Anexo:Lista de países socialistas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lista de países socialistas)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este anexo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mapa de todos os países que se auto-declararam Estados socialistas sob qualquer definição, classificados por cor segundo a data em que território em questão se declarou socialista:
  Há mais de 60 anos
  50 - 60 anos
  40 - 50 anos
  30 - 40 anos
  20 - 30 anos
  10 - 20 anos
  Há menos de 10 anos

lista de países que se auto-declararam socialistas quer em seus nomes ou em suas Constituições. Nenhum critério é utilizado; assim, alguns ou todos os países listados podem não atender à definição específica de socialismo. Sua única característica em comum é usar o rótulo "socialista" para si mesmos, sob qualquer interpretação. Há poucas, se for o caso, definições de socialismo que caberiam a todos os países da lista. No entanto, muitas definições de socialismo ajustam-se, pelo menos, a estes países em alguns pontos de suas histórias.

Há muitos países que foram governados por partidos políticos socialistas por longos períodos de tempo sem qualquer adoção do socialismo como uma ideologia oficial em seus nomes ou Constituições. Esses países não são listados aqui. Entretanto, é necessário que se veja o artigo Internacional Socialista, caso queira ter uma lista de países atualizada que são atualmente regidos por partidos membros da IS (a maior organização de partidos políticos socialistas dos dias atuais).

Por outro lado, há alguns países que mantêm referências constitucionais ao socialismo sem ser atualmente regidos por um partido político socialista. Estes países estão incluídos na lista.

Marxistas-Leninistas[editar | editar código-fonte]

Estes países foram conhecidos como "Estados comunistas", pois seus partidos mandantes geralmente usaram o nome "Partido Comunista do [país]." No entanto, os próprios países referiam-se como repúblicas socialistas, não comunistas, em suas próprias Constituições. Eles eram definidos por uma forma de governo na qual o Estado governa sob um sistema unipartidário e declara fidelidade à ideologia Marxista-Leninista. De acordo com o Marxismo-Leninismo, as constituições desses países afirmavam que todo o poder pertencia à classe trabalhadora, que uma ditadura democrática do proletariado foi implementada dentro de suas fronteiras, e que eles estão construindo o socialismo, com o objetivo de alcançar o comunismo algum dia.


Este é um mapa dos países que se declararam socialistas sob a corrente Marxista-Leninista (conhecidos no Ocidente como "Estados Comunistas") em algum momento de suas histórias. O mapa apresenta as fronteiras atuais. Nem todos os países apresentados foram Marxistas-Leninistas ao mesmo tempo.

Não Marxistas-Leninistas[editar | editar código-fonte]

Estes são os países cujas constituições fazem referência ao socialismo, mas não se seguem a ideologia Marxista-Leninista. Por isso, representam uma vasta gama de distintas interpretações do termo "socialismo". Países como Egito e Líbia, por exemplo, adotaram diferentes versões do "socialismo árabe" como ideologia em algum momento de suas histórias. Por outro lado, a Tanzânia adotou o "socialismo africano" como doutrina oficial.

Mapa mostrando os países cujas constituições já possuíram referências ao socialismo (sob uma definição não Marxista-Leninista) em algum momento de suas histórias.

Estados com referências constitucionais[editar | editar código-fonte]

Estados com referências informais[editar | editar código-fonte]

Estados outrora integrantes do grupo[editar | editar código-fonte]

Estados extintos[editar | editar código-fonte]

Estados com Regimes Teoricamente Identificados[editar | editar código-fonte]

Países que possuem atualmente regimes inclinados ideologicamente para o Socialismo ou que representam a Esquerda local, mas que não o implementou de maneira fundamentada.

América do Sul[editar | editar código-fonte]

América Central e Caribe[editar | editar código-fonte]

  • Porto Rico, na condição de Estado Livre-Associado dos Estados Unidos, elege um presidente, que na legislação americana é considerado o governador de Porto Rico. Essa dualidade faz, por exemplo, o atual presidente Alejandro García Padilla, ser filiado ao Partido Popular Democrático, que representa a Esquerda local, mas também ser alinhado aos Democratas, pelos Estados Unidos.

América do Norte[editar | editar código-fonte]

Europa[editar | editar código-fonte]

Iniciativas efêmeras[editar | editar código-fonte]

Estas são entidade políticas de curta vida que surgiram durante guerras ou revoluções (a maioria no rescaldo da I Guerra Mundial) e que se declararam socialistas seguindo alguma interpretação do termo. Entretanto, não conseguiram sobreviver o suficiente para criar um governo estável ou alcançar reconhecimento internacional.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências