Banco do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Banco do Sul
Banco del Sur
Fundação 26 de setembro de 2009
Tipo Banco internacional
Sede Caracas,  Venezuela
Membros
Filiação União de Nações Sul-Americanas

O Banco do Sul (espanhol: Banco del Sur, neerlandês: Bank van het Zuiden, inglês: Bank of the South) é um fundo monetário e organização de empréstimos da Unasul e foi desenvolvido pelo presidente da Venezuela Hugo Chávez. A intenção do banco é emprestar dinheiro às nações da América Latina para a construção de programas sociais e de infra-estrutura.

Planos e envolvimento[editar | editar código-fonte]

O objetivo final do Banco do Sul é incluir todas as nações dentro da região da América Latina, do México à Argentina. O programa, que deverá começar com um capital de 20 bilhões de dólares,[1] emprestará dinheiro a qualquer nação envolvida na construção dos programas aprovados, sendo benevolente com seus membros na exigência de garantias e na concessão de prazos.[2]

O Banco serve como uma alternativa ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Mundial, e se mantém através da impopularidade dessas instituições na América Latina. Hugo Chávez prometeu sair do FMI e encoraja outros membros a fazer o mesmo. Foi proposto que todos os membros contribuirão com quantidades iguais para o capital inicial do Banco (14 bilhões de reais),[3] para que nenhum controle uma parte dominante.

Um dos primeiros projetos a serem analisados pela nova instituição será o da construção de um gasoduto de 12.500 quilômetros ligando a Venezuela à Argentina e passando pelo Brasil.[4]

Situação atual[editar | editar código-fonte]

A Venezuela, quem originou a ideia, estará envolvida na incepção da organização. As outras nações da Alternativa Bolivariana para as Américas (ALBA) — Cuba, Bolívia, Nicarágua e Equador — assim como Argentina, devem participar.

Sete nações sul-americanas se encontraram no Rio de Janeiro em 8 de outubro de 2007 para planejar o começo do banco. O banco terá sua sede em Caracas e sub-sede em Buenos Aires. Suas operações devem ter início quando a criação do Banco do Sul tiver sido ratificada pelo parlamento de pelo menos 9 dos 12 países da Unasul. Representantes da Argentina, Bolívia, Brasil, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela estiveram presentes na reunião. Todas as 12 nações sul-americanas estarão aptas a pegar emprestado do banco.[5]

Em 9 de dezembro de 2007, em Buenos Aires, os presidentes Néstor Kirchner (Argentina), Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil), Evo Morales (Bolívia), Rafael Correa (Equador), Nicanor Duarte (Paraguai) e Hugo Chávez (Venezuela) assinaram a ata de criação da nova entidade.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Criado o Banco do Sul

Referências

  1. Banco do Sul 'terá capital autorizado de US$ 20 billhões' (em português) BBC Brasil. Página visitada em 28 de junho de 2008.
  2. Sandra Nascimento (16 de abril de 2007). Brasil diverge sobre criação do Banco do Sul (em português) Sindlab. Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
  3. Juliano Domingues (13 de dezembro de 2007). EM DEBATE: Banco do Sul pode incentivar outro modelo de desenvolvimento (em português) Radioagência NP. Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
  4. Vladimir Platonow (8 de outubro de 2007). Banco do Sul dará prioridade à construção de gasoduto, diz ministro venezuelano (em português) Agência Brasil. Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
  5. Bank of the South sets launch date on Nov. 3 in Venezuela (em inglês) Associated Press. International Herald Tribune (8 de novembro de 2007). Página visitada em 11 de outubro de 2007.
  6. Banco do Sul nasce como esperança à América do Sul (em português) EFE. Terra (9 de dezembro de 2007). Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
Ícone de esboço Este artigo sobre um banco ou instituição financeira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Mercado Comum do Sul – Mercosul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.