Fantasy (canção de Mariah Carey)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Fantasy"
Single de Mariah Carey
do álbum Daydream
Lançamento 12 de setembro de 1995 (1995-09-12)
Formato(s) CD single, fita cassete, maxi single, 7" single, 12" single
Gravação Dezembro de 1994
Gênero(s) R&B, dance-pop
Duração 4:04
Gravadora(s) Columbia
Composição Mariah Carey, Dave Hall, Adrian Belew, Tina Weymouth, Chris Frantz, Steven Stanley
Produção Mariah Carey, Dave Hall, Sean "Puffy Daddy" Combs (remix)
Cronologia de singles de Mariah Carey
Último
Último
"All I Want for Christmas Is You"
(1994)
"One Sweet Day"
(1995)
Próximo
Próximo
Lista de faixas de Daydream
Último
Último
"Underneath the Stars"
(2)
Próximo
Próximo
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda

"Fantasy" é uma canção da artista musical estadunidense Mariah Carey, contida em seu quarto álbum de estúdio Daydream (1995). Foi composta e produzida pela própria com o auxílio de Dave Hall. Incorpora o gancho da canção "Genius of Love", de Tom Tom Club, e por esta razão, outros compositores também são creditados, nomeadamente Adrian Belew, Tina Weymouth, Chris Frantz e Steven Stanley. O seu lançamento como o primeiro single do projeto ocorreu em 12 de setembro de 1995, através da Columbia Records Musicalmente derivada do R&B e do dance-pop, incorpora elementos do pop e do hip hop. Liricamente, descreve uma mulher que está apaixonada por um rapaz, e toda vez que ela o vê, começa a fantasiar sobre um relacionamento impossível com ele. O remix da faixa apresenta versos adicionais de Ol' Dirty Bastard, o que iniciou a transição de Carey para o mercado do hip hop. A capa do single foi fotografada por Steven Meisel, sendo uma versão maior da capa do álbum Daydream.

A faixa foi aclamada pela mídia especializada, a qual prezou o uso do gancho de "Genius of Love", bem como sua composição e produção. Os vocais de Carey no número também foram elogiados. Comercialmente, "Fantasy" tornou-se a segunda canção na história da tabela estadunidense Billboard Hot 100, sendo a primeira canção de uma cantora a debutar no primeiro posto da tabela. Adicionalmente, liderou a tabela estadunidense por oito semanas consecutivas e conquistou a primeira colocação nas tabelas da Austrália, do Canadá e da Nova Zelândia, enquanto listou-se nas dez melhores posições na Bélgica, na Dinamarca, na Europa, na França, no Reino Unido e em outras seis regiões.

O vídeo musical correspondente foi dirigido pela própria artista e estreou em 7 de setembro de 1995 durante os MTV Video Music Awards daquele ano. Carey criou o conceito do vídeo e escolheu o local da filmagem. Depois de ficar decepcionada com o resultado final em comparação com muitos de seus vídeos anteriores, a cantora decidiu dirigir o vídeo por conta própria. As cenas retratam Carey andando de patins em um parque de diversões, enquanto canta e se diverte. Na metade da produção, Ol' Dirty Bastard faz uma participação como um palhaço. O vídeo de "Fantasy" termina com Carey dançando em cima do teto solar de um carro com muitas outras pessoas presentes, enquanto curte e celebra a canção.

Carey apresentou "Fantasy" ao vivo em várias aparições na televisão e premiação ao redor do mundo. Carey cantou a música durante a 23ª cerimônia American Music Awards, realizada em 29 de janeiro de 1996. Além disso, foi realizada ao vivo no programa britânico de paradas musicais Top of the Pops e na televisão francesa. A canção também fez parte do repertório de diversas turnês da cantora, nomeadamente Daydream World Tour (1996), Butterfly World Tour (1998), Rainbow World Tour (2000), Charmbracelet World Tour: An Intimate Evening with Mariah Carey (2003-04) e The Adventures of Mimi (2006).

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 1988, Carey foi descoberta por Tommy Mottola, então diretor executivo da Columbia Records, e foi rapidamente contratada pela gravadora.[1] O seu álbum de estreia homônimo, lançado dois anos depois, foi concebido com a remasterização e a reconstrução de canções que ela havia escrito com seu colega de classe Ben Margulies e que foram incluídas na fita que ela enviou à Columbia.[1] Além das sete faixas contidas na fita, outras quatro canções foram gravadas com compositores e produtores renomados na época. O álbum foi elogiado pela produção e os vocais de Carey, bem como os gêneros incorporados nele.[2] O sucesso crítico refletiu-se comercialmente, vendendo mais de 15 milhões de unidades mundialmente.[3] Com o sucesso crítico e comercial do disco, a Columbia permitiu que ela tomasse mais controle musical, permitindo-lhe trabalhar com outros compositores e produtores em seu segundo disco Emotions (1991), como Walter Afanasieff — que fez parte da produção de seu projeto de estreia —, Robert Clivillés e David Cole, membros do grupo de dança C+C Music Factory.[2] Entretanto, o relacionamento profissional entre Carey e Margulies acabou devido a um contrato que Carey tinha assinado antes de fazer parte da Columbia, concordando em dividir não só os royalties de composição das canções, mas também metade de seus ganhos.[4] Contudo, quando chegou a hora de escrever as faixas de Emotions, os funcionários da Sony esclareceram que pagariam a Margulies apenas o justo valor dado à co-autores em um álbum.[4]

Posteriormente, Margulies iniciou uma ação judicial contra a Sony, que resultou na despedida de seu profissionalismo com a cantora.[4] Após o lançamento disco, que foi recebido com análises mistas,[5] a cantora iniciou o desenvolvimento de seu terceiro projeto de estúdio, Music Box (1993).[6] Ela trabalhou principalmente com Afanasieff, com quem compôs e produziu a maior parte do disco.[6] Durante o desenvolvimento de Music Box, Carey e Mottola se envolveram de um jeito mais íntimo[7] e posteriormente se casaram.[8] Depois de lançar o disco, a artista passou por um longo período fora dos holofotes e retornou apenas no final do ano seguinte com o lançamento do álbum natalino Merry Christmas.[9] Deste disco, "All I Want for Christmas Is You" foi lançada como o seu single inicial e tornou um êxito internacional, principalmente no Japão, onde comercializou mais de 3.2 milhões de unidades entre tons de chamada e downloads digitais.[10] [11]

Após o término das atividades promocionais de Merry Chrismas, o casamento de Carey e Mottola começou a passar por um período complicado, já que a cantora queria incluir novos estilos musicais em seus trabalhos, o que preocupou-o.[12] Quando começou a escrever canções para Daydream (1995), ela decidiu incluir o gancho da canção "Genius of Love", de Tom Tom Club, em uma canção de batidas de andamento acelerado.[13]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe foi o primeiro totalmente dirigido pela cantora. No vídeo ela anda de montanha russa no parque "Amusement Park" em Nova Iorque, anda de patins e no fim, dança com um grupo de hip-hop durante a noite. O vídeo também contém uma garota semelhante à que aparece em outro vídeo da canção "Shake It Off" (2005).

Remixes[editar | editar código-fonte]

Carey trabalhou com o produtor Puff Daddy para criar o remix "Bad Boy remix" de "Fantasy." Alguns elementos da canção original foram removidos, Ol' Dirty Bastard em rap em algumas partes e a batida da canção "Genius of Love" foi mais enfatizada.

Este remix seria a porta de entrada entre a mistura do Pop com o Hip-Hop, modelo seguido até hoje por cantoras da atualidade como Beyoncé na canção "Crazy in Love", Rihanna em "Umbrella", e Ciara em "1,2 Step".

Mariah regravou os vocais da canção para os remixes feitos por David Morales. Um destes remixes ganhou o prêmio da "Conferência Nacional de Música" na categoria de música eletrônica do ano.

Faixas[editar | editar código-fonte]

CD Compacto Mundial

  1. "Fantasy"
  2. "Fantasy" (Bad Boy with O.D.B.)

CD Compacto-Maxi Inglês e Americano

  1. "Fantasy" (album version)
  2. "Fantasy" (Bad Boy fantasy)
  3. "Fantasy" (Bad Boy with O.D.B.)
  4. "Fantasy" (Bad Boy mix)
  5. "Fantasy" (Def club mix)

CD Compacto Maxi Inglês

  1. "Fantasy" (MC mix)
  2. "Fantasy" (Puffy's mix)
  3. "Fantasy" (Puffy's club mix)
  4. "Fantasy" (The boss mix)
  5. "Fantasy" (Sweet dub mix)

Posições nas Paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (1995) Melhor
posição
Australian Singles Chart[14] 1
Austrian Singles Chart[15] 13
Belgian Flandres Singles Chart[16] 9
Belgian Wallonia Singles Chart[17] 3
Brazil Top 100 Singles Chart 1
Canadian Singles Chart[18] 1
Dutch Singles Chart[19] 10
European Singles Chart[20] 4
Finnish Singles Chart[21] 2
French Singles Chart[22] 5
German Singles Chart[23] 17
Irish Singles Chart[24] 10
Japanese Singles Chart[25] 18
New Zealand Singles Chart[26] 1
Norwegian Singles Chart[27] 10
Swedish Singles Chart[28] 13
Swiss Singles Chart[29] 10
UK Singles Chart[30] 4
U.S. Billboard Hot 100[31] 1
U.S. Billboard Hot Adult Contemporary Tracks[31] 8
U.S. Billboard Hot Dance Club Play[31] 1
U.S. Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs[31] 1

Referênciass[editar | editar código-fonte]