Bing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bing
Microsoft Corporation
Bing
Slogan Bing & decide
Nomes anteriores Live Search, Windows Live Search, MSN Search
Requer pagamento? Não
Gênero Motor de busca
Cadastro Opcional
País de origem Estados UnidosEstados Unidos
Idiomas 40
Lançamento 1 de junho de 2009
Posição no Alexa 22
Desenvolvedor Microsoft
Proprietário Microsoft
Página oficial www.bing.com

Bing, anteriormente Live Search, Windows Live Search e MSN Busca, identificado pelo codinome Kumo (くも? lit. aranha ou nuvem) durante a etapa de testes, é o motor de pesquisa da Microsoft, designado para competir com os líderes das indústrias Google e Yahoo!. Revelado pelo CEO da Microsoft, Steve Ballmer, em 28 de maio de 2009, na conferência "All Things D", em San Diego. Bing é um substituto do Live Search, e disponibilizado totalmente em 1 de junho de 2009.[1]

Em 4 de junho de 2009, com apenas três dias em atividade, o Bing alcançou o segundo lugar na área de pesquisas online, superando o Yahoo! Busca, e ficando atrás apenas do Google Search. No dia, o motor de pesquisa representou 16,2% das buscas nos Estados Unidos, enquanto o Yahoo! representou 10,2%. Globalmente, o Bing representa 5,6% contra 5,1% do Yahoo!.[2]

Os aperfeiçoamentos incluem adição de pesquisas relacionadas (chamado "Explorer panel", no lado esquerdo dos resultados da pesquisa, baseado na tecnologia semântica de PowerSet, empresa de busca da Microsoft comprada em 2008), e busca de sugestões ao digitar (aumenta o histórico de pesquisas). Última pesquisa feita em 2012 o bing estava em quinto lugar no setor de buscas no mundo.

A cota de mercado[editar | editar código-fonte]

As quotas de mercado da Experian Hitwise (nos EUA)[3]
MOTOR DE BUSCA %
Google (Setembro de 2010)
  
72,5%
Google (Março de 2011)
  
64,42%
Bing (Setembro de 2010
  
23,64%
Bing (Março de 2011)
  
30,0%
Notas: Nos EUA como barómetro, o Bing tem aumento significativo nos últimos seis meses.

Antes do lançamento do Bing, o marketshare de páginas de busca da Microsoft (MSN e Live Search) foi pequeno, mas constante. Em janeiro de 2011, a Experian Hitwise mostrou que a cota de mercado do Bing aumentou para 12,8%, às custas do Yahoo e do Google. Buscas Bing alimentado também continuou a ter uma "taxa de sucesso" maior quando comparado ao Google, com mais usuários clicando nos links resultantes. No mesmo período, a comScore "2010 feita em um País Norte-americano no Ano Digital em Revista"O relatório mostrou que "O Bing foi o gainer grande no ano-sobre-ano de atividade de pesquisa, escolhendo as pesquisas 29% mais em 2010 do que em 2009. "The Wall Street Journal" observa o salto de 1% no share "parecia vir em detrimento do rival Google Inc." em fevereiro de 2011 o Bing bateu Yahoo! primeira vez em termos de participação no mercado de busca. Bing recebeu partes busca 4,37%, enquanto Yahoo! recebeu 3,93% de acordo com a StatCounter.

Em março de 2011, as contas de busca Bing movidos por mais de 30% das buscas dos feita em um País Norte-americano, um aumento de 5% sobre fevereiro. No mesmo período, o Google caiu 3%.

Em meados de 2012, a Microsoft realizou mudanças no software[4]

Internacional[editar | editar código-fonte]

Bing está disponível em muitos idiomas e localizado em diversos países.[5]

Idiomas em que o Bing exibe resultados[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]