The Godfather: Part II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
The Godfather: Part II
O Padrinho: Parte II (PT)
O Poderoso Chefão: Parte II (BR)
Pôster de divulgação
 Estados Unidos
1974 • cor • 200 min 
Direção Francis Ford Coppola
Produção Francis Ford Coppola
Gray Frederickson
Fred Roos
Roteiro Francis Ford Coppola
Mario Puzo
Baseado em Mario Puzo
Elenco Al Pacino
Robert Duvall
Diane Keaton
Robert De Niro
John Cazale
Talia Shire
Lee Strasberg
Michael V. Gazzo
Género Crime
Drama
Idioma Inglês
Italiano
Música Nino Rota
Carmine Coppola
Cinematografia Gordon Willis
Edição Barry Malkin
Richard Marks
Peter Zinner
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 20 de dezembro de 1974
Brasil 14 de feverreiro de 1975
Receita US$ 193.000.000
Cronologia
Último
Último
The Godfather
The Godfather: Part III
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

The Godfather: Part II (O Poderoso Chefão: Parte II (título no Brasil) ou O Padrinho: Parte II (título em Portugal)) é um filme estado-unidense de 1974 dirigido por Francis Ford Coppola. É uma sequência do filme The Godfather, de 1972, ambos com roteiro baseado em romance de Mario Puzo. O filme é estrelado por Al Pacino, Robert Duvall, Diane Keaton e Robert De Niro. The Godfather: Part II recebeu onze indicações ao Oscar, ganhou em seis categorias, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor (Coppola), Melhor Ator Coadjuvante (De Niro) e Melhor Roteiro Adaptado (Coppola e Puzo), se tornando a primeira sequência a ganhar na categoria de Melhor Filme. O filme foi considerado "culturalmente, historicamente ou esteticamente significante" e selecionado pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos para ser preservado no National Film Registry.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na segunda parte da saga da família Corleone, que terminou em 1974, são contadas duas histórias paralelas. A primeira é a continuação de The Godfather. Agora, Michael está mais maduro e ousado no controle da família, e os Corleones tentam expandir seu império atuando na costa leste dos Estados Unidos.Paralelamente, o filme apresenta toda a infância e a mocidade de Vito Andolini, que mais tarde seria conhecido como Don Vito Corleone. Após a máfia local matar sua família, o jovem Vito (Robert De Niro) foge da sua cidade na Sicília e vai para a América. Já adulto em Little Italy, Vito luta para ganhar a vida (legal ou ilegalmente) para manter sua esposa e filhos. Ele mata Black Hand Fanucci (Gastone Moschin), que exigia dos comerciantes uma parte dos seus ganhos. Com a morte de Fanucci o poderio de Vito cresce muito, mas sua família (passado e presente) é o que mais importa para ele. Do outro lado, temos o legado de família que vai até os enormes negócios que nos anos 50' são controlados pelo caçula, Michael Corleone (Al Pacino). Agora baseado em Lago Tahoe, Michael planeja fazer por qualquer meio necessário incursões em Las Vegas e Havana instalando negócios ligados ao lazer, mas descobre que aliados como Hyman Roth (Lee Strasberg) estão tentando matá-lo. Crescentemente paranóico, Michael também descobre que sua ambição acabou com seu casamento com Kay (Diane Keaton) e até mesmo seu irmão Fredo (John Cazale) o traiu. Escapando de uma acusação federal, Michael concentra sua atenção para lidar com os seus inimigos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Papel
Al Pacino Michael Corleone
Robert De Niro Vito Corleone
Robert Duvall Tom Hagen
Diane Keaton Kay Adams-Corleone
John Cazale Frederico "Fredo" Corleone
Talia Shire Constanzia "Connie" Corleone
Lee Strasberg Hyman Roth
Michael V. Gazzo Frankie Pentangeli
Morgana King Carmela Corleone
G. D. Spradlin Senador Pat Geary
Richard Bright Al Neri
Marianna Hill Deanna Corleone
Gastone Moschin Don Fanuchi
Troy Donaheu Merle Johnson
Dominic Chianese Johnny Ola
Joe Spinell Willi Cicci
Bruno Kirby Jovem Peter Clemenza
Frank Sivero Genco Abbandando
James Caan Santino "Sonny" Corleone
Abe Vigoda Salvatore "Sal" Tessio
Gianni Russo Carlo Rizzi
Tom Rosqui Rocco Lampone
Giuseppe Silato Don Francesco Ciccio
Danny Aiello Tony Rosato
Roman Coppola Jovem Santino Corleone

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1975 (EUA)[1]

Globo de Ouro 1975 (EUA)

BAFTA 1976 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de Melhor Ator (Al Pacino).
  • Indicado nas categorias de Melhor Trilha Sonora (Nino Rota e Carmine Coppola), Melhor Edição (Barry Malkin, Richard Marks e Peter Zinner) e Melhor Ator Revelação (Robert De Niro).

New York Film Critics Circle Awards 1974 (EUA)

  • Indicado nas categorias de Melhor Filme (Francis Ford Coppola, Gray Frederickson e Fred Roos) e Melhor Ator Coadjuvante (Robert De Niro e Lee Strasberg).

National Society of Film Critics Awards 1975 (EUA)

  • Venceu nas categorias de Melhor Diretor (Francis Ford Coppola) e Melhor Cinematografia (Gordon Willis).

Kansas City Film Critics Circle Awards 1975 (EUA)

  • Venceu nas categoria de Melhor Diretor (Francis Ford Coppola).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]