História do Azerbaijão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mausoléu de Shirvanshahs, em Baku, capital do país.

A história do Azerbaijão vem de antes do século VII, quando neste século os povos arábes islamizaram as tribos locais. Nos séculos XVI e XVII, a região era disputada entre o Império Safávida e o Império Otomano.

O Azerbaijão, é invadido pelos russos no ano de 1920, posteriormente é integrado à União Soviética. Na Década de 1980, a região de Nagorno-Karabakh, começa a ser questionada pelo Azerbaijão ao governo soviético, pois o território que está na vizinha Armênia, é composto de uma maioria muçulmanos (religião do Azerbaijão) e 78% armênios. Isso gera protestos do povo azeri.

Em 1990, são realizadas as primeiras eleições municipais azeris. A vitória é dos comunistas. Em 1991, Aiaz Mutalíbov se torna o primeiro presidente do país. As derrotas do Azerbaijão contra a Armênia tiram Mutalíbov do poder, em 1993, Abulfaz Elchibéi se torna presidente, mas renuncia no mesmo ano. Um cessar-fogo é obtido em 1994.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Azerbaijão é um esboço relacionado ao Projeto Europa e ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História do Azerbaijão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.