Windows Live Messenger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Windows Live Messenger
Logo Windows Live Messenger-pt.PNG
Desenvolvedor Microsoft
Plataforma x86 e x64.
Modelo do desenvolvimento Freeware
Lançamento 13 de dezembro de 2005 (9 anos)
Versão estável 2012 (build 16.4.3508.205) (14 de maio de 2013; há 83 semanas e 4 dias)
Idioma(s) 48 Idiomas
Sistema operativo Windows e Xbox 360
Gênero(s) Mensageiro instantâneo
Licença Proprietária, Adware
Estado do desenvolvimento Descontinuado
Tamanho 1,1 MB
Página oficial microsoft.com.

Windows Live Messenger foi um programa de comunicação instantânea pela Internet. Substituiu o MSN Messenger, parte dos novos serviços online da Microsoft chamados de Windows Live. O novo programa introduzia novos recursos além de incluir os já existentes no MSN Messenger. O Windows Live Messenger surgiu depois da proposta da Microsoft em reunir os serviços do MSN ao sistema operacional Windows.

Enquanto ainda se encontrava em beta, para adquirir o novo programa era necessário ser convidado por outro usuário, ou simplesmente se cadastrar no site Windows Live Ideas para garantir uma oportunidade de usuário. No caso dos convites, cada usuário tinha um limite de convites, e ele podia ou não receber mais convites.

O Windows Live Messenger foi o Messenger mais usado no mundo com mais de 230 milhões de usuários. [1] No Brasil, o serviço atingiu mais de 75% dos usuários da internet, que significava mais de 34 milhões de usuários no país.[2] A Microsoft anunciou dia 9 de janeiro de 2013 que descontinuou oficialmente o desenvolvimento do Windows Live Messenger, que teve suporte até 15 de março do mesmo ano (exceto na China). O programa foi incorporado ao Skype.[3]

Novos recursos[editar | editar código-fonte]

Existem várias modificações ao longo das atualizações do Windows Live Messenger, e foram adicionados vários recursos novos em comparação ao MSN Messenger, e dentre eles podemos citar:

    • Comunicação offline, semelhante ao status de invisível do ICQ, porém mais limitado do que ele, e do Yahoo! Messenger, ou seja, você se comunica offline com seus contatos.
    • A última imagem de exibição selecionada era armazenada remotamente, e a mesma poderia ser acessada em outro computador.
    • Também era possível deixar mensagens para uma pessoa offline, até que a mesma entrasse novamente e as recebessem.
    • Escolher a cor das janelas de conversa e a da lista de contato, além de poder colocar uma imagem no fundo da lista de contatos (salvando-a na pasta do Messenger como lvback.gif).
    • Era possível esconder a guia de patrocínios, localizada na esquerda do programa, além de poder trocar a ordem dos guias.
    • Possibilidade de colocar um apelido em um usuário da lista, renomeando o mesmo sem precisar de programas especiais, como o Messenger Plus!.
    • Busca rápida de contatos.
    • Windows Live Favorites, onde você adicionava seus sites favoritos, como no "Favoritos" do navegador de internet, mas com a vantagem de que você terá esse site gravado no seu Messenger, podendo usá-lo em qualquer computador.
    • Era possível mostrar as fotos dos contatos online e offline grandes na janela de contatos.
  • Recursos aperfeiçoados (já existentes ou existentes parcialmente no MSN Messenger e melhorados no Windows Live Messenger)
    • Chamar o contato para uma conversa, imitando um telefone, serviço semelhante ao Skype (este recurso apenas foi melhorado e teve seu nome modificado).
    • Pasta de compartilhamento entre os usuários.
    • Além de poder organizar os contatos por online e offline e por grupos (Amigos, Família, etc.), era possível organizá-los por espaços atualizados recentemente, ou seja, a última pessoa a atualizar o seu Windows Live Spaces ficaria no topo da lista.

Fases Beta Live 8[editar | editar código-fonte]

Compilações lançadas da versão 8.1:

Compilações lançadas da versão 8.5:

Windows Live Messenger 2009[editar | editar código-fonte]

A versão do Windows Live Messenger 2009 foi lançada para usuários beta que tinham interesse em testar as novas novidades e resolver problemas referentes a bugs na hora da utilização real. Bastava acessar o Microsoft Connect e fazer o cadastro.

Funções[editar | editar código-fonte]

A versão 2009 do Messenger da Microsoft possuía novos recursos em relação à versão antiga, como a liberação de APIs do programa para que desenvolvedores produzam novos add-ons e mashups (exemplo: integração com a rede social Octopop) baseados no messenger, audio e video com várias pessoas ao mesmo tempo, integração com outras redes como Google Talk e AIM. [4] Assinatura sonora (ou seja, poderia associar um som a um contato, assim quando o contato ficasse online, o som que o usuário escolhesse tocaria), imagens de exibição animada (seria possível colocar gifs), e o login múltiplo (era possível fazer login no computador, smartphone e etc. tudo simultaneamente na mesma conta). [5]

Versões[editar | editar código-fonte]

A Microsoft disponibilizou para os beta-testers convidados o Windows Live Messenger 2009 Beta. A versão 2009 (build 9.0.1407.1107) incluia suporte para Múltiplos Pontos de Presença (MPOP), permitia configurar sons personalizados para cada contato, imagens de exibição animadas e mais.

Compilações lançadas da versão 2009[editar | editar código-fonte]

Windows Live Messenger 2011[editar | editar código-fonte]

No final de março de 2010, um beta do Windows Live Essentials Wave 4 vazou na internet e desde então se espalhou por várias redes de BitTorrent. O aplicativo incluía uma versão beta privada do Windows Messenger Live Wave 4, intitulada "Windows Live Messenger 2010". No entanto, como o software foi projetado para testes privados, quem não foi convidado para os testes não conseguiu entrar na rede.[6]

O novo software trazia uma interface remodelada, que levava a funcionalidade "O que há de novo" do Windows Live para o "painel social", semelhante à maneira como um site de rede social, como o Facebook, apresenta atualizações. Entre as novas funcionalidades estvam as conversas por a que você usa no Messenger é o mesmo que você usa para a rede do MSN), a ferramenta de manuscrito [7] , convites para assistir a webcam alheia e a importação e a exportação de contatos. A versão do Messenger no Windows Live Essentials também não era mais compatível com o Windows XP e só rodava no Windows Vista com todos os service packs e no Windows 7. [8]

O novo Windows Live Messenger para o iOS tornou-se disponível na App Store no dia 21 de junho de 2010, além de outras versões móveis do Windows Live Messenger para o Windows Phone, Blackberry, Symbian e plataformas móveis.[9]

Em 24 de junho de 2010, uma versão beta pública do Windows Messenger Live Wave 4 foi lançada como parte da nova versão beta do Windows Live Essentials.[10] A "atualização beta" do Windows Messenger Live Wave 4 foi lançada em 17 de agosto de 2010, como parte de uma atualização do Windows Live Essentials Beta.[11] A versão final do Windows Live Messenger 2011 (Wave 4) foi lançada em 30 de setembro de 2010. Na mesma data, uma versão do Windows Live Messenger para Zune também se tornou disponível.

Inicialmente, o Windows Live Messenger 2011 tinha conexão com o Facebook, LinkedIn, MySpace e Twitter. Porém, algum tempo depois, sem aviso prévio, o Twitter foi tirado da lista e quem já tinha as duas redes conectadas foi levado a remover o Twitter da lista de conexões. Isso fez com que muita gente pensasse que a Microsoft havia entrado em conflito com o Twitter, o que nunca foi confirmado.

Comemoração de dez anos[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2009 os usuários do Windows Live Mail e consequentemente do Windows Live Messenger receberam uma mensagem com o título "Messenger is 10". A página possuia uma ligação para um software que baixava o "presente", que era um pacote com conteúdos como emoticons e imagens.

Os primeiros dez anos[editar | editar código-fonte]

  • Em 22 de julho de 1999 surge o MSN Messenger. Foi alegado ser usado por 2,5 milhões de pessoas em cada mês.
  • Em 14 de dezembro de 1999 o MSN Messenger estva disponível em vinte e seis idiomas sendo usado vários países do mundo.
  • Em 20 de julho de 2000 é lançada a terceira versão do MSN Messenger, com suporte a compartilhamento de fotos e documentos.
  • Em 23 de outubro de 2001 o MSN Messenger é conectado por quase 30 milhões de visitantes em cada mês.
  • Em 16 de julho de 2003 mais recursos são inseridos, como video conferência e jogos.
  • Em 7 de abril de 2005 cerca de 2,5 milhões de mensagens instantâneas são enviadas por dia no MSN Messenger.
  • Em 20 de junho de 2006 o MSN Messenger muda para Windows Live Messenger, mudando o nome de alguns recursos onlines da Microsoft, como o Hotmail e o Windows Live Spaces.
  • Em 22 de julho de 2009, o Windows Live Messenger está disponível em trinta e seis idiomas com mais de 330 milhões de visitantes por mês. Recursos adicionados em 2003 são aprimorados como poder "arrastar e soltar" as fotos, visualizar imagens de exbição dinâmica e atualizações online. [12]

Responsabilidade social[editar | editar código-fonte]

Em março de 2007 a Microsoft divulgou a campanha "I'm Making a Difference" (Estou fazendo uma diferença) que utiliza a versão 8.1 do Windows Live Messenger para promover doações à instituições de caridade. Nela, cada usuário coloca um código em seu "Nome de exibição" referente à uma instituição de caridade. Cada código é substituído por um emoticon com o logotipo da campanha (i'm) e cada conversa iniciada pelo usuário com este emoticon em seu nome, a Microsoft doará uma quantia à instituição escolhida.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Desde do dia 27 de maio de 2013, o Windows Live Messenger, que foi criado pela Microsoft encerrou suas atividades após 14 anos e sendo substituido pelo Skype, que adquirido pela a empresa em 2011, e embora descontinuado, ainda é possível conectar se ao serviço Skype utilizando a versão 4.7 do Windows Messenger que vem pré instalada com o Windows XP.[13]

Instituições e códigos referentes[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Clientes alternativos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Oficiais[editar | editar código-fonte]

Plugins compatíveis com a versão 2009/2011[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]