Lillian Witte Fibe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lillian Witte Fibe
Lillian durante intervalo do programa Roda Viva que entrevistou Jimmy Wales
Nascimento 21 de outubro de 1953 (61 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade Brasileira Brasil
Ocupação Jornalista

Lillian Witte Fibe (São Paulo, 21 de outubro de 1953[1] ) é uma jornalista brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lillian é formada pela Universidade de São Paulo, e já trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo, Gazeta Mercantil e Jornal do Brasil.[2]

Iniciou a carreira televisiva na Rede Bandeirantes, como comentarista econômica.[2] No fim dos anos 80 passou a apresentar um programa de economia na Rede Globo: o Globo Economia. Entre 1989 e 1990 foi comentarista do Jornal Hoje, do Jornal Nacional e do Jornal da Globo. Participou, a essa época, de um projeto de regionalização do Jornal da Globo (Lillian apresentaria uma edição paulista desse telejornal juntamente com William Bonner), que acabou não se concretizando.

Entre 1991 e 1993 trabalhou no SBT, onde apresentou o primeiro Jornal do SBT. Em 1993 voltou para a Rede Globo e passou a ancorar o Jornal da Globo, cuja produção fora transferida para São Paulo. Com a reformulação do jornalismo da emissora a partir de 1996 - comandada por Evandro Carlos de Andrade - assume a apresentação do Jornal Nacional com William Bonner. Em 1998 reassume o Jornal da Globo, telejornal que apresentaria até 2000.

A partir de 2000, deixou a televisão e passou a ancorar noticiários na internet. Apresentou o Jornal da Lílian no portal Terra.[2] Em 2005 voltou à televisão, sendo contratada pela Rede 21 para apresentar o Jornal 21, que acabou precocemente logo após sua estréia. Na mesma época, também trabalhou como comentarista de economia da Rádio Bandeirantes.

Por dois anos, entre setembro de 2004 e setembro de 2006, foi âncora do UOL News, do portal UOL.[2] No dia 4 de setembro de 2006, ela encaminhou um e-mail de despedida aos colegas de trabalho. Procurada pelo portal Imprensa, a jornalista confirmou a informação, mas não citou o motivo da saída.

Assumiu a apresentação do programa Roda Viva, da TV Cultura, a partir de junho de 2008, mas saiu logo em fevereiro de 2009.[2] [3]

Mãe de dois filhos, Lillian é casada desde 1979 com o jornalista Alexandre Gambirasio.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Em 1990, numa entrevista no anúncio do Plano Collor, Lillian e a então Ministra Zélia Cardoso de Mello discutiram ao vivo. Lillian alegou, anos depois, que Zélia não queria responder às suas perguntas acerca do confisco, e que esse é um dos motivos da famosa discussão.
  • Lillian protagonizou uma cena no mínimo inusitada na história do jornalismo brasileiro ao sofrer uma crise de riso no Jornal da Lílian enquanto noticiava o caso de uma senhora de 81 anos que havia sido presa, acompanhada do namorado de 56, com cápsulas de ecstasy, mas eles achavam que era Viagra. O vídeo é, ainda hoje, um sucesso na Internet.[4]

Referências

  1. ABREU, Alzira Alves de; ROCHA, Dora (orgs.) Elas ocuparam as redações: depoimentos ao CPDOC. FGV Editora, 2006. Rio de Janeiro, p. 229s. Entrevista a Alzira Alves de Abreu, feita no Rio de Janeiro em 9 de abril de 1997 e atualizada em maio de 2005.
  2. a b c d e Lillian Witte Fibe estréia como apresentadora na próxima edição do "Roda Viva, publicado em: 03/06/2008 14:52, por Redação Portal IMPRENSA.
  3. Lillian Witte Fibe deixa "Roda Viva" por divergências com direção da TV Cultura, por Ana Luiza Moulatlet. Portal Imprensa, 16 de fevereiro de 2009.
  4. Vídeo sobre o ataque de risadas de Lillian Witte Fibe.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Willian Bonner e Fátima Bernardes
Apresentação do Jornal da Globo
1993 - 1996
Sucedido por
Mônica Waldvogel
Precedido por
Sérgio Chapelin
Apresentação do Jornal Nacional
1996 - 1998
Sucedido por
Fátima Bernardes
Precedido por
Sandra Annemberg
Apresentação do Jornal da Globo
1998 - 2000
Sucedido por
Ana Paula Padrão
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.