Surf music

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Surf Rock
Origens estilísticas Rock and roll
Rockabilly[1]
Jump blues
Música country
Diversos estilos musicais da Europa, do Oriente Médio e do México
Contexto cultural Meados da década de 1950, nos Estados Unidos
Instrumentos típicos Guitarra - Baixo - Bateria - Teclado
Popularidade Sucesso significativo no início dos anos 1960
Renascimento no final dos anos 1980 e anos 1990
Formas derivadas Surf rock - Surf pop - String (Thai pop) - Rautalanka
Formas regionais
Orange County
Portal A Wikipédia possui o
Portal do Rock.

Surf Music ou Surf Rock, também conhecido como Surf Guitar Rock, é um gênero de música popular associado à cultura do surfe, especialmente de Orange County e de outras regiões do sul da Califórnia. Foi particularmente popular entre 1961 e 1965, exercendo grande influência no rock.

Deu origem a dois formatos: o surf rock instrumental, com a guitarra elétrica e o saxofone como bases da melodia e artistas como Dick Dale & his Del-Tones como principais precursores, e o surf pop vocal, incluindo tanto baladas quanto músicas dançantes, com harmonias fortes comumente associadas ao The Beach Boys. Muitas das principais bandas de surf music são conhecidas por transitar entre os dois formatos, e sendo assim o gênero é considerado um só, apesar de sua variedade de estilos.[2] .

Surf rock instrumental[editar | editar código-fonte]

Formato[editar | editar código-fonte]

Geralmente é uma música de tempo rápido , com guitarras dominando o som, e quase sempre com compasso 4/4 comum. Guitarristas de Surf são classificados pelo uso excessivo de "wet" reverberação sonora (eco) e uso de braço tremolo sobre a guitarra para dobrar a altura da nota baixa. Amplificação tubo (válvula), geralmente criada através de um amplificador Fender, é padrão para alcançar o som surf. O uso de unidades de vibrato (ou mais corretamente, tremolo) também é comum, estas foram tipicamente incorporado nos amplificadores de guitarra de finais dos anos 1950s e 1960s, e recentemente em pedais de guitarra. Distorção não é muito usada, mas às vezes um efeito fuzz pode ser ouvido.

Uma típica banda de surf instrumental tem os seguintes instrumentos centrais: guitarra rítmica, na maioria da vezes, uma Fender Stratocaster, Fender Jazzmaster, Fender Jaguar embora também se usem guitarras Fender Mustang e Mosrite. O baixo, que normalmente é um Fender Precision Bass ou similares. Baixos Danelectro Longhorn também foram bastante populares. Baterias Gretsch & Rogers, baterias também foram favorecidas no início. A adição de saxofone tenor e barítono foi comum no "clássico" no início dos anos 1960, mas é raro hoje em dia. Violões, órgão elétrico e piano elétrico, tambores ou outros tipos de percussão também são usados frequentemente.

Esta configuração básica é idêntica à que foi adotada no início do desenvolvimento do rock and roll, e os dois estilos se desenvolveram em paralelo, com algumas bandas em ambos os gêneros. Ambos os estilos influenciaram o desenvolvimento da guitarra elétrica, baixo elétrico e bateria, no processo que afeta todos os outros. Por exemplo, Dick Dale que se auto-proclama o "rei da guitarra surf", trabalhou com Leo Fender para projetar amplificadores de alta potência, que por sua vez permitiu à músicos rock tocar mais alto.

A surf music foi um dos primeiros gêneros universalmente para adoptar o baixo elétrico. O Fender Precision Bass foi praticamente unanime entre os primeiros grupos de surf, e foi um instrumento de vanguarda na época. Ao contrário do contrabaixo, uma linha de baixo pode ser aprendida por músicos com um nível mínimo de habilidade. Assim, era uma prática comum contratar um guitarrista comum para tocar baixo em muitos grupos. Ainda assim, a promoção dos mais criativos usos de baixo elétrico, como parte de surf music influenciou tanto o rock quanto o jazz da época.

A surf music também partilha com o jazz e o rock and roll o desenvolvimento das técnica de bateria. Tanto o surf e o rock (e alguns estilos de jazz) adotaram um back beat como padrão aproximadamente ao mesmo tempo, e usando preenchimentos e ritmos semelhante. Em ambos estilos, surf e rock, era predominante o compasso 4/4. Pode-se dizer também que bateristas surf tiveram inspiração no mundo do jazz; Gene Krupa, um grande baterista de jazz, foi uma influência específica no género surf.

História[editar | editar código-fonte]

Na década de 1960, no sul da Califórnia teve o surgimento de muitas linhas de pensamento musical. Rock and Roll foi música popular e, principalmente a partir de 1958 com o fortalecimento do rock instrumental de gente como Duane Eddy, Link Wray, e Santo & Johnny que provaram que capacidade vocal não era necessária para alcançar o estrelato. Los Angeles foi um polo de ativadades do Jazz, e os maiores músicos do gênero tocaram lá. Ao contrário de muitos os EUA a essa altura tinha um grande número de mexicanos vivendo nesta parte da Califórnia, e sua música, sem dúvida foi ouvida por muitos aspirantes a músicos da época. Rock instrumental, com uma agressiva influência de jazz em bateristas e algumas influências latinas iguais na surf music. Alguns talentos limitaram-se a tocarem em alguns locais necessários para atingir um nível de popularidade antes de uma tendência nascer. Atualmente, Dick Dale diz ter criado a surf music em 1957.

Bandas novas de surf foram formadas na zona sul da Califórnia, com grupos como os Beach Boys, o Surfaris, Dick Dale & his Del-Tones, The Mermen, The Challengers, Eddie & The Showmen. Em Orange County, surge uma forte cultura surf e lugares como o Rendezvous Ballroom Balboa tocando o estilo. Uma típica noite de entretenimento caracterizado não só surf music, mas abrangendo também, versões de hits populares.

A popularidade do gênero levou grupos de outras áreas para tentar sua mão, também. Tanto o Astronauts (Boulder, Colorado) e The Trashmen (Minneapolis, Minnesota) tocaram surf music e seus hits na Billboard "Baja" (Astronauts, 94º em 1963) e "Surfin' Bird" (4º em 1964) mostrou que a popularidade do gênero foi amplamente difundida. The Rivieras (South Bend, Indiana), alcançou o 5º lugar, em 1964, com "California Sun".

Em 1963, a Checker Records (subsidiária da Chess Records) lançou o álbum Surfin 'Com Bo Diddley (Checker LP-2987) e a faixa "Surfer's Love Call", como o lado A de um single (Checker 1045) com o pioneiro do rock and roll Bo Diddley. The Atlantics, de Sydney, na Austrália, não foram músicos exclusivos de surf, mas fizeram importantes contribuições para o gênero, o mais famoso exemplo, com a sua batida em "Bombora" (1963). Outra banda de surf australiano que era conhecida fora do seu próprio país foi o Joy Boys, cujo hit "Murphy the Surfie" (1963) foi mais tarde regravado pelo Surfaris. Bandas europeias geralmente em torno desta vez, mais centradas no estilo tocado pelo The Shadows. Um exemplo notável da contribuição europeia no surf instrumental é a banda espanhola Los Relampagos' que gravaram "Misirlou". The Dakotas, que foram a banda de apoio do do cantor britânico Billy J. Kramer ganharam alguma atenção como músicos de surf com "Cruel Sea" (1963), que mais tarde foi gravado pelo The Ventures e eventualmente outras bandas de surf instrumental, incluindo The Challengers e The Revelairs. Durante décadas, "Vibrations" (The Ventures) foi utilizado em programa na TV da União Soviética chamado "Panorama Internacional".

Embora conhecido como um gênero que se desenvolveu na Costa Oeste dos Estados Unidos na década de 1960, um revival em 1990s provocou um ressurgimento mundial. Man or Astro-man?, Los Straitjackets, Pollo Del Mar e muitos outros realizaram um sucesso regular. Outros grupos, como o S Simon and the Bar Sinisters, The Red Elvises and Southern Culture on the Skids também se tornaram populares no gênero.

Surf music no Brasil[editar | editar código-fonte]

O Brasil teve como principais divulgadores do gênero, as bandas The Jet Blacks e The Clevers na época da Jovem Guarda, e atualmente as bandas Dead Rocks e Autoramas.[3] .Erasmo Carlos também lançou discos com influências do Surf Rock, mas precisamente no seu primeiro disco A Pescaria. Nos discos O Tremendão e Você Me Acende (embora não tão expressivos), também apresentaram influências do gênero. O parceiro, Roberto Carlos, também apresenta influências da Surf music em discos como É Proibido Fumar Broto do Jacaré e Canta Para a Juventude. Mais tarde, Ultraje a Rigor, em Nós Vamos Invadir Sua Praia, também apresentariam influências do Surf Rock.

Referências

  1. Tim Brookes. Guitar: an American life. [S.l.]: Grove Press, 2005. 212 p. 9780802117960
  2. All music guide to rock: the definitive guide to rock, pop, and soul - V. Bogdanov, C. Woodstra & S. T. Erlewine (Backbeat Books, 3ª ed., 2002), pp. 1313-4.
  3. Luciano Marsiglia. Sem palavras, O rock instrumental e a surf music. Super Interessante.
Ícone de esboço Este artigo sobre Rock é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.