Monique Lafond

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Outubro de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Monique Lafond
Monique, 2015
Nome completo Monique de Gormaz Lafond
Nascimento 9 de fevereiro de 1954 (63 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
IMDb: (inglês)

Monique de Gormaz Lafond, mais conhecida como Monique Lafond (Rio de Janeiro, 9 de fevereiro de 1954) é uma atriz brasileira.

De ascendência francesa, Monique começou a carreira ainda menina fazendo comerciais. Aos 11 anos, participou do musical “Música Divina Música”, versão de “A Noviça Rebelde”. Logo em seguida, trabalhou por três anos ao lado de Glauce Rocha, Darlene Glória e Jorge Dória na peça “Os Pais Abstratos”, de Pedro Bloch, e com direção de João Bittencourt.

A partir daí, trabalhou em dezenas de peças: A Gaiola das Loucas, Constantina, Um Edifício chamado 200, Ó Abre Alas, entre outras.

Em 1968, fez sua estreia no cinema, no filme “Até Que o Casamento Nos Separe”, de Flávio Tambellini. Em 1970, profissionalizou-se como modelo e manequim.

Foi também uma das musas dos filmes do cineasta Walter Hugo Khouri. Seu primeiro filme com o diretor foi "Paixão e Sombras", em 1977. Realizou mais três filmes com aquele que foi considerado o cineasta das mulheres: "Eros, O Deus do Amor", "Eu e As Feras", marcada sempre pela forte presença e pelo tipo sensual maduro e despudorado.

Na televisão, sua estreia deu-se em 1973, na novela Os Ossos do Barão, da TV Globo. Desde então, tem trabalhado em várias novelas desta emissora, como Fogo Sobre Terra, A Moreninha, Coração Alado, Brega e Chique, Que Rei Sou Eu?, Coração de Estudante, Belíssima, Duas Caras, Páginas da Vida, Caras & Bocas, entre outras.

Em outubro de 1975 fez ensaio semi-nua para a revista Ele Ela da qual já tinha sido capa em setembro de 1974. Em abril de 1981, posou totalmente nua, em Búzios, para a revista Playboy, sendo também capa.

Em 2006, Monique fez uma participação em Malhação vivendo uma assistente social. Também tem feito várias participações no humorístico Zorra Total, no quadro Lady Kate (interpretado pela humorista Katiuscia Canoro), além de continuar fazendo participações em novelas da Globo. Fora dos palcos teatrais desde 1999, quando fez "Ó Abre Alas", Monique voltou ao teatro em 2008, com o espetáculo "Por quê Não?", no Teatro Ipanema (RJ). Em 2010, se apresentou em Porto Alegre no espetáculo "Mario Quintana, o Poeta das coisas simples", ao lado de Anilza Leoni, Selma Lopes, Tamara Taxman e Sergio Miguel Braga.[1]

A partir de 1997, Monique passou a se dedicar também a ministrar cursos de interpretação cênica, inicialmente para alunos da terceira idade no Rio de Janeiro, na Oficina de Teatro na Idade da Sabedoria. A partir de 2008, a atriz também começou a dar aulas para jovens e adultos em sua Oficina de Teatro em Copacabana.[2] A partir daí, tem dirigido vários espetáculos teatrais com seus alunos no elenco, entre eles Lisístrata, de Aristófanes, apresentado em Novembro de 2009, no Teatro Henriqueta Brieba (RJ). Participou do Concurso Namorada do Rio, em 1970, sendo a vencedora do mesmo.

Telenovelas e seriados[editar | editar código-fonte]

Novelas, Séries e Minisséries
Ano Título Papel Notas
2015 República do Peru Arlinda [3] 2015-2016
2014 Alto Astral Dona Vanessa Gambone [4]
Chiquititas Gilda Ramos [5] 2014-2015
2010 Ti Ti Ti Cliente de Jacques Leclair Participação Especial
A Vida Alheia Tereza Montiel
2008 Casos e Acasos Anita
2007 Duas Caras Celinha
Paraíso Tropical Solange
2006 Pé na Jaca! Yvonne
2005 Belíssima Tereza
2002 Coração de Estudante Médica Participação Especial
1997 Direito de Vencer Silvia
A Filha do Demônio Rachel
1995 Você Decide 1995-1998
1994 Quatro por Quatro Virna
1993 Sonho Meu Maitê
1991 O Fantasma da Ópera Teresa Fourton
1990 Araponga Elizabeth
1989 Que Rei Sou Eu? Marquesa
1988 Vale Tudo Dolores
1987 Brega & Chique Marinalva Pombo[6]
1985 Antônio Maria Madalena
Jogo do Amor Paula
1984 Santa Marta Fabril
1982 Nem Rebeldes, Nem Fiéis Diná Albertonn
Elas por Elas Modelo
1980 Coração Alado Danúbia
1978 Os Trapalhões Vários Personagens 1978-1983
1975 A Moreninha Marina
Bravo! Débora
1974 Fogo Sobre Terra Judy
1973 Os Ossos do Barão Gláucia

Cinema[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Papel
1968 Até que o Casamento nos Separe
1969 Um Uísque Antes, um Cigarro Depois
1970 Ascensão e Queda de um Paquera Renata
1971 Bonga, o Vagabundo
1972 Os Machões
Salve-se Quem Puder - Rally da Juventude Kátia
Independência ou Morte
1973 Aladim e a Lâmpada Maravilhosa Marina
Robin Hood, o Trapalhão da Floresta Catarina Reis Leão
1974 As Moças Daquela Hora Léa[7]
1975 Com um Grilo na Cama Anete
Enigma para Demônios Elza
Ipanema, Adeus Gilda[8]
Ladrão de Bagdá Jasmim
Motel Dilma[9]
O Magnífico
1977 O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão Glória
Emanuelle Tropical Emmanuelle[10]
O Mistério das Quatro Mulheres
O Pequeno Polegar contra o Dragão Vermelho Senhorita Su Yang
Paixão e Sombras Ana[11]
1979 Amante Latino Bárbara
Bachianas Brasileiras: Meu Nome É Villa-Lobos
Eu Matei Lúcio Flávio Margarida Maria
1980 A Mulher Sensual Fotógrafa
Giselle Ana Clementina[12]
Um Menino... uma Mulher Rafaela
1981 Eros, o Deus do Amor Lilit
1982 Luz del Fuego Advogada
Os Campeões Cristina[13]
Retrato Falado de uma Mulher sem Pudor Paula Marcondes
1983 Fuscão Preto Cleide
Prazeres Permitidos Marina[14]
Tudo na Cama Cassandra
1984 Amor Maldito Fernanda
Lídia e Seu Primeiro Amante Monique
Memórias do Cárcere Francesa
Mulher de Proveta Ana Maria
1986 Fulaninha Mulher da Boate
1987 Eu Renata
Sonhos de Menina-Moça Marta[15]
1988 O Diabo na Cama
1991 Não Quero Falar sobre Isso Agora Dora
1992 A Serpente
Kickboxer 3: The Art of War
1993 Butterfly
2001 As Feras
2003 Lara Mãe de Lara
2012 Billi Pig Verônica Abdala

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Air France, melhor atriz por Eu matei Lúcio Flávio.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator ou atriz de cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.