do grupo Theropoda.[1]

O nome terópoda significa "pés anormais" (ver Teratologia), pois os representantes deste grupo de animais tem como característica principal três dedos que tocam o chão, o quarto fica suspenso.

Géneros

Evolução em longo do tempo[editar | editar código-fonte]

Durante o Triásico, o grupo theropoda surgiu no início do período triássico há mais de 230 milhões de anos como pequenos animais que viviam em grupos familiares. Só no final do período triássico surgiram terópodas mais desenvolvidos, mas ainda assim eram pequenos se comparados aos temíveis Alossauros e Tiranossauros.

No Jurássico, os terópodas dessa época eram de pequeno a médio porte, comendo de tudo, até grandes Saurópodes. Foi nessa época que eles começaram a não ter crista e a ficar com a cabeça maior. Durante o Cretácico deu-se o desenvolvimento máximo dos terópodas dessa época são de pequeníssimos a imensos, se alimentando de tudo e vivendo em todos os continentes.

Paleobiologia[editar | editar código-fonte]

Tamanho[editar | editar código-fonte]

Comparação dos tamanhos de teropódes gigantes seleccionados.

O Tyrannosaurus foi o mais popular terópode conhecido do público geral durante muitas décadas. Desde a sua descoberta, no entanto, uma série de outros dinossauros carnívoros gigantes têm sido descritas, incluindo Spinosaurus, Carcharodontosaurus, e Giganotosaurus.[2] Os espécimes originais de Spinosaurus (assim como fósseis novos descobertos em 2006) apoiam a ideia que Spinosaurus é maior do que Tyrannosaurus, mostrando que Spinosaurus era provavelmente seis metros mais comprido e pelo menos uma tonelada mais pesado que Tyrannosaurus.[3] Ainda não há uma explicação clara para estes animais terem crescido muito mais do que os predadores que vieram antes e depois deles.

O menor terópode conhecido de espécimes adultos é o Epidexipteryx, pesando 164 gramas e medindo 25 centímetros de comprimento.[4] Quando as aves modernas são incluídas, o colibri Mellisuga helenae é o menor com 1,8 g e 5 cm de comprimento. Em 2009, foi descoberto na Coreia do Sul pegadas de um bebé terópode com 1,21 e 1,57 cm de comprimento, estimando-se que o animal tivesse apenas 10 cm de altura e tivesse acabado de nascer.[5]

Em Portugal são conhecidos vários terópodes único, entre os quais o Lourinhanosaurus antunesi, Allosaurus europaeus, e ainda dinossauros que também existem na América do Norte como o Torvosaurus e o Ceratosaurus[6] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Padian, Kevin; Luis M. Chiappe. (2007). "The origin and early evolution of birds". Biological Reviews 73 (1): 1-42. DOI:10.1111/j.1469-185X.1997.tb00024.x. ISSN 14647931.
  2. Therrien, F.; and Henderson, D.M.. (2007). "My theropod is bigger than yours...or not: estimating body size from skull length in theropods". Journal of Vertebrate Paleontology 27 (1): 108–115. DOI:[108:MTIBTY2.0.CO;2 10.1671/0272-4634(2007)27[108:MTIBTY]2.0.CO;2].
  3. dal Sasso, C.; Maganuco, S.; Buffetaut, E.; and Mendez, M.A.. (2005). "New information on the skull of the enigmatic theropod Spinosaurus, with remarks on its sizes and affinities". Journal of Vertebrate Paleontology 25 (4): 888–896. DOI:[0888:NIOTSO2.0.CO;2 10.1671/0272-4634(2005)025[0888:NIOTSO]2.0.CO;2].
  4. Zhang, Fucheng; Zhou, Zhonghe; Xu, Xing; Wang, Xiaolin and Sullivan, Corwin. "A bizarre Jurassic maniraptoran from China with elongate ribbon-like feathers". <http://www.nature.com/nature/journal/v455/n7216/full/nature07447.html> Nature 455, 1105-1108 (23 October 2008) | doi:10.1038/nature07447
  5. Baby dinosaur made tracks as it fled for its life. New Scientist, 12 de Outubro de 2009. Página acedida em 15 de Outubro de 2009.
  6. O Mateus, MT Antunes. 2000. Ceratosaurus sp. (Dinosauria: Theropoda) in the Late Jurassic of Portugal.31st International Geological Congress. Rio de Janeiro, Brazil
Ícone de esboço Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.