Hero (canção de Mariah Carey)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Hero"
Single de Mariah Carey
do álbum Music Box
Lançamento 19 de outubro de 1993
Formato(s) CD single
Gravação 1992
Gênero(s) Pop, R&B
Duração 4:19
Gravadora(s) Columbia
Composição Mariah Carey, Walter Afanasieff
Produção Mariah Carey, Walter Afanasieff
Cronologia de singles de Mariah Carey
Último
Último
Dreamlover
(1993)
Without You/Never Forget You
(1994)
Próximo
Próximo

Hero é uma canção da cantora americana Mariah Carey. Foi lançado em 19 de outubro de 1993 pela Columbia Records como o segundo single do seu terceiro álbum de estúdio, Music Box (1993). Originalmente destinada a Gloria Estefan, a canção foi escrita e produzida por Carey e Walter Afanasieff. Enquanto escrevia a música, Carey não se ligava ao seu estilo musical ou som, portanto não a enviaram para banda sonora do filme de mesmo nome. No entanto, depois de ser convencida a mantê-la, ela foi personalizada, dando-lhe uma melodia mais pop e R&B, também alterando algumas partes da letra, de forma que a se ajustasse à sua personalidade. Liricamente, a canção é considerada uma das baladas mais inspiradoras e pessoais de Carey, com o seu protagonista declarando que, embora nos possamos sentir desencorajados ou em baixo, às vezes, na realidade, somos "heróis" se olharmos para dentro de nós mesmos e ver a nossa própria força interior; o tempo irá ajudarnos a "encontrar o caminho".

A canção recebeu opiniões mistas por críticos de música contemporânea por seu conteúdo lírico, também pelo desempenho vocal de Carey. Além de suas letras, "Hero" derivou seu gancho e de som de vários instrumentos musicais como a guitarra, piano e órgão. A canção experimentou um sucesso forte em vários mercados internacionais, e também se tornou oitavo primeiro lugar de Carey na Billboard Hot 100. Além disso, foi classificado em número onze na Parada Musical de Fim de Ano da Billboard, e o número 53 na Parada Musical do Fim da Década. Fora dos Estados Unidos, "Hero" desfrutava de posições fortes nos gráficos, atingindo o top cinco no Canadá, França, Irlanda, Nova Zelândia e Noruega e os dez melhores na Austrália e no Reino Unido. Devido à sua popularidade estendida, "Hero" foi abrangida pelos finalistas do reality show X-Factor UK em 2008 e lançada como single, ficando no topo das paradas na Irlanda e no Reino Unido e se tornando uma das canções mais vendidas na história britânica.

Devido a pedidos de fãs, também pelo significado pessoal, a música continua sendo uma das músicas mais executadas de Carey. Considerada por muitos como a sua canção assinatura, a canção foi executada originalmente no The Arsenio Hall Show, The Jay Leno Show, e Hey Hey It's Saturday, durante sua performance original nas paradas musicais. Além disso, Carey realizou-a em várias maratonas televisivas ao vivo, como Pavarotti and Friends e Michael Jackson & Friends ambos em 1999, America: A Tribute to Heroes em 2001, Live 8 em 2005, e na posse de Barack Obama em 2009. Além disso, a canção foi apresentada no set-lists de todas as turnês de Carey, geralmente servindo como encore ou a faixa de encerramento, e fazendo sua estreia durante a turnê que acompanhou o álbum, Music Box Tour. A canção foi incluída em vários álbuns de compilação de Carey, Number 1's (1998), Greatest Hits (2001) e The Ballads (2008).

Ao longo da sua carreira, Carey regravou a música duas vezes, e vários outros vídeos da canção, além do original. O primeiro videoclipe para a canção foi filmado por Larry Jordan em julho de 1993 durante um concerto privado no Proctor's Theatre, mais tarde lançado na mídia Here Is Mariah Carey. Em 2001, após os ataques de 11 de Setembro, Carey regravou a canção como um single extra intitulado Never Too Far/Hero Medley, um medley que estava em atividade no momento, "Never Too Far". Além disso, antes do lançamento de seu álbum de compilações The Ballads, Carey regravou "Hero" e filmou um novo vídeo com imagens dos bastidores do estúdio. "Hero" ganhou dois prêmios ASCAP de Rhythm & Soul Music, um ASCAP de Pop Music Award e um prêmio BMI de Pop Award para o compositor.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 1989, Carey foi descoberta por Tommy Mottola, diretor executivo da Columbia Records, e foi rapidamente assinar com a gravadora.[1] O álbum de estreia, seu auto-intitulado, lançado no ano seguinte, foi focado na re-gravação e masterização de várias músicas que ela já tinha escrito na época de escola ao lado do colega de classe, Ben Margulies.[1] Além das sete músicas retiradas de sua fita demo, quatro outras faixas foram escritas e produzidas por Carey e uma série de produtores de discos famosos. O álbum foi elogiado pelos críticos, que o chamou de uma estreia madura, cheia de influências vários gêneros que vão de pop, R&B e soul.[2] O álbum se tornou um sucesso comercial, vendendo mais de 15 milhões de exemplares mundialmente.[3] Após fazer um forte impacto sobre a música pop, Carey ficou interessada em alterar o seu som, e desviando-se de música pop em seu segundo álbum de estúido, Emotions (1991).[2] Seguindo o sucesso de sua estreia, a gravadora Columbia permitiu que ela tivesse mais controle musical, permitindo que ela mudasse e fundisse seus gêneros, melodias e produção. Durante a gravação do álbum, Carey trabalhou com vários músicos e produtores diferentes, além de Walter Afanasieff, o único produtor de sua estreia.[4]

Emotions continha influências de baladas dos anos 1950, 60 e 70 e de música gospel, também continuando seu trabalho no R&B e soul.[4] O álbum, ainda aplaudido por alguns por ser mais maduro e cru, não chegou a altura das críticas ou do desempenho comercial de seu álbum de estreia, vendendo muito menos e não conseguindo introduzir Carey em um mercado diferente.[5] Na sequência destes acontecimentos, a Columbia decidiu colocar Carey no mercado em uma forma similar a sua estreia, produzindo músicas mais comerciais, possíveis para tocarem nas rádios. Seus planos eram de usar tons baixos nos vocais de Carey, e suavizar a produção do álbum, deixando um registro pop mais contemporâneo.[6] Concordando com a mudança, Carey e Afanasieff começaram a escrever e gravar material para seu terceiro álbum de estúdio, Music Box (1993). Na primeira faixa do álbum, "Dreamlover", Carey trabalhou com Dave Hall durante toda a produção da música.[7] [8] Afim de ajudar com alguns arranjos da canção, Mottola pediu a ajuda de Walter Afanasieff, que assumiu a faixa e a transformou em uma batida mais comercial.[8]

Composição e produção[editar | editar código-fonte]

O produtor Walter Afanasieff relembra, "As pessoas da Epic Records que estavam fazendo a trilha sonora do filme Hero queriam Mariah para cantar a música tema mas como Mariah não podia naquele momento fazer nada relacionado ao filme porque estava trabalhando em seu novo álbum, Mariah acabou sendo escolhida para que escrevesse a canção-tema." Depois Walter Afanasieff em Los Angeles disse que Gloria Estefan provavelmente foi cogitada para cantar a canção.

Naquele momento o produtor estava trabalhando com Mariah Carey no seu álbum Music Box. "Estava em Nova Iorque no estúdio quando tiramos um tempo para descansar. Estava sentado na frente do piano e disse sobre o filme à Mariah. Em duas horas, nós tivemos a incrível semente da canção "Hero", que nunca foi feita para Mariah cantar. Na mente dela, nós iríamos escrever uma canção para Gloria Estefan cantar para o filme. Nós fomos em uma área que nunca realmente tínhamos ido - nas palavras dela, a canção tanto a letra como a melodia eram muito brega ou eram uma balada pop melosa".

Os dois terminaram a canção quando Tommy Mottola, até então presidente da Sony Music e empresário de Mariah (depois marido), andando no estúdio escutou a canção sendo finalizada. Ao perguntar sobre a canção Mariah responde: "É uma canção para o filme Hero.", relembra Afanasieff. Então Mottola responde: "Você está brincando? Você não pode dar essa canção para um filme, ela é muito boa. Mariah, você tem que cantar essa canção.

Inicialmente Mariah escreveu a canção no com o filme em mente mas, Afanasieff conhecendo pessoalmente a cantora por anos de trabalho sabia que esta era uma canção muito pessoal da cantora. Depois que ela decidiu cantar a canção, terminamos a letra e a produção. Gloria Estefan nunca teve a chance de ouvir a melodia original. Depois o cantor Luther Vandross escreveu e produziu a canção tema do filme chamado Heart of a Hero.

Afanasieff diz que Mariah Carey fizeram várias versões da canção "Hero". "Havia uma versão bem simplista e outra com o tom mais difícil com Mariah cantando com notas fortes e altas, mas nós escolhemos algo mediano. A canção realmente não traz algo extravagante mas ela sempre lutava com as forças que tinha para fazer algo maior que seus próprios talentos".[9] [10]

Problemas autorais[editar | editar código-fonte]

"Hero" foi assunto de plágio. Christopher Selletti, um motorista, disse que as letras da canção foram baseadas em um poema que foi mostrado à cantora em 1991. A cantora se defendeu com anotações em um caderno com a canção datada seis semanas antes do lançamento do filme Hero. Contudo, os vinte milhões do processo foram rejeitados e Selletti foi forçado a pagar certa quantia à cantora. Anos depois um segundo processo foi levantado por Selletti, mas foi novamente rejeitado.[11]

Posição nas paradas[editar | editar código-fonte]

"Hero" se tornou o oitavo compacto a ficar em primeiro na parada musical americana Billboard Hot 100. Estreou em primeiro lugar em quatro semanas de 19 de Dezembro de 1993 até 15 de Janeiro de 1994. Foi substituída pela canção "Again Again" de Janet Jackson. A canção foi certificada como platina pela RIAA. Foi uma das maiores canções do ano e terminou o ano de 1994 em quinto lugar.[12]

"Hero" também se tornou sucesso comercial fora dos Estados Unidos alcançando o Top 10 da parada inglesa (estreou melhor que a canção-chefe do álbum Music Box, "Dreamlover). Foi recebida moderamente no Canadá comparada a outras canções. "Hero" foi certificada como Platina na Austrália pela ARIA, Ouro na Nova Zelândia RIANZ e Prata na França SNEP.

Videoclipe e outras versões[editar | editar código-fonte]

O videoclipe foi dirigido por Larry Jordan, é originário do concerto da cantora no Proctor's Theatre em Nova Iorque. A apresentação foi indicada como a versão oficial do videoclipe e pode ser vista nos vídeos Here Is Mariah Carey(1993) (onde há o concerto inteiro) e na compilação de vídeos #1's (1998).

Mariah Carey regravou "Hero" em espanhol com a tradução de Jorrge Luis Piloto,[13] se tornando a primeira canção da cantora em espanhol. Críticos acharam que sua pronúncia não estava correta e a adaptação era indigna da versão original. A versão em espanhol de "Hero" ("Héroe") foi inclusa como faixa-extra em vários compactos lançados fora dos Estados Unidos entre 1994 e 1997 e; foi inclusa nas versões mexicanas, argentina e espanholas do álbum Music Box.[14] "Héroe" foi lançado em 1995.[15]

A cantora apresentou a canção com Luciano Pavarotti em 1999 no concerto "Pavarotti and Friends", vídeo usado em muitas escolas de música.[16] Partes de "Hero" foram incorporados para o compacto de fins filantrópicos intitulado "Never Too Far/Hero Medley" (2001). Uma das maiores apresentações da canção foi no evento beneficente Live 8 em Londres, durante a canção Mariah canta juntamente com o "African Children's Choir" (Coral Infantil Africano).[17] Depois o grupo Il Divo regravou a canção para o álbum Ancora.

No começo de 2009, Mariah regravou uma versão alternativa de Hero para promover a coletânea The Ballads.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Compacto Japonês e Inglês
  1. "Hero"
  2. "Everything Fades Away"
CD Compacto Europeu
  1. "Hero" (LP version)
  2. "Hero" (live)
CD Maxi Compacto Maxi
  1. "Hero" (LP version)
  2. "Hero" (live)
  3. "Everything Fades Away"
  4. "Dreamlover" (club joint mix)
CD Maxi Compacto Europeu
  1. "Hero" (LP version)
  2. "Dreamlover" (Def club mix edit)
  3. "Dreamlover" (Theo's club joint)
  4. "Dreamlover" (Def tribal mix)

Paradas[editar | editar código-fonte]

Regravações e Uso da canção[editar | editar código-fonte]

  • Uma versão feita pelos finalistas do programa The X-Factor foi lançada em 2008, se tornando uma das canções mais vendidas na década. Estreou em primeiro lugar e vendeu 770.000 cópias e levantou um milhão de libras para a instituição "Help For Heroes".
  • A esposa do presidente americano Barack Obama, Michelle, cantou "Hero" para Obama antes do anúncio dos resultado das eleições.[30]
  • Aretha Franklin fez uma regravação da canção durante apresentação da revista Essence em homenagem a Jesse Jackson.
  • Regine Velasquez cantou a canção juntamente com a canção "Anytime You Need a Friend."
  • Natalie Bassingthwaighte regravou a canção para a Copa Mundial de Rúgbi em 2008.
  • Michael Ball did a cover version for his One Voice album.
  • Laura Caro cantou a versão em espanhol para a série La Academia.
  • Miho Nakayama regravou a canção em japonês em 1994.
  • A canção foi cantada por vários participantes do programa American Idol

Referências

  1. a b Nickson 1998, p. 50
  2. a b Nickson 1998, p. 53
  3. BET Exclusive: Mariah Celebrates 20 Years; Thanks Fans Black Entertainment Television Viacom. Visitado em 20 de setembro de 2011.
  4. a b Nickson 1998, p. 55
  5. Nickson 1998, p. 57
  6. Nickson 1998, p. 80
  7. Nickson 1998, p. 86
  8. a b Nickson 1998, pp. 100–102
  9. "Hero" inside story (em inglês) Mariahdaily.com.
  10. Hero by Mariah Carey Songfacts (em inglês) Songfacts.com.
  11. Friedman, Roger. "Mariah Carey's 'Hero': The Envelope Please". 26 de junho de 2001.
  12. Billboard Hot 100 year-end (em inglês) Billboard.
  13. Héroe (Hero Spanish Version) Lyrics:: Mariah Carey Mariahmariah.com.
  14. Mariah Carey - Music Box (em inglês) Spanishcharts.com.
  15. Top Music Charts - Hot 100 - Billboard 200 - Music Genre Sales (em inglês) Billboard.
  16. The Mariah Carey Archives Mcarchives.com.
  17. Mariah at Live 8 - The Mariah Carey Archives Mcarchives.com.
  18. Australian Singles Chart (em inglês) Australian-charts.com.
  19. Canadian Singles Chart (em inglês) Jam.canoe.ca.
  20. Dutch Singles Chart (em inglês) Dutchcharts.nl.
  21. French Singles Chart (em inglês) Lescharts.com.
  22. German Singles Chart (em inglês) Worldcharts.co.uk.
  23. Irish Singles Chart (em inglês) Irishcharts.ie.
  24. Oricon Albums Chart Oricon.co.jp.
  25. New Zealand Singles Chart (em inglês) Charts.org.nz.
  26. Norwegian Singles Chart (em inglês) Norwegiancharts.com.
  27. Swedish Singles Chart (em inglês) Swedishcharts.com.
  28. UK Singles Chart (em inglês) Everyhit.co.uk.
  29. a b c Artist Chart History - Mariah Carey (em inglês) Billboard.
  30. Mariah Carey is Barack Obama's new Hero - mirror.co.uk (em inglês) Mirror.co.uk. Visitado em 6 de novembro de 2008.