Latino (cantor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda nos WikiProjetos Brasil e Música.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde setembro de 2012.

Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão. (desde setembro de 2012)
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Latino
Informação geral
Nome completo Roberto de Souza Rocha
Nascimento 2 de fevereiro de 1973 (42 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro
 Brasil
Gênero(s) música pop, funk melody[1]
Período em atividade 1992–presente
Gravadora(s) Columbia (1994-1998)
EMI
Som Livre
Página oficial www.latino.com.br

Latino, nome artístico de Roberto Souza Rocha (Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 1973) é um cantor de música pop brasileiro.[2] Começou sua carreira cantando funk melody nos anos 90, no qual obteve sucesso com canções como "Me Leva", "Não Adianta Chorar", "Só Você" (dueto com Miryan Martin) e "Vitrine". Desde 1999, mudou seu estilo para dance-pop e pop, e obteve sucessos como "Festa no Apê", "Renata" e "Dança Kuduro".

Histórico

Início

Na adolescência morou no exterior, onde trabalhou como garçom, mágico, cozinheiro, dançarino e copeiro. Observando as danças de rua estadunidenses, criou um estilo diferente e próprio. No retorno ao Brasil, Latino se tornou dançarino e começou a frequentar bailes de funk. Acabou sendo contratado pela Bass Crew e gravou três canções em inglês. Em 1993 grava seu primeiro funk melody em português, chamado "Vem Amor", um cover do grupo Cashmere. No final do mesmo ano o cantor deu início a sua carreira solo, já com sucesso. Lançou "Marcas de Amor" (1994), o primeiro CD de sua carreira, que trazia os hits Me Leva e Só Você. Este álbum rendeu ao artista Discos de Ouro, Platina e Platina Dupla por mais de 600 mil cópias vendidas. Dois anos depois lançou Aventureiro que trazia sucessos como Eu Amo Você e Só Você. Em 1997 lançou, no México, um disco todo cantado em espanhol.
Em 1998, foi a vez do CD Latino, cuja faixa Vitrine foi uma das músicas mais executadas nas rádios de todo o país. No ano seguinte, com o álbum Latino 2000, novamente o artista experimentou o sabor do sucesso com a canção romântica Solidão é Demais.
Após o lançamento de Latino 2000, ficou três anos sem lançar discos. Durante esse período produziu alguns artistas, posou para a revista G Magazine e também foi apresentador do programa Sábado Show, na RedeTV!. Em seguida, a cantora Luka lançou um disco cuja música de trabalho Tô Nem Aí, escrita em parceria com Latino, conquistou todas as rádios do Brasil e foi lançada em mais de vinte e seis países, ficando em primeiro lugar nas paradas da Alemanha e Itália. Em 2003, com saudade da energia do público e dos palcos, lançou Xeque Mate, que trazia a balada Você Já Foi Mais Humilde. Neste mesmo ano, o cantor participou da novela Kubanacan, da Rede Globo e lançou pela gravadora Som Livre seu primeiro disco ao vivo que reuniu no repertório os maiores sucessos de sua carreira. Latino Ao Vivo – 10 Anos de Sucesso traz no repertório hits como: Me Leva, Não Adianta Choras, Só Você e Eu Amo Você, entre muitos outros.
Em 2004, Latino lançou Latino apresenta as aventuras de DJ L – Festa no Apê. Um álbum com muitos hits, música dançantes, letras de amor e uma surpresa. A versão para o português da música Dragostea Din Tei, que foi o maior hit do verão da Europa 2004. A versão, que se chama Festa no Apê, conta a história de uma festa que Latino promoveu em seu apartamento. O disco trouxe outras histórias verídicas transformadas em hits dançantes, como Renata, que conta a história de uma desilusão amorosa de um grande amigo. O primeiro DVD Latino – Ao Vivo 10 Anos foi gravado no Rio de Janeiro em 2005 DVD mostrou sucessos de seus dez anos de carreira. Em dezembro de 2005 Latino lançou As novas aventuras de DJ L. Mantendo o mesmo humor e descontração do disco anterior o CD apresentou ao seu grande público os sucessos Cátia Catchaça e Meu gol de placa.
Em meados de 2006, já de olho no mercado de música eletrônica, Latino lançou o CD Latino na Pista Remixes. O álbum trouxe sucessos de sua carreira em ritmo de pista e algumas inéditas como Vagalumes, Ki Bumbum e a versão, no estilo Latino, de I', tôo sexy da dupla inglesa Right Said Fred. A versão levou o titulo de Tão Sexy.
Em 2007 Latino lançou Sem Noção. O décimo segundo de sua carreira e o primeiro pela Universal Music. Todas as faixas do álbum têm aquele jeito Latino de ser, algumas são mais picantes do que outras. É o caso de O patrão e a empregada, com a participação da atriz Cláudia Rodrigues. Outra faixa que passou no teste da galera foi Vagalume, mais um personagem recolhido por Latino nas baladas. Outro sucesso é Festinha Privê. Se não tem ninguém em casa, eu faço a festa!, diz o refrão. E não podia faltar na lista o hit Sem Noção, estourada nas rádios, com sua letra cheia de provações: que malão, que melão, que capuzão, com um ritmo absolutamente contagiante.
2008 foi a vez de Latino – Junto e Misturado. Um CD recheado de participações especiais e narrando as histórias de Latino com seus amigos. Junto e Misturado, como o próprio nome já diz, mistura ritmos, junto com amigos como Bruno & Marrone, Perlla, Belo, Buchecha, Banda Calypso, D' Black, Dudu Nobre, André & Adriano, Tânia Mara, Banda Jammil, Daddy Kall e outros. Do mundo sertanejo veio a dupla André & Adriano, do sucesso Beber, Cair e Levantar, com a mega hit Pancadão ou Setanejo, canção que usa de uma história de amor para fazer um encontro inédito (e histórico) entre o funk carioca e pop do interior. Dudu Nobre participa de Me Divirto com as Erradas (enquanto não encontro a mulher certa, me divirto com as erradas...). Lá na Croácia, Latino achou o grupo Colônia e a música Oduzimas Mi Dah – perfeita para uma incursão no universo da banda Calypso, numa versão que acabou se chamando Propostas Indecentes, canta Joelma, com os solos de guitarra de Chimbinha. A relação do R&B nacional, D'Black, participa da faixa Ponto Final, Bruno e Marrone estão na faixa Preciso parar de chorar e da parceria de Latino com um velho amigo, Daddy Kall, do grupo You Can Dance, surgiu o carro chefe do CD Amigo Fura-Olho, versão da música Ella y Yo, do grupo dominicano Aventura. "Junto e Misturado" Já é disco de ouro e virou DVD.
Exatos 13 álbuns depois, com pelo menos 30 músicas entre as TOP10, mais de 4 milhões de discos vendidos, 35 milhões de views no YouTube, e uma média de 120 shows por ano Latino volta aos corredores da Sony, já como um dos maiores hitmakers do país. O CD "Vamos Bebemorar" trouxe um repertório irreverente e com vários estilos musicais como sertanejo e reagge. Essa turnê percorreu as estradas do Brasil em 2010 com um show apoteótico com estrutura de palco, cenário, som e luz de última geração. Paralelamente ao projeto "Vamos Bebemorar", Latino lançou em outubro o single "Meu Deboche". Dona de um refrão intuitivo e irresistível, ela fala do amor incondicional e sem vergonha de assumir seu objeto de desejo, por mais estranho que pareça aos olhos dos outros ("Ahhhh mando flores pra você, me declaro sem ninguém saber, quem esta na chuva é pra se molhar..."). Esse mesmo single ganhou versão remix, acústica e sertaneja, essa última gravada com a dupla universitária João Neto & Frederico.
Latino lançou o CD Junto e Misturado 2- Festa Universitária ao vivo em todo o Brasil. No primeiro single, Caranguejo, lançado no mês de abril, Latino mostrou mais uma vez sua versatilidade, se jogando novamente no sertanejo , em parceria com a dupla Allan & Alisson. E agradou! A música ficou entre as mais tocadas das rádios de todo o Brasil. Com o segundo single, Fazer Besteirinha, não foi diferente. Com refrão contagiante a participação da dupla Jeann & Julio, a música foi sucesso absoluto! Paralelamente, Latino lançou, em parceria com o amigo Daddy Kall, uma versão brasileira de um grande sucesso internacional, Dança Kuduro, que se consagrou como o hit do verão. Para fechar o ano com chave de ouro, Latino gravou o DVD Latino Live in Copacabana no reveillon de 2011, realizando, assim, um dos grandes sonhos da sua vida.
Em 2012 lançou a música "PitBull", de sua autoria, que foi tema da personagem Sol do Recanto na novela global Fina Estampa.
Em 2014 o cantor assina com a Radar Records e lança o álbum "James Bom de Cama", que teve sua divulgação em diversos programas de TV. Contém sucessos como "Chama o Batman", "Pra Lavar" e a faixa que dá nome ao disco, título este que faz referência ao personagem James Bond, de 007.

Discografia

Vida pessoal

Relacionamentos

Tem oito filhos, três meninos e cinco meninas, fruto de namoros anteriores que teve. Cada filho é de uma mãe. Seus filhos são, por ordem de nascimento: Dayana (1996)- filha da advogada Izabel Cristina, Amanda (1998)- filha de Jucinéia de Oliveira, presidente de seu fã clube paulistano, Suzana (1999)- filha da cantora Kelly Key, mas ambos se separaram em 2002, em um divórcio bastante conturbado, marcado por trocas de acusações entre ambos os lados, sendo que Latino traiu Kelly Key varias vezes e teve filhos fora do casamento já que os dois mantiveram um casamento entre 1997 a 2002. Victor Hugo (1998) - filho de Roselma Severina de Souza, Ana Júlia (2007)- filha de Neusimar Condensei, fã mineira; Bernardo (2011) filho da modelo Fernanda Neiva, Matheus (2012) filho de Jaqueline Blandy candidata do brasileirão 2011 representou o Flamengo e Valentina (2011) filha de Glaucia Deneno advogada Paulista que é gerente de uma clínica de estética em SP. Em 2010 se separou da modelo e dançarina Mirella Santos, que conheceu em 2004 a ex-dançarina do Domingão do Faustão e ex-participante do reality show A Fazenda, exibido pela Rede Record em 2009. Em abril de 2014 casou-se com a modelo e atriz Rayanne Moraes[3] .[4]

Polêmica

Plágio

Latino recentemente tem sido acusado por plágio de algumas músicas sem ter conseguido direitos legais sobre as mesmas, como por exemplo a música Danza Kuduro do cantor Lucenzo, Dragostea Din Tei da banda moldava O-Zone e Gangnam Style do rapper sul-coreano PSY.

Youtube

Em 17 de setembro de 2012, Latino postou em seu canal no YouTube, um vídeo contendo uma versão brasileira do hit coreano "Gangnam Style", com o nome de "Despedida de Solteiro (Laçar, Puxar, Beijar)".[5] Após isso teve sua conta do YouTube fechada, tendo mais de 100 mil "Não gostei" em seu vídeo e inúmeras denuncias de usuários.[6]

Referências

  1. Mauro Ferreira (14/03/2005). Por que tem tanta gente cantando Latino? Isto É Gente #291.
  2. biography (em inglês) allmusic.com. Visitado em 16/07/2012.
  3. A paixão de Latino e Rayanne caras.uol.com.br. Visitado em 18/03/2012.
  4. Casamento de Latino e Rayanne Morais será no dia 12/12/20120 ospaparazzi.com.br. Visitado em 18/03/2012.
  5. Latino ultrapassa 100.000 'dislikes' no Youtube e tem o vídeo mais rejeitado do Brasil (em português) O Povo (20 de setembro de 2012). Visitado em 21 de outubro de 2012.
  6. http://g1.globo.com/musica/noticia/2012/11/apos-denuncia-de-usuarios-cantor-latino-tem-conta-fechada-no-youtube.html

Ligações externas

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Latino (cantor)