Axiomas de Wightman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:Wightman axioms. Ajude e colabore com a tradução.
Teoria quântica de campos
Feynmann Diagram Gluon Radiation.svg
(Diagramas de Feynman)
Histórica
Ferramentas
Anomalia
Teoria efetiva dos campos
Matriz CKM
Valor esperado do vácuo
Faddeev–Popov ghosts
Diagramas de Feynman
Fórmula da redução de LSZ
Propagator
Quantização
Renormalização
Vácuo quântico
Teorema de Wick
Axiomas de Wightman

Em física, os Axiomas de Wightman foram uma tentativa de obter uma formulação matemática rigorosa da teoria quântica de campos. O físico americano Arthur Wightman formulou os axiomas no início da década de 1950, mas eles só foram publicados em 1964, após a teoria de espelhamento de Haag-Ruelle terem comprovado sua importância.

Os axiomas existem no contexto da teoria quântica de campos construtiva, e eles estão destinados a fornecer uma base para o tratamento rigoroso dos campos quânticos.

Um dos problemas do prémio millenium é unificar os Axiomas de Wightman com a teoria de Yang-Mills.

Definição[editar | editar código-fonte]

A ideia básica dos Axiomas de Wightman é que existe um espaço de Hilbert em que cada grupo de Poincaré age unitariamente. Desta forma, os conceitos de energia, momento de inércia, momento angular e centro de massa são implementados.

Também há um pressuposto de estabilidade que restringe o espectro do quadrimomento para o cone de luz positivo. Entretanto, isto não é suficiente para implementar o princípio da localidade. Para isto, os Axiomas de Wightman possuem operadores dependentes da posição do campo quântico.

Wightman postulou a existência de um estado invariante de Poincaré chamado vácuo quântico. Além disto os axiomas de Wightman assumem que este vácuo quântico seja cíclico, ou seja, que o conjunto de todos os vetores espaciais que podem ser obtidos pela dedução do estado do vácuo quântico são um subconjunto do espaço de Hilbert.

Leitura recomendada[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]