Viola de cocho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Modo de fazer viola de cocho)
Ir para: navegação, pesquisa
Viola-de-Cocho
Informações
Classificação Hornbostel-Sachs

Viola-de-Cocho é um instrumento musical encontrado nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, no centro-oeste brasileiro. Recebe este nome por ser confeccionada em tronco de madeira inteiriço, esculpido no formato de uma viola e escavado na parte que corresponde à caixa de ressonância. Esse instrumento é feito da mesma maneira como se faz um cocho, objeto lavrado em um tronco maciço de árvore usado para colocar alimentos para animais na zona rural. Nesse "cocho" é afixado um tampo e as partes que caracterizam o instrumento, como o cavalete, o espelho, o rastilho e as cravelhas. A Viola-de-Cocho foi reconhecida como patrimônio nacional, registrada no livro dos saberes do patrimônio imaterial brasileiro em dezembro de 2004.[1]

Composição e fabricação[editar | editar código-fonte]

O instrumento se apresenta com cinco ordens de cordas simples. São várias as madeiras utilizadas: para o corpo do instrumento, a Ximbuva e o Sarã; para o tampo, raiz de Figueira branca; e para as demais peças, o Cedro. As violas armam-se com quatro cordas de tripa e uma revestida de metal. Atualmente, as cordas de tripa estão sendo substituídas por linhas de pescar - segundo os violeiros, bem inferiores às de tripa -, devido à proibição da caça no território nacional (Lei 9.605/1998 - crimes ambientais).

Atualmente existem vários "fazedores" de viola de cocho, como se autointitulam os construtores do instrumento. Os principais pólos de fabricação artesanal do instrumento são:

  • Cuiabá (Mato Grosso): ali os principais construtores Caetano Ribeiro e seu filho Alcides Ribeiro, além de artesãos como Manoel Severino(in memoriam), Francisco Sales, Seu Bugre,Seu Paulino de Várzea Grande,Venceslau de Santo Antônio,entre outros.

O furo[editar | editar código-fonte]

Viola-de-Cocho com furo

Algumas violas possuem um pequeno circular no tampo, medindo de 0,5 a 1 cm de diâmetro, outras não. A viola sem furo é recente. Segundo alguns violeiros, a viola com furo dava muito trabalho, porque sempre entravam, por este furo, aranhas e outros animais, prejudicando o som do instrumento.[2]

Afinação[editar | editar código-fonte]

A viola-de-cocho possui sempre cinco ordens de cordas, denominadas prima, contra, corda do meio, canotio e resposta. São afinadas de dois modos distintos, canotio solto (de baixo para cima, ré, lá, mi, ré, sol) e canotio preso (de baixo para cima, ré, lá, mi, dó, sol).

  1. Vianna, Letícia. (2005). "O caso do registro da Viola-de-cocho como patrimônio imaterial" (em português). Sociedade e Cultura 8 (2): 53-62. Goiânia, GO: Universidade federal de Goiás. ISSN 1980-8194. Visitado em 2010-05-05.
  2. Roberto Correa - Viola de Cocho. Visitado em 2010-05-06.