Alice Cooper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Alice Cooper
Alice Cooper em 2010.
Informação geral
Nome completo Vincent Damon Furnier (1964-1974)
Alice Cooper (1975-presente)
Nascimento 4 de fevereiro de 1948 (66 anos)
Origem Detroit, Michigan
País  Estados Unidos
Gênero(s) shock rock, hard rock, heavy metal, glam metal
Instrumento(s) Vocais
Período em atividade 1964 - presente
Outras ocupações cantor, compositor, ator, DJ
Gravadora(s) Straight Records, Warner Bros, Atlantic, MCA, Epic, Spitfire, Eagle e New West
Página oficial www.AliceCooper.com

Vincent Damon Furnier, mais conhecido por seu nome artístico, Alice Cooper, é um cantor, compositor e ator americano nascido na cidade de Detroit em 4 de fevereiro de 1948[1] , que ficou mundialmente conhecido nos anos 70 por seus shows de rock inovadores e designados para chocar e provocar o público, junto com letras obscenas, obscuras e sangrentas que, junto com seu visual gótico, transformaram Alice em um ícone do rock que continua como fonte de inspirações para artistas de todos os estilos até hoje.

Alice Cooper era originalmente o nome da banda de que Vincent Furnier fazia parte como vocalista, juntamente com Glen Buxton e Michael Bruce nas guitarras, Dennis Dunaway no baixo e Neal Smith na bateria, e com quem lançou sete álbuns, porém a banda acabou se separando e Vincent adotou o pseudônimo Alice Cooper para si mesmo e o adotou como nome legal pouco depois, iniciando sua carreira solo sob esse nome em 1975 com o álbum Welcome to My Nightmare, e já lançou mais dezoito álbuns desde então. As apresentações de Alice tornaram-se célebres pelo uso de vários elementos performáticos baseados em filmes de terror realizadas ao vivo, como guilhotinas, cadeiras elétricas, cobras vivas, bonecas voodoo, sangue falso e muitos outros, com Alice vestindo roupas obscuras e ornamentadas com coisas como patas reais de aranha, cobras vivas, correntes e outras, o que levou os concertos de Alice a serem apelidados de "teatro de terror" pela crítica, um termo que o próprio cantor passou a usar para designar seu trabalho.

Alice também é conhecido por seus trabalhos independentes da música, pois ele já atuou em diversos filmes de terror e também já compôs trilhas sonoras para Televisão e cinema, além de ter se envolvido em diversas campanhas publicitárias sobre assuntos diversos, o que levou a revista Rolling Stone a elegê-lo o "mais amado artista do heavy metal" em 2006, tendo sido incorporado à Calçada da Fama de Hollywood em 2003 e ao Rock and Roll Hall of Fame em 2011 junto com a formação original da banda. Alice continua fazendo turnês até hoje, com um carreira de mais de quarenta anos e cinquenta milhões de discos vendidos ao redor do mundo.

Biografia pessoal[editar | editar código-fonte]

Vincent Damon Furnier nasceu em Detroit, nos Estados Unidos, em 4 de fevereiro de 1948, filho de Ella Mae e Ether Moroni Furnier, ganhando o sobrenome do pai e o primeiro nome em homenagem ao seu tio paterno Vincent Furnier e ao escritor Damon Runyon; Ether era Bispo na Igreja de Jesus Cristo, e seu avô, Thurman Furnier, era apóstolo da mesma igreja, por isso Vincent começou a realizar trabalhos na congregação aos onze anos de idade, onde também participou do coral paroquial.

Em Detroit, Vincent estudou em vários colégios, todos religiosos, até sua família se mudar para a cidade de Phoenix, onde ele começou a frequentar uma escola pertencente a Ordem DeMolay, uma sociedade discreta de princípios filosóficos, fraternais, iniciáticos e filantrópicos, patrocinada pela Maçonaria;[2] Vincent chegou a receber bolsa de estudos integrais para várias faculdades, inclusive a Universidade do Colorado, mas recusou todas as propostas. Tendo sido criado em ambientes religiosos, Vincent sempre se disse "um homem de fé", adepto ao cristianismo conforme lhe foi ensinado em casa, sempre dizendo que suas performances musicais são apenas trabalho sem qualquer tipo de comprometimento com suas opiniões e escolhas pessoais.

A mãe de Vincent, Ella, é viva até hoje mas seu pai, Ether, morreu em 1988 por Falência múltipla dos órgãos; a vida amorosa de Vincent também teve alguns pontos delicados, como a morte por overdose de heroína de Christine Frka, sua namorada em 1972; depois Vincent morou junto com uma moça chamada Cindy Lang até 1975, quando eles se separaram e Cindy processou o cantor por uma pensão alimentícia, mas perdeu o processo já que eles nunca foram legalmente casados. Vincent se casou em 20 de março de 1976 com a bailarina Sheryl Goddard, que fez várias apresentações ao lado do marido, e com quem teve três filhos: Calico, Dash e Sonora. Em novembro de 1983, Sheryl entrou com um pedido de divórcio devido ao alcoolismo do marido (apesar de nunca tê-lo acusado de agressão), mas desistiu e ambos se reconciliaram em 1984, estando juntos desde então.

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

A banda Alice Cooper[editar | editar código-fonte]

Em 1964, Vincent se juntou com seus amigos Glen Buxton, Dennis Dunaway, John Speer e John Tatum para participar, sem comprometimento, de um show de calouros anual em Phoenix sob o nome de The Earwigs, dublando músicas dos Beatles e vestidos como seus integrantes; eles venceram o concurso e gostaram de estar em palco, por isso mudaram o nome da banda para The Spiders e decidiram criar suas próprias músicas, com Vincent no vocal, Glen e John Tatum na Guitarra, Dennis no Baixo e John Speer na bateria; eles começaram a fazer apresentações em clubes e bares da cidade, apresentando canções de suas principais influências, como Beatles, Rolling Stones e The Who por exemplo, e em 1965 gravaram seu primeiro single, "Why Don't You Love Me", pouco antes de encerrarem sua vida escolar. Nessa época Vincent adotou o pseudônimo Alice Cooper, apesar de nunca ter explicado se há algum grande significado por trás do nome, e passou a usar esse nome tanto para fins comerciais como também em sua vida particular, já que o registrou em cartório alguns anos depois.

Em 1966, Michael Bruce substituiu John Tatum e o grupo lançou a canção "Don't Blow Your Mind", que se tornou sucesso na rádio local e assim o grupo começou a constantemente viajar para a cidade de Los Angeles para fazer apresentações até se mudar para lá definitivamente em 1967, após Neal Smith assumir o cargo de baterista e a banda mudar seu nome para The Nazz, lançando a canção "Wonder Who's Lovin' Her Now". Em 1968 o grupo decidiu escolher um novo nome, para ser permanente, e Alice Cooper tornou-se também o nome oficial da banda. Alice (como Vincent começou a ser chamado desde então) criou o perfil de palco da banda inspirado em filmes de terror e também criou seu próprio visual gótico e sombrio para, segundo ele, diferenciar, pois ele pensava que já que os rockstars são sempre considerados "heróis", era hora de haver um "vilão" entre eles.

Uma noite após um fracasso na cidade de Los Angeles, onde eles literalmente esvaziaram um clube após tocar por apenas dez minutos, eles foram procurados pelo empresário Shep Gordon, que achava que eles tinham potencial mas não sabiam como usar; Shep arranjou para banda uma audição com o conceituado músico e empresário Frank Zappa, que lhes disse para irem até sua casa às sete horas da noite, mas o grupo se confundiu e eles foram até a residência à sete da manhã, e o fato de se disporem a acordar e tocar tão cedo impressionou Frank o bastante para assinar com a banda um contrato para o lançamento de três álbuns através da Straight Records, uma gravadora iniciante na época. O álbum de estreia do grupo, Pretties for You, foi lançado em 1 de agosto de 1969 e foi um fracasso de público e crítica, chegando apenas a 193ª posição da Billboard 200, a principal parada musical dos Estados Unidos.

Foto promocional da banda original em 1973. Da esquerda para a direita: Glen Buxton, Michael Bruce, Dennis Dunaway, Neal Smith e Alice.

Após o lançamento do álbum o grupo realizou alguns concertos já caracterizados como seus personagens de palco, e numa dessas apresentações ocorreu um incidente que veio a servir de grande divulgação para a banda: durante a performance, Alice atirou uma galinha na plateia achando que ela voaria e escaparia (pois é assumidamente contra qualquer tipo de crueldade com animais), mas ela caiu sobre o público e foi feita em pedações pelos presentes. O ocorrido foi capa de jornais e revistas e tema de reportagens de televisão, e espalhou-se o falso boato de que Alice teria comido a cabeça do animal e bebido seu sangue, o que ajudou a construir o mito popular ao redor dele. Mas mesmo com a divulgação, o segundo álbum da banda, Easy Action, lançado em 1970, também não emplacou. Isso fez com que a banda procurasse o produtor Bob Ezrin pedindo ajuda, e assim o grupo lançou Love It to Death em 1971, que era o fim de seu contrato e última chance de sucesso. A ligeira mudança no estilo musical e a experiência de Bob Ezrin conseguiram enfim agradar o público; o single "I'm Eighteen" se tornou o primeiro sucesso da banda, atingindo a 21ª posição na Billboard Hot 100, a parada de singles americana, e Love It to Death chegou a 35ª posição da Billboard 200, levando a banda a realizar uma turnê maior, estreiando muitos elementos que se tornariam célebres em seus concertos, como cadeiras elétricas, sangue falso, cobras e muitos outros.

Ainda em 1971 a banda assinou com a Warner Bros Records e lançou Killer, que chegou a 21ª posição da Billboard 200 e trouxe sucessos como "Under My Wheels" e "Halo of Flies", mas foi em 1972 que a banda atingiu o estrelato com o álbum School's Out e o single homônimo, que respectivamente chegaram o 2º lugar da Billboard 200 e 7º lugar da Billboard Hot 100, levando a banda a realizar uma turnê por ginásios e arenas na América do Norte e na Europa, quando a banda teve problemas legais, já que muitos adultos temiam a influência negativa que eles podiam exercer sobre jovens e houve muitas petições e pedidos de processo para proibir o grupo de entrar em vários países, mas nenhuma proibição jamais aconteceu.

Em 1973 foi lançado Billion Dollar Babies, o último álbum da banda Alice Cooper; o disco foi um sucesso imediato, chegando ao topo tanto da Billboard 200 quanto da UK Albums Chart, a principal parada do Reino Unido, e o single "Elected" foi outro grande sucesso, fazendo história por ter se tornado, junto com "Bohemian Rhapsody" do Queen, um dos primeiros vídeos de rock produzidos para divulgação de um disco ou de um single. O sucesso do álbum permitiu que a banda realizasse uma nova turnê mundial, dessa vez em maior escala, que quebrou recordes de bilheteria em países como Estados Unidos e Inglaterra; foi nessa época que Alice passou a usar uma guilhotina como recurso de palco, usando-a para decapitar bonecas e também ele mesmo ao fim de cada show, em um truque de mágica que tornou-se célebre e uma marca registrada do grupo, sendo essa a última turnê da formação original junta.

Início da carreira solo e declínio de popularidade[editar | editar código-fonte]

Foto promocional de Alice feita em 1978.

Muscle of Love, de 1973, foi o último álbum da banda junta e não teve o mesmo sucesso dos álbuns anteriores, o que levou o grupo a ter vários desentendimentos; Alice queria manter os elementos teatrais que lhes havia dado popularidade, mas os demais integrantes queriam eliminá-los para dar mais atenção à música, assim o grupo entrou em uma pausa indefinida. Em 1974 foi lançada a bem sucedida coletânea Alice Cooper: Greatest Hits, e nessa época todos os integrantes estavam envolvidos em projetos individuais e assim deixaram o grupo permanentemente; Alice decidiu seguir em frente em carreira solo, com uma nova banda de apoio, e para evitar problemas com relação a direitos autorais com os ex-integrantes o cantor mudou seu nome legalmente para Alice Cooper e lançou "Welcome to My Nightmare" em 1975, que tornou-se um sucesso comercial e um clássico do gênero. Nessa época, o alcoolismo tornou-se um problema sério para Alice e começou a afetar seus performances, e durante um show em Vancouver, no Canadá, ele levou um grande tombo e sofreu ferimentos profundos na cabeça; o cantor foi hospitalizado e enfaixado e mesmo assim voltou horas depois para encerrar o concerto.

Com problemas para se apresentar ao vivo, Alice se concentrou em gravar em estúdio e lançou o álbum Alice Cooper Goes to Hell, que tiveram sucesso moderado na Billboard 200, e assim o cantor voltou aos palcos em 1977 para uma turnê norte-americana onde continuou tendo problemas, por isso ele se internou em uma clínica de reabilitação logo após os últimos concertos e conseguiu se manter sóbrio por um certo tempo. Em 1978, Alice usou sua experiência na clínica como inspiração para o álbum From the Inside, cujo single "How You Gonna See Me Now" chegou a 12ª posição da Billboard Hot 100, e o cantor iniciou uma nova turnê com o tema de palco representando um asilo, sendo esses os últimos trabalhos de Alice nos anos 70.

Alice começou a década de 1980 passando por um grande declínio de popularidade, pois lançou uma sequência de desapontamentos comerciais, já que o cantor usou muitos recursos novos e adotou estilos que desagradaram os fãs mais antigos e não conquistaram novos; Flush the Fashion, de 1980, soava como música New Wave, Special Forces, de 1981, mesmo soando mais pesado continuava no estilo do álbum anterior, Zipper Catches Skin, de 1983, soava como power pop, e DaDa, também de 1983, acabou sendo o último disco do contrato com a Warner Bros Records, sendo que nessa época o cantor voltou a ter problemas sérios com a bebida e sua esposa, Sheryl Goddard, pediu o divórcio em 1983, o que levou Alice a voltar para a reabilitação e conseguir realmente se livrar do seu vício, permanecendo sóbrio desde então.

Retorno e sucesso renovado[editar | editar código-fonte]

Após a nova reabilitação, Alice iniciou um hiato para descansar e passar um tempo em casa; o cantor teve seu retorno em 1986 com o álbum Constrictor, que chegou a 59ª posição na Billboard 200, sendo promovido com uma nova turnê, dessa vez sem incidentes, que ganhou uma nova produção de palco inspirada em filmes de terror que fizeram sucesso na época, como Friday the 13th e Nightmare on Elm Street; aproveitando o sucesso renovado, Alice lançou Raise Your Fist and Yell em 1987, que chegou a 73ª posição da Billboard 200 e entrou nas paradas de vários outros países ao redor do mundo, permitindo que Alice realizasse uma nova turnê mundial, que serviu para solidificar sua carreira solo permanentemente, embora essa turnê tenha sido encurtada pela morte do pai de Alice, Ether, em 1988.

Alice no Canadá em 1996.

Em 1989, Alice lançou Trash, que foi um grande sucesso comercial, chegando a 20ª posição da Billboard 200, a 2ª posição da UK Albums Chart no Reino Unido, e a 5ª posição na ARIA Charts, da Austrália, além de ter se destacado nas paradas de vários outros países europeus, permitindo que Alice realizasse uma nova turnê mundial em uma escala maior, com datas em arenas e estádios e que foi declarada na época a turnê de rock mais lucrativa da história até então. Nessa época também foi lançado o single "Poison", que chegou a 7ª posição da Billboard Hot 100 e a 2ª posição da Uk Singles Chart, do Reino Unido, tornando-se o maior sucesso do cantor até hoje.

Em 1991, Alice lançou Hey Stoopid, que seguiu o sucesso comercial do álbum anterior, e a popularidade do cantor o levou a fazer participações especiais em álbuns de vários artistas, como Use Your Illusion I, do Guns N' Roses, e também participações em filmes, como Freddy's Dead: The Final Nightmare, ambos em 1991, assim como uma conhecida participação na comédia Wayne's World, em 1992. Em 1994, Alice lançou The Last Temptation, um álbum conceitual que trata de assuntos como , tentação e frustrações cotidianas da vida moderna; o sucesso do álbum levou a uma adaptação para quadrinhos, publicados por Neil Gaiman em 1995. Foi o último álbum Alice por um longo tempo; após o lançamento, o cantor continuou realizando turnês até o fim de 1996, depois iniciando um nova pausa para descansar em casa.

Nova pausa, retorno e dias atuais[editar | editar código-fonte]

A nova pausa de Alice acabou em 2000, quando o cantor lançou Brutal Planet e iniciou uma nova turnê promocional por Estados Unidos e Canadá, que se estendeu posteriormente. A nova turnê mundial do cantor foi um sucesso de público e crítica, e originiou o aclamado DVD Brutally Live, em 2001. Ainda em 2001 o cantor lançou Dragontown, também largamente bem recebido, no qual Alice trabalhou de novo ao lado de Bob Erzin; assim como The Last Temptation, o conceito desses dois últimos discos foi criado em cima das perspectivas de fé do cantor sobre fé e reigião, com a crítica apontando que esses discos formam uma trilogia, e também são os melhores trabalhos do cantor.

O cantor seguiu desfrutando de um grande sucesso de público e crítica com o álbum The Eyes of Alice Cooper, na qual o cantor decidiu trabalhar ao lado de músicos jovens, pois segundo ele, o cantor queria aproveitar os talentos da geração musical que se dizia tão inspirada por seu trabalho. A turnê baseada nesse disco teve efeitos visuais em menor escala, dando mais atenção a música, o que levou colunistas e críticos a afirmarem que Alice estava provando a todos que não precisava de exageros para fazer um grande espetáculo musical. Nessa época o sucesso da carreira de Alice lhe rendeu vários prêmios e homenagens dos mais diversos tipos, incluindo uma estrela na Calçada da fama de Hollywood em 2003.

Alice ao vivo na Itália em 2011.

Em 26 de janeiro de 2004, Alice estreou um programa de rádio chamado Nights with Alice Cooper, durante o qual o cantor transmite canções diversas escolhidas por ele, compartilha estórias de sua vida com os ouvintes e também conduz entrevistas com personalidades e artistas de todo o tipo. Em 2005 o cantor lançou Dirty Diamonds, seu maior sucesso nas paradas desde 1994, e durante sua nova turnê foi lançado um novo DVD, Alice Cooper: Live at Montreux 2005, gravado na Suíça. Nos anos que se seguiram o cantor continuou a realizar turnês extensivamente, lançando Along Came a Spider em 2008, e depois lançando material inédito em Welcome 2 My Nightmare, descrito por Alice como uma continuação para seu sucesso de 1975, e seu último disco até agora.

Em 15 de dezembro de 2010, foi anunciado que Alice, junto com a formação original da banda, haviam sido instituídos à Hall da Fama do Rock and Roll; a cerimônia sendo realizada em 14 de março de 2011 e apresentada por Rob Zombie, com participação de todos os intetranges, exceto por Glen Buxton, que morreu em 1997, mas foi substituído por Steve Hunter quando o grupo interpretou as canções "I'm Eighteen" e "School's Out". O cantor já havia iniciado em março de 2011 uma turnê mundial que tem fim previsto para o fim de 2012, que contou com apresentações ao lado de bandas como Iron Maiden e Def Leppard e teve três datas no Brasil, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. O cantor já anunciou que só vai lançar um novo disco no segundo semestre de 2013.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Alice Cooper – vocal, guitarra, harmônica (1963–presente)
  • Ryan Roxie – guitarra, backing vocals (1996–2006, 2012–presente)
  • Chuck Garric – baixo, backing vocals (2002–presente)
  • Glen Sobel – bateria, percussão (2011–presente)
  • Tommy Henriksen – guitarra, backing vocals (2011–presente)
  • Nita Strauss – guitarra, backing vocals (2014–presente)

Discografia[editar | editar código-fonte]

A discografia de Alice Cooper consiste em vinte e seis álbuns de estúdio, quarenta e seis singles, cinco álbuns ao vivo e vinte e uma coletâneas, sendo que sete dos álbuns de estúdio foram lançados pela banda Alice Copper, e o restante lançado por Vincent após ele adotar o pseudônimo Alice Cooper para si mesmo.

Para informações sobre os singles e demais lançamentos visite o anexo relacionado a discografia completa do cantor, a seguir estão listados os principais álbuns de estúdio e ao vivo lançados desde 1969:

Lançados com a banda[editar | editar código-fonte]

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo e DVDs[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Alice Cooper é casado desde 1976. Sua esposa chama-se Sheryl e eles têm três filhos: Calico, Dashiell e Sonora Rose.[1]
  • Calico trabalha na produção dos shows do pai e atua nas apresentações, representando a enfermeira do insano Alice Cooper.[3]
  • Existe um mito de que Alice Cooper foi um membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias - os Mormons. O que se sabe sobre a religião de Alice Cooper é que ele frequentou a igreja Bickertonita na Pensilvânia, a qual seu avô havia sido apóstolo e seu pai um pastor, até aos 11 anos de idade.[4] Cooper confirmou em entrevista ao site World News Daily que era cristão, mais que não gostava de ser chamado de Celebridade Cristã.[5]
  • Certa vez, durante uma viagem de avião, uma velha sentada ao lado de Alice Cooper, com quem ele havia jogado cartas alguns minutos antes, morreu durante o sono sem nenhuma explicação. Alice Cooper descobriu que estava morta ao tentar acordá-la quando o avião pousava.[6]
  • Em 1972, numa festa de apresentação à imprensa (efetuada dentro de uma lona de circo montada para a ocasião em Chessington Zoo, Londres) ocorreu um outro fato interessante e escandaloso. Na festa foram servidas apenas bebidas alcoólicas, sem nenhuma comida. Quando todos os jornalistas já estavam bêbados iniciou-se o show de uma striper, sendo logo imitada por uma convidada americana e pela maioria dos presentes. Quando a polícia chegou, os jornalistas estavam correndo nus pelo local e fazendo guerra de cerveja. Cinco pessoas foram presas por atentado ao pudor.
  • Em 1988, Alice Cooper declarou, brincando, em uma entrevista, que iria se candidatar a governador do Arizona. Tendo sido mal-interpretado pela imprensa, a opinião pública chegou a acreditar que ele realmente fosse ser candidato, surgindo em todos os cantos sinais de apoio a sua campanha. Políticos influentes ofereceram apoio. Afinal, "se um ator pode ser presidente da república (referindo-se a Ronald Reagan) porque um rock star não pode ser um governador?" Chegou-se a cogitar para lema da campanha "Um homem cheio de problemas para uma época cheia de problemas". Posteriormente, Alice Cooper negou oficialmente a sua candidatura.
  • Em uma das fotos mais famosas, tirada em 1972 por Richard Avedon, Alice Cooper aparece completamente nu, coberto apenas por uma jiboia viva. Para efeitos de divulgação, a foto foi impressa em um imenso caminhão que circulou durante vários dias por Londres, chegando inclusive a passar algumas horas estacionado em frente ao palácio de Buckingham.[6]
  • Alice Cooper interpretou, junto dos Bee Gees, em 1978, Because dos Beatles. A música foi usada para o filme Sgt. Pepper's, no qual Alice faz o papel de Father Sun.
  • Embora nunca tenha matado animais no palco, certa vez Alice Cooper arremessou uma galinha sobre a plateia (segundo ele próprio esperando que ela voasse e escapasse). Como a galinha não voou, foi feita em pedaços pela multidão.[6]
  • No filme "Decline Of Western Civilization Part II", Alice Cooper acusa uma banda de estar roubando suas ideias. No filme, porém, na hora de dizer o nome da banda que o rouba foi colocado um som para cobrir sua voz. A banda era o W.A.S.P., de Blackie Lawless.
  • Alice Cooper é Sênior DeMolay.[7]
  • Alice Cooper teve uma participação especial no álbum Use Your Illusion I da banda de hard rock norte-americana Guns N' Roses. Ele canta dois pedaços da música "The Garden".
  • Alice Cooper, antes da fama, foi amigo de bar de Jim Morrison, falecido vocalista do The Doors. Alice compôs uma música à Morrison chamada "Desperado" do álbum Killer, no ano de seu falecimento.
  • Sua filha Calico participa de muito de seus shows como vítima de Alice, muitas vezes responsável por suas decapitações em palco.
  • Em 2010, participou de anúncios para uma grande empresa eletrônica alemã chamada Saturn, no qual aparece ao lado de Bill Kaulitz, do Tokio Hotel.
  • É chamado por seus fãs brasileiros, carinhosamente, de "Tia" Alice.
  • Fez uma participação especial no filme Dark Shadows, de Tim Burton.

Referências

  1. a b [1] (em inglês) Sickthingsuk.co.uk.
  2. [2] Cavaleirosdaluz.org.
  3. [3] (em inglês) Sickthingsuk.co.uk.
  4. Tackling the Mormon Myth about Alice Cooper (em inglês) Mormonmatters.org (2012). Visitado em 03 de março de 2013.
  5. [4] Wnd.com.
  6. a b c Alice Cooper - Prime Cuts Home Video
  7. [5] Superiorpics.com.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Alice Cooper
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Alice Cooper