O Retorno do Capitão Kirk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Return
O Retorno do Capitão Kirk (BR)
Autor (es) William Shatner, com Garfield Reeves-Stevens e Judith Reeves-Stevens
Idioma inglês
Género ficção científica
Editora Pocket Books
Formato livro de bolso, capa dura, audio cassete
Páginas 371
ISBN 0-671-52610-3 (capa dura)
Edição portuguesa
Edição brasileira
Editora 67 Editora
ISBN 8586935018

O Retorno do Capitão Kirk (em inglês: "Star Trek: Return") é uma obra literária escrita por William Shatner e teve como co-autores Garfield Reeves-Stevens e Judith Reeves-Stevens. É baseado no universo fictício de Star Trek. Apesar de baseado no universo Star Trek, não segue a linha temporal estabelecida por outras obras já lançadas. A sequência para esse livro é Avenger (1998). "O Retorno" é considerado como a continuação oficial do filme Star Trek: Generations, onde os eventos se passam diretamente após aos mostrados em "Generations" e tomam lugar antes dos eventos de Star Trek: First Contact

A premissa dessa obra se baseia na ressurreição do Capitão James T. Kirk pelas mãos dos Borg em uma aliança secreta com os Romulanos, usando um tipo de tecnologia alienígena para trazer o katra de Kirk de volta a seu corpo. Porém foram implantadas deliberadamente falsas memórias para virá-lo contra a Federação. O objetivo dessa aliança secreta é destruir Jean-Luc Picard, mas, a respeito de seu condicionamento, Kirk foi incapaz de resistir aos comando s de matar Worf, Data e Geordi La Forge, todos os que foram atacados por ele em sua busca por Picard. Simultaneamente, Picard e a Doutora Beverly Crusher estão fazendo parte de uma força-tarefa em uma colônia da Federação assimilada pelos Borg, onde eles descobrem sobre a Aliança Borg-Romulana. Spock também descobre esta aliança quando este é capturado, os Borg não o assimilam, pois acreditam por uma estranha razão que Spock já é um Borg.

Eventualmente, Kirk é capturado a bordo da "Deep Space Nine", e o implante responsável por suas falsas memórias é removido pelos esforços conjuntos do Doutor Julian Bashir e o seu velho amigo Almirante Leonard McCoy. McCoy atua como um guia enquanto o jovem Bashir, usa suas mãos e habilidades na operação.

Apesar de Kirk ainda reter os impulsos implantados nele pelo dispositivo, levando -o a confrontar Picard numa USS Enterprise (NCC-1701) recriada no holodeck, Spock pôde remover os comandos graças ao Elo Mental. No processo, eles descobrem que V'Ger, a antiga sonda Voyager 6, era na verdade uma versão aperfeiçoada da sonda por uma divisão da Coletividade Borg, o que explica porque os Borg não assimilaram Spock; a coletividade assumiu que o traço de V'Ger em sua mente (devido ao elo mental feito naquela ocasião) era um link atual com ela. Isto também deu a eles outra vantagem; graças ao elo, Spock conhece a localização do mundo natal dos Borg.

Tomando uma nave estelar classe "Defiant" (renomeada "Enterprise" para a missão), os oficiais seniores da "Enterprise"-D, acompanhados por Kirk, Spock e McCoy, viajam diretamente ao mundo natal dos Borg usando um dispositivo transdobra roubado. Uma vez lá, a "Enterprise" neutraliza as naves ao redor do planeta enquanto Kirk e Picard se transportam para a superfície. Usando as memórias de "Locutus", eles rastreiam a central Borg que, quando desativada, irá romper a Coletividade Borg; cada nave Borg estará separada das demais naves. O que derrotar uma nave poderá sempre funcionar novamente contra as demais. Entretanto, o resultado irá causar uma explosão cataclísmica que irá consumir quem estiver operando a central.

Nocauteando Picard e o transportando para bordo da "Enterprise", Kirk destrói a central. Enquanto a tripulação assiste a tudo, Spock - que sempre foi capaz de sentir seu amigo Kirk desde seu primeiro elo mental - ainda não acredita que seu amigo está morto.

E, em algum lugar, Kirk vive, esperando o momento em que finalmente se reunirá com seus velhos amigos.

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.