Equação de Proca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Teoria quântica de campos
Feynmann Diagram Gluon Radiation.svg
(Diagramas de Feynman)
Histórica
Equações
Equação de Dirac
Equação de Klein–Gordon
Equação de Proca
Equação de Wheeler–DeWitt

Na física, particularmente na teoria quântica de campos, a Equação de Proca descreve o comportamento quântico de uma partícula fundamental com massa não nula e spin igual a 1 (ver bosão vetorial) num espaço de Minkowski.

A equação de Prova foi nomeada em homenagem ao físico romeno Alexandru Proca.

Definição[editar | editar código-fonte]

Dada a função de Lagrange de densidade definida por

\mathcal{L}=-\frac{1}{16\pi}(\partial^\mu A^\nu-\partial^\nu A^\mu)(\partial_\mu A_\nu-\partial_\nu A_\mu)+\frac{m^2 c^2}{8\pi \hbar^2}A^\nu A_\nu.

A equação acima pressupõe a assinatura métrica \lbrace+---\rbrace \ , onde c \ é a velocidade da luz e \hbar é constante reduzida de Planck.

A equação de Euler-Lagrange de movimento para este caso, também chamada de equação de Proca é:

\partial_\mu(\partial^\mu A^\nu - \partial^\nu A^\mu) + \left(\frac{mc}{\hbar}\right)^2 A^\nu=0

Leitura recomendada[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.