Rick and Morty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rick and Morty
Rick e Morty (PT/BR)
Créditos iniciais do seriado
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Gênero Comédia, Ficção científica, Aventura
Duração 22 min.
Criador(es) Dan Harmon
Justin Roiland
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) Pete Michels (supervisor)
Jeff Myers
Bryan Newton
John Rice
Justin Roiland
Stephen Sandoval
Produtor(es) J. Michael Mendel
Kenny Micka (Apenas o piloto)
Produtor(es) executivo(s) Dan Harmon
Justin Roiland
James A. Fino
Joe Russo II
Vozes de Justin Roiland
Chris Parnell
Spencer Grammer
Sarah Chalke
Tema de abertura Rick and Morty Theme Song
Tema de encerramento Rick and Morty Theme Song
Compositor da música tema Ryan Elder
Empresa(s) de produção Justin Roiland's Solo Vanity
Card Productions
Harmonious Claptrap
Starburns Industries
Williams Street
Exibição
Emissora de televisão original Estados Unidos Adult Swim
Formato de exibição 16:9
Transmissão original 2 de dezembro de 2013 – presente
N.º de temporadas 3
N.º de episódios 31 (lista de episódios)

Rick and Morty (em português Rick e Morty) é uma série de animação adulta norte-americana de comédia e ficção científica criada por Justin Roiland e Dan Harmon para o bloco de programação noturno Adult Swim, exibido no canal Cartoon Network.

A série estreou em 2 de Dezembro de 2013 e acompanha as perigosas aventuras do cientista alcoólatra Rick e seu neto Morty, que divide seu tempo entre a vida familiar e viagens interdimensionais. Em 2016, suas duas primeiras temporadas foram lançadas na Netflix com a dublagem brasileira realizada pelo estúdio Dubbing Company, de Campinas, e também é transmitida no canal pago TBS. Em agosto de 2015, o Adult Swim renovou a série para uma terceira temporada de 10 episódios, que estreou no dia 1 de abril de 2017 com o resto da temporada programada para ir ao ar durante o verão do mesmo ano.[1]

A série se originou de uma paródia animada em curta-metragem do filme De Volta Para o Futuro criada por Roiland para o festival de cinema Channel 101. A Adult Swim abordou Harmon a respeito de idéias para um programa de televisão, então ele e Roiland desenvolveram o programa com base no curta, substituindo os personagens de Doc com Rick e Marty com Morty.

Premissa[editar | editar código-fonte]

O show gira em torno das aventuras dos membros da família Smith, que consiste nos pais Jerry e Beth, seus filhos Summer e Morty, e o pai de Beth, Rick Sanchez, que mora com eles como hóspede. De acordo com Justin Roiland, a família mora fora da cidade de Seattle, no estado norte-americano de Washington.[2] No entanto, as aventuras de Rick e Morty ocorrem em um número infinito de realidades, com os personagens viajando para outros planetas e dimensões através de portais e do carro voador de Rick.

Rick é um cientista louco excêntrico e alcoólatra, que evita muitas convenções costumeiras como escola, casamento, amor e família. Ele frequentemente vai em aventuras com seu neto de 14 anos de idade, Morty, um menino de bom coração, mas que também fica facilmente angustiado, cuja bússola moral ingênua mas fundamentada funciona em contraponto ao ego maquiavélico de Rick. A irmã de Morty, Summer, de 17 anos, é uma adolescente mais convencional, que se preocupa em melhorar seu status social entre seus colegas e às vezes acompanha Rick e Morty em suas aventuras. A mãe das crianças, Beth, é uma pessoa geralmente equilibrada e uma força assertiva no lar, embora consciente de seu papel profissional como médica cirurgiã especializada em cavalos. Ela está insatisfeita com seu casamento com Jerry, uma pessoa insensata e de mente simples, que constantemente desaprova a influência de Rick sobre sua família.

Diferentes versões dos personagens habitam outras dimensões em todo o multiverso e suas características pessoais podem variar de uma realidade para outra. o Rick original do programa se identifica como "Rick Sanchez da dimensão da Terra C-137", utilizando esse dado como referência ao seu universo original, mas isso não se aplica necessariamente a todos os outros membros da família Smith. Por exemplo, no episódio "Rick Potion #9" da primeira temporada, após transformarem toda a população mundial em monstros, Rick e Morty se mudam para uma dimensão diferente, deixando Summer, Beth e Jerry para trás.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

Os membros da família Smith. Da esquerda para à direita: Jerry Smith, Beth Smith, Summer Smith, Morty Smith e Rick Sanchez.
  • Rick Sanchez (Voz original: Justin Roiland / Voz no Brasil: Caio César Oliveira) - Um cientista alcoólatra de 60 anos extremamente inteligente que é capaz de construir máquinas e acessórios tecnológicos que o permitem viajar por diversas dimensões e realidades paralelas. Ele quase nunca pensa nas consequências de suas ações e possui um comportamento excêntrico e um estilo de vida niilista. É pai de Beth, sogro de Jerry e avô de Morty e Summer.
  • Morty Smith (Voz original: Justin Roiland / Voz no Brasil: Renan Alonso) - Neto facilmente influenciável e com dificuldades escolares de 14 anos de Rick, parece ser a quem este demonstra maior afeto e expectativa dentro da família, o que faz com que ele sempre acabe por acompanhar Rick em suas aventuras, enquanto descobre o que é o próprio mundo real e reflete sobre a existência das coisas.
  • Jerry Smith (Voz original: Chris Parnell / Voz no Brasil: André Gaiani) - Pai inseguro de Summer e Morty, 35 anos que desaprova fortemente a influência de Rick sobre seu filho. Ele trabalhou em uma agência de publicidade de baixo nível, até que foi demitido por incompetência e agora está desempregado. Tem uma personalidade infantil e impressionável.
  • Beth Smith (née Sanchéz) (Voz original: Sarah Chalke / Voz no Brasil: Raquel Elaine) - É filha de Rick, esposa de Jerry e mãe de Summer e Morty, aos 34. Como seu pai, ela bebe muito e é bastante inteligente, mas ao contrário dele, é sempre responsável. Ela trabalha em um hospital como cirurgiã de cavalos e muitas vezes se arrepende de não ter sido médica. Ela frequentemente tem discussões com seu marido, vendo uma incompatibilidade em ambos.
  • Summer Smith (Voz original: Spencer Grammer / Voz no Brasil: Mariana Pozatto) - Tem 17 anos e é a irmã mais velha de Morty, uma adolescente convencional muitas vezes superficial, que é obcecada por melhorar seu status com seus colegas. Ela ocasionalmente expressa inveja por Morty sempre acompanhar Rick em suas aventuras interdimensionais. Na segunda temporada, ela acompanha Rick e Morty com mais freqüência. Foi revelado que Beth tinha engravidado aos 17, a idade que Summer tinha.

Recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • Jessica (Voz original: Kari Wahlgren / Voz no Brasil: Carla Martelli) - Uma menina atraente que frequenta a Harry Herpson High School, mesma escola de Morty e Summer. Morty a ama (embora fique claro na série que boa parte de seu interesse por ela vem de seu corpo), mas ela raramente o reconhece.
  • Mr. Goldenfold (Voz original: Brandon Johnson / Voz no Brasil: Ênio Vivona) - É o professor de matemática de Morty. Ele leva seu trabalho muito a sério, e diversas vezes é visto alto proclamando a importância da matemática para sua classe. Ele também tem uma infinidade de atrações sexuais profundamente reprimidas. Sua esposa o deixou, fato que ele enfrenta indo para uma loja de bebidas chamada Jamba Juice.
  • Gene Vagina (Voz original: Phil Hendrie / Voz no Brasil: Luiz Nunes) - Possui o cargo de diretor da Harry Herpson High School. Ele muitas vezes faz questão de lembrar as pessoas que, apesar de seu sobrenome engraçado, ele é "muito responsável."
  • Brad (Voz original: Echo Kellum/ Voz do Brasil: Renan Villela) - Um estudante em Harry Herpson High School. Ele é um atleta que joga futebol para a escola e namora com Jessica. Ele não aparece na segunda temporada, então presume-se que ele e Jessica se separaram; pelo fato de Jessica ir ao baile com Morty em "Big Trouble in Little Sanchez."
  • Flatulência (Voz original: Jemaine Clement / Voz no Brasil: Tiaggo Guimarães) - Um ser gasoso com a capacidade de ler mentes e alterar a matéria. Sua espécie não tem necessidade de nomes, mas ele passa a se chamar de "Flatulência" depois que Rick se refere a ele como tal. Por insistência de Morty, ele e Rick ajudam Flatulência a voltar para casa, mas o mesmo é morto por Morty, depois que é revelado que sua espécie vê formas de vida baseadas em carbono como uma doença e planeja limpá-las.
  • Gazorpazorpfield e Jon (Voz original: Justin Roiland e Tom Kenny, Voz no Brasil: ??? e Renan Alonso, respectivamente) - Personagens de um programa da TV Gazorpian, Gazorpazorpfield, uma paródia de Garfield. Gazorpazorpfield, sendo um Gazorpian macho, é extremamente agressivo por natureza e é visto abusando verbalmente de seu dono, Jon. Rick afirma que Gazorpazorpfield é dublado por Lorenzo Music (a pessoa que dublou o Garfield na vida real até sua morte), que ainda está vivo no universo em que Gazorpazorpfield aparece, ao mesmo tempo alega que Bill Murray o dubla no filme.

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Rick and Morty foi criado por Justin Roiland e Dan Harmon. A dupla se conheceu no Channel 101, um festival mensal de curta-metragens sem fins lucrativos em Los Angeles, co-fundado por Harmon.[3] Neste festival, os participantes enviam um curta-metragem no formato de um piloto, e uma plateia ao vivo fica responsável por decidir quais pilotos continuam como uma série. Roiland, até então produtor de reality shows, começou a enviar conteúdo para o festival um ano após o seu lançamento, em 2004. Seus pilotos tipicamente consistiam em elementos de valor de choque - "doentes e distorcidos" que recebiam uma reação confusa do público.[3] No entanto, Harmon gostou do seu humor e os dois começaram a trabalhar juntos. Em 2006, Roiland foi demitido de trabalhar em uma série de televisão que ele considerava intensa e criativamente sufocante, e canalizou suas energias criativas para criar um episódio de web para o Channel 101. O resultado foi o The Real Animated Adventures of Doc and Mharti, um curta-metragem animado estrelado por paródias do Dr. Emmet Brown e Marty McFly, personagens da trilogia de filmes Back to the Future.[4] No curta, o qual Harmon dublou "uma barbarização e vandalização pornográfica", o Doc Smith sugere a Mharti que a solução para todos os seus problemas é que ele faça sexo oral nele.[5] A audiência reagiu de forma selvagem, e Roiland começou a criar mais curtas que envolviam os personagens, que logo evoluíram além de suas intenções originais e sua óbvia origem dentro do filme do qual foi baseado.[5][6] Mais tarde, Harmon criaria e produziria Community, uma sitcom do canal NBC, enquanto Roiland trabalharia principalmente na dublagem de Fish Hooks, da Disney, e Adventure Time, do Cartoon Network.

Em 2012, Harmon foi brevemente demitido da produção da série Community. O Adult Swim, um bloco de programação que estava em busca de um show de sucesso no horário nobre,[7] aproximou-se de Harmon pouco tempo depois, que inicialmente via o canal como inadequado para o seu estilo. Ele também não estava familiarizado com animações, e seu processo de criação televisiva era mais focado no diálogo, nos personagens e na história.[6] Em vez disso, telefonou para Roiland para perguntar se ele tinha alguma ideia para uma série animada. Roiland imediatamente trouxe a ideia de usar os personagens Doc e Mharti, renomeados Rick e Morty.[5] Inicialmente, Roiland queria que o tempo de execução do show consistisse em um segmento de onze minutos, mas o Adult Swim pressionou para que fosse um programa com meia hora de duração.[7] Harmon sentiu que a melhor maneira de estender as vozes em um programa seria construir uma família em torno dos personagens, enquanto o executivo responsável pelo desenvolvimento do Adult Swim, Nick Weidenfeld, sugeriu que Rick fosse o avô de Morty. Tendo desenvolvidos vários programas de televisão que não saíram do papel, Roiland inicialmente não foi muito receptivo a outros que tentavam dar notas em seu discurso. Antes de desenvolver Rick and Morty, ele havia criado três pilotos animados fracassados para a Fox, e ele começou a se sentir "esgotado" com o desenvolvimento de conteúdos para a televisão.[6]

O primeiro rascunho foi concluído em seis horas no lote da Paramount Pictures no escritório de Community sem mobília de Dan Harmon.[8] A dupla havia quebrado a história naquele dia, venderam o piloto e depois se sentaram para escrever.[6][9] Roiland, embora reconhecendo uma tendência à procrastinação, encorajou Harmon a ficar e escrever todo o primeiro rascunho.[8] "Nós estávamos sentados no chão, de pernas cruzadas com laptops e eu estava prestes a me levantar e ir para casa e ele disse: 'Espere, se você for para casa, pode levar três meses para escrever essa coisa. Fique aqui agora e podemos escrevê-lo em seis horas. Ele só teve uma premonição sobre isso ", lembrou Harmon.[6] Adult Swim estava inicialmente inseguro com Roiland dublando as duas vozes, parcialmente devido à natureza subdesenvolvida do personagem de Morty. Harmon escreveu quatro pequenas premissas em que Morty assumiu um papel mais assertivo e enviou-o para Mike Lazzo.[8] O Adult Swim colocou classificação indicativa TV-14 no programa, que inicialmente foi recebida com relutância pela equipe do programa. A razão da rede por trás da classificação era que logo começaria a transmitir em horário nobre, competindo com os principais programas.[6]

A música tema principal de Rick and Morty, de Ryan Elder, foi originalmente usado em um piloto rejeitado de Roiland para o Cartoon Network, intitulado "Dog World", que foi referenciado no episódio "Lawnmower Dog".[10]

Filosofia[editar | editar código-fonte]

Há uma discussão entre os telespectadores e fãs da série a respeito da filosofia presente em Rick e Morty.[11] O programa mais freqüentemente adota uma perspectiva existencialista. Porém, muitas outras filosofias são referenciadas, como o determinismo, o niilismo e o trabalho de Friedrich Nietzsche, evidentes tanto no comportamento geral de Rick quanto nas numerosas observações de alguns personagens sobre eventos. Um exemplo freqüentemente citado é a visão de Morty no episódio da primeira temporada "Rixty Minutes", onde ele argumenta que Summer não deveria fugir de casa com raiva mesmo depois de ver as realidades alternativas onde seus pais estavam mais felizes sem ela:

Em umas das aventuras, eu e o Rick destruímos o mundo inteiro. Então caímos fora daquela realidade e viemos para essa aqui, porque aqui o mundo não estava destruído e, nessa aqui, estávamos mortos. Então viemos aqui, e nós nos enterramos e pegamos o lugar deles. E todas as manhãs, eu tomo café-da-manhã a vinte metros do meu próprio cadáver apodrecido. [...] Ninguém existe com um propósito, ninguém pertence a nenhum lugar, todos vão morrer. vem assistir TV?

Esta afirmação se assemelha fortemente a uma citação do existencialista francês Jean-Paul Sartre:[12]

Todo o existente nasce sem razão, prolonga-se por fraqueza e morre por encontro imprevisto.

Na Cultura popular[editar | editar código-fonte]

Filmes e televisão[editar | editar código-fonte]

  • A abertura do vigésimo segundo episódio da vigésima sexta temporada de Os Simpsons, chamado "Mathlete's Feat", mostra Morty acidentalmente matando toda a família Simpson após bater com a nave espacial de Rick.[13][14]
  • A rede de restaurantes Fast food Hardee's / Carl's Jr. lançou em 2015 um comercial de televisão onde Rick traz vários hambúrgueres vivos da Hardee's / Carl's Jr. para o quarto de Morty, onde eles correm loucamente e roubam objetos.[15]
  • No primeiro trailer do filme de 2017 Justice League, é mostrado um monitor de computador no apartamento de Barry Allen exibindo um episódio de Rick and Morty.[16]

Referências

  1. Jessica Ferrera (17 de janeiro de 2017). «Still No Word on When 'Rick and Morty' Season 3 Will Land». Consultado em 25 de maio de 2017. 
  2. Roiland, Justin (4 de setembro de 2016). «Washington state- outside of Seattle». Twitter (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2018. 
  3. a b «Dan Harmon and Justin Roiland on Rick and Morty, How Community Is Like Star Trek, and Puberty». Vulture (em inglês). 24 de janeiro de 2014 
  4. «Dan Harmon's 'Rick and Morty' Premieres on Adult Swim on Dec. 2». Splitsider (em inglês). 12 de novembro de 2013 
  5. a b c «Mega Dan Harmon interview, part 3: 'Rick and Morty'». UPROXX (em inglês). 24 de março de 2014 
  6. a b c d e f Villarreal, Yvonne (5 de março de 2014). «Dan Harmon, Justin Roiland talk bringing absurd to 'Rick and Morty'». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035 
  7. a b «Exclusive Interview: Dan Harmon & Justin Roiland on 'Rick and Morty'». Mandatory (em inglês). 2 de dezembro de 2013 
  8. a b c Harmon, Dan (2014). Comentários do episódio "Pilot". Rick and Morty season 1 (Blu-ray Disc). Warner Bros. Home Entertainment.
  9. Roiland, Justin (2014). Comentários do episódio "Pilot". Rick and Morty season 1 (Blu-ray Disc). Warner Bros. Home Entertainment.
  10. Great Big Story (1 de agosto de 2017), Behind the Music of ‘Rick and Morty’, consultado em 7 de maio de 2018. 
  11. «The Sad and Silly World of Rick and Morty - TheHumanist.com». TheHumanist.com (em inglês). 1 de setembro de 2015 
  12. «The Existential Hokiness of Rick & Morty». New Republic (em inglês) 
  13. «The Simpsons: "Mathlete's Feat"». 17 de maio de 2015 
  14. «'The Simpsons': Matt Groening Dissects 'Rick and Morty' Opening Credits Crossover». The Hollywood Reporter (em inglês) 
  15. «Rick and Morty Plug Carl's Jr. and Hardee's in Custom Ads». Animation Magazine (em inglês). 30 de novembro de 2015 
  16. «RICK AND MORTY Has a JUSTICE LEAGUE Cameo | Nerdist». Nerdist (em inglês). 25 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]