Carlos Alberto Sardenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos Alberto Sardenberg
Carlos Alberto Sardenberg em 2014.
Nascimento 25 de abril de 1947  (67 anos)
São Paulo, Brasil
Ocupação Jornalista, apresentador de televisão
Nacionalidade Brasil brasileiro
Trabalhos notáveis Jornal da Globo
Rádio CBN
Jornal das Dez

Carlos Alberto Sardenberg (São Paulo, 25 de abril 1947[1] ) é um jornalista brasileiro.[2] É funcionário das Organizações Globo. Suas opiniões são publicadas nos veículos de imprensa destas organizações: Rádio CBN, Rede Globo, O Globo[3] e GloboNews.

Estudou Filosofia na Universidade de São Paulo, porém no último ano do curso, entre 1968 e 1969, foi impedido de se graduar em razão de eventos ligados ao AI-5. Por sugestão de um jornalista da revista Veja, amigo do seu pai, foi então trabalhar no jornal O Estado de S. Paulo.[4]

Desde então, atua profissionalmente no jornalismo. Antes de optar pelo jornalismo econômico, passou por diversas editorias - geral, esportes, internacional e política. Tem experiência como repórter, redator e editor. Já passou pelas redações dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Gazeta Mercantil e das revistas Veja e Istoé. Na TV, foi comentarista da TV Cultura e diretor de jornalismo da Rede Bandeirantes.

Tem atuado preponderantemente em São Paulo, mas trabalhou durante seis anos em Brasília e realizou coberturas no exterior. De 1985 a 1987, foi Coordenador de Comunicação Social do Ministério do Planejamento (gestão João Sayad) - ocasião em que participou do lançamento e divulgação do Plano Cruzado.

Trabalhou também na área econômica do governo do estado de São Paulo na gestão Franco Montoro (1983-1987). De 1987 a 1988, foi assessor da Reitoria da Universidade Estadual de Campinas, ocasião em que trabalhou na definição de cursos de pós-graduação em jornalismo.[5] É forte crítico aos cortes dos juros promovidos nos governos do presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff[6] .

Atualmente, é comentarista e apresentador eventual do Jornal da Globo, além de ser âncora da rádio CBN. Escreve, ainda, um blog,[3] no qual comenta e analisa as notícias sobre economia.

Bibliografia

  • Aventura e agonia nos bastidores do cruzado (Companhia das Letras, 1987), sobre a criação, preparação e lançamento do Plano Cruzado;
  • Jogo aberto (Brasiliense, 1989), contendo reportagens e entrevistas sobre o Plano Bresser.
  • O Assunto é Dinheiro, com Mara Luquet (Saraiva, 2006). O livro reproduz os diálogos do seu programa na rádio CBN e trata de temas como orçamento, mercado financeiro, investimentos e finanças pessoais de forma leve e concisa.
  • O Assunto é Tecnologia, com Daniela Braun. Saraiva, 2007)
  • O Assunto é Vinho, com Renato Machado (Saraiva, 2007), sobre o diálogo diário dos dois jornalistas sobre vinhos e sua combinação com alimentos.
  • Neoliberal, não. Liberal: para entender o Brasil de hoje e de amanhã (Globo, CBN, 2009).[7]
  • O Assunto é Bolsa, Com Mara Luquet (Saraiva, 2010).

Referências

Ligações externas