Autopullman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Autopullman antigo, conhecido no Brasil como jardineira.
Autopullman do tipo convencional a serviço do Aeroporto Internacional de Guarulhos, Brasil.
Autopullman do tipo executivo.
Parte interna dum autopullman (classe executiva).
Terminal de autopullmans em Buenos Aires, Argentina.
Terminal de autopullmans em Valladolid, México.
Autopullman do tipo City Tour em Cádis, Espanha.

O autopullman (português europeu) ou ônibus rodoviário (português brasileiro) é um autocarro de turismo ou para viagens rodoviárias. O termo autopullman, caíu em desuso, em favor do termo autocarro de turismo

São os veículos utilizados principalmente para transporte de passageiros em longos trechos, geralmente entre cidades, estados ou países, ou ainda em viagens mais curtas esporádicas ou até para transporte de estudantes ou funcionários de empresas, num sistema chamado de fretamento. As principais características são: a presença de itens de segurança como cintos, conforto como aparelhos de ar-condicionado, poltronas estofadas, toalete e bagageiro.

História do Autopullman[editar | editar código-fonte]

Em 1864, o americano George Pullman (Chautauqua, 3 de Março de 1831Chicago, 19 de Outubro de 1897), inventou um certo tipo de carruagem de muitíssimo conforto dedicada a longas distâncias. Ele a chamou sua de Pullman Sleeper. Então aos autocarros desta categoria chamam-se “autopullman”.

Desenvolvimento e Tecnologias[editar | editar código-fonte]

Os autopullmans modernos estão ao mais alto nível técnico dos veículos já construídos. Através de todos os tipos de equipamentos técnicos, como freios ABS e desgaste adicional livre de frenagem, para uma boa estabilidade do veículo, até adição de equipamentos como forno micro-ondas, DVD player, fones individuais, frigorífico para bebidas. Os veículos construídos antes da década de 1980 tem muito mais acessórios e confortos do que os autopullmans antigos. Sistemas de bordo computadorizado dos actuais veículos permitem um ótimo desempenho do motor de 500 cv, velocidade máxima controlada, desempenhando uma viagem tranquila com economia de consumo de combustível. A ergonomia do posto de condução, lembra a dum avião, pois o condutor tem um diagnóstico feito pelo computador da parte técnica.

Depois de graves acidentes mortais envolvendo autopullmans, cintos de segurança foram aderidos também aos passageiros, assim além do conforto oferecido, a segurança também se caracterizou bastante. Além disso, as mudanças constructivas no compartimento dos passageiros em veículos modernos oferecem um elevado nível de protecção. Um moderno autopullman hoje custa, em função da construcção e equipamentos, entre € 250.000 e € 500.000.

Na era da construcção de veículos que não agridem o meio ambiente, rápidos e confortáveis para transporte de passageiros, um aspecto bem característico sobre os autopullmans modernos em comparação com transporte aéreo, ferroviário ou de carros, tem o mais baixo consumo de energia primária.

A última geração de autopullmans é construída com motores mais ecológicos de tecnologia AD-Blue, para reduzir a emissão de poluentes, e Adaptive Cruise Control, para evitar colisões com veículos.

Recursos[editar | editar código-fonte]

Um autopullman, em comparação com um autocarro urbano, tem recurso adicionais para os passageiros.

Recursos podem incluir:

  • Apoio de cabeça para todos os passageiros;
  • Poltronas reclináveis e confortáveis;
  • Apoio para os pés;
  • Bebidas titulares;
  • Frigorífico;
  • Cozinha, para fornecer alimentos para os passageiros durante o trajeto da viagem;
  • Bar e Bistrô;
  • Armazenamento para a bagagem de mão;
  • Dispositivos de segurança de vários tipos (cintos, extintores de incêndio, freios ABS);
  • Saídas de emergências;
  • Um ou vários grandes bagageiros, na parte inferior do autopullman;
  • Toaletes;
  • Um lugar ao lado do condutor para o guia ou comissário de bordo;
  • Cortinas em cada janela;
  • Lanternas sobre todos os lugares;
  • Microfone para explicação, uso para o guia;
  • Rádio;
  • Vídeo e TV;
  • Auxiliar aquecimento;
  • Ar condicionado;
  • Lixeiras;
  • GPS e Route Planner para uma boa navegação.

Tipos (Classe)[editar | editar código-fonte]

Um autopullman tem entre 2 à 4 eixos. O comprimento geralmente varia de 13 a 15 metros, podendo haver cerca de 59 poltronas. Existem também autopullman double decker, dois pisos ou bi-plano, que tem dois andares com 1ª e 2ª classe, podendo transportar mais de 70 pessoas. Com o aumento da altura, os passageiros tem uma visão panorâmica, especialmente para os city tours, alguns não tem o teto superior para beneficiar os passageiros. Para os veículos de um andar usa-se comummente uma classificação relacionada com o tipo altura do piso de passageiros, no caso:

  • Piso Elevado ou HD (nomenclatura alemã e anglófona), com altura total do veículo entre 3,5 e 3,7 m;
  • Piso Sobrelevado, HDH (nomenclatura alemã) ou SHD (nomenclatura anglófona), que pode ter ou não o púlpito de condução sob a primeira fila de cadeiras (estilo bi-plano/dois pisos), no último caso são conhecidos como HDS, na nomenclatura alemã, a altura total varia entre 3,65 m e 4 m.

Os autopullmans podem ser classificados com os seguintes tipos:

  • Comum (Classe Turística);
  • City Tour (Classe Turística para autocarros urbanos);
  • Convencional (Classe Padrão);
  • Executivo (Classe Executiva);
  • Leito (Classe Confort);
  • Luxo (Classe de Luxo).

Modelos brasileiros atuais[editar | editar código-fonte]

Até o começo da década de 2010, a Busscar também tinha uma boa participação no mercado[1] de ônibus rodoviários, com os modelos Jum Buss e Vissta Buss LO e HI.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Autopullman
Ícone de esboço Este artigo sobre ônibus é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.