Cid Moreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Cid Moreira
Nascimento 29 de setembro de 1927 (86 anos)
Taubaté, SP
Ocupação Jornalista e apresentador
Nacionalidade Brasileiro

Cid Moreira (Taubaté, 29 de setembro de 1927) é um jornalista, locutor e apresentador brasileiro em atividade desde 1947. Cid é famoso mundialmente por sua voz grave e singular, a qual impõe a sensação de um eco aos espectadores.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cid começou na rádio Difusora de Taubaté, como contador. Como sua voz era muito bonita e grave, foi convidado para ser locutor. Narrou documentários para cinema, meio no qual também apresentou o noticiário semanal Canal 100 produzido por Carlos Niemeyer. Em 1955, atuou como ator no filme Angu de caroço, voltando ao cargo de narrador em 1958 no filme Traficantes do crime.

Apresentou entre 1969 e 1996 o Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão, sendo um recordista como um âncora que mais tempo esteve à frente de um mesmo telejornal. A estreia do Jornal Nacional em 1° de setembro de 1969 foi co-apresentada com Hilton Gomes. Curiosamente, três dias depois, o embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick foi sequestrado pelo MR8. Hoje, Cid narra matérias para o programa da Rede Globo Fantástico.

Cid é célebre também pela gravação, feita em 2001, em áudio da Bíblia católica na íntegra e em linguagem atual. Os CDs com sua locução alçaram um enorme sucesso de vendas, chegando hoje a 30 milhões de cópias.

Aos 82 anos e 63 de carreira, Cid publicou o livro Boa Noite. O nome de sua biografia deve-se à sua frase "Boa Noite!", uma frase de suas mais famosas a qual sempre diz ao encerrar uma matéria.

Jabulani[editar | editar código-fonte]

Durante a Copa do Mundo de 2010, Cid gravou uma vinheta a ser exibida durante as reportagens do Fantástico e de programas esportivos da Rede Globo. A vinheta "Jabulaaani!", nome da bola Adidas Jabulani, é até hoje um sucesso em sites de vídeos.

Narrações[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Cid Moreira


Precedido por
'
Apresentação do Jornal Nacional
19691996
Sucedido por
William Bonner