NV1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde setembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
NVIDIA NV1
Diamond EDGE 3400 NV1.png

Diamond EDGE 3D 3400
Codinome NV1
Lançado em 1995
Versão DirectX Nenhum
Concorrência Voodoo3
G400
Rage 128
Savage 4

NV1, também conhecido como SGS Thompson STG-2000, foi um chipset multimídia PCI lançado em 1995 pela NVIDIA e vendida como Diamond Edge 3D. Era um processador gráfico 2D/3D baseado em superfícies quadrangulares, memória VRAM ou FPM DRAM, um processador de som de 32 canais a 350MIPS, e possuia ainda uma porta para gamepads compatíveis com o Sega Saturn. Com esses recursos visava substituir a placa de vídeo, a placa de som e a porta de joysticks.

Devido ao fato do Sega Saturn também ser baseado em polígonos quadrangulares, vários de seus jogos foram convertidos para PC com suporte à NV1. No entanto, o chipset não teve sucesso em um mercado já repleto de processadores e padrões de aceleração gráfica concorrentes, como ViRGE da S3 Graphics, Matrox Mystique, ATI Rage e Rendition Verite.

O maior problema da NV1 foi seu custo e a qualidade. Apesar de oferecer um desempenho 3D razoável, o fato de utilizar superfícies quadrangulares estava longe de ser popular na época, sendo diferente do nascente padrão de polígonos de três lados. O processamento de áudio era mediano, com avaliações apontando uma qualidade apenas aceitável e suporte a General MIDI (um elemento importante à época) fraco.

O fracasso de mercado do Sega Saturn frente ao PlayStation também ajudou a limitar a quantidade de jogos e acessórios que poderiam ser convertidos ou adaptados à placa.

Além disso, a NVIDIA ao integrar tantos recursos em um único processador, aumentou consideravelmente os custos de desenvolvimento e fabricação frente ao que teria gastado caso tivesse projetado um processador dedicado apenas a aceleração 3D, como fez a 3dfx com o chipset Voodoo pouco tempo depois.

O interesse do mercado no produto rapidamente acabou quando a Microsoft anunciou as especificações do padrão DirectX, baseado em polígonos triangulares. O lançamento de uma API com forte apoio dos demais fabricantes de placas aceleradoras e que era incompatível com o NV1 acabou imediatamente com as esperanças da NVIDIA de se tornar líder de mercado, tendo ficado com um produto inviável. O PlayStation, que já era apontado como líder de mercado, também era baseado em polígonos triangulares.

O desenvolvimento do NV1 chegou a prosseguir dentro da NVIDIA como o NV2, projetado para uso em um futuro console da Sega, mas foi derrotado pelo chipset PowerVR da NEC no que seria o Sega Dreamcast.

Jogos para computador com suporte à Edge 3D[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre hardware é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.