Copa Libertadores da América de 1976

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Taça Libertadores da América de 1976
XVII Copa Libertadores
Dados
Participantes 21
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 25 de fevereiro30 de julho
Gol(o)s 207
Jogos 76
Média 2,72 gol(o)s por partida
Campeão Brasil Cruzeiro (1º título)
Vice-campeão Argentina River Plate
Melhor marcador BrasilBRA Palhinha (Cruzeiro) – 13 gols
Melhor ataque (fase inicial) Brasil Cruzeiro – 20 gols
Melhor defesa (fase inicial) 3 gols:
Maiores goleadas
(diferença)
Bolívar Bolívia 7 – 1 Bolívia Guabirá
Hernando SilesLa Paz
4 de abril, Grupo 2
 
Cruzeiro Brasil 7 – 1 Peru Alianza Lima
MineirãoBelo Horizonte
20 de maio, Semifinais
◄◄ Libertadores 1975 Soccerball.svg Libertadores 1977 ►►

A Taça Libertadores da América de 1976 foi a 17ª edição da Copa Libertadores, competição de futebol realizada todos os anos pela Confederação Sul-Americana de Futebol. Participaram 21 equipes dos dez países integrantes da CONMEBOL. O torneio teve início em 25 de fevereiro e encerrou-se em 30 de julho de 1976. O Cruzeiro se tornou o único time brasileiro campeão do torneio na década de 70. O São Paulo tinha sido vice campeão em 1974.

A competição foi vencida pelo Cruzeiro, primeiro clube brasileiro a ser campeão após o Santos, de Pelé, 13 anos depois. Durante a competição o clube sofreu um grande revés: a perda de um dos principais jogadores da equipe, Roberto Batata, que morreu num acidente automobilístico. O time superou a perda e chegou até a final contra o River Plate, deixando pelo caminho times como Internacional de Porto Alegre e Olimpia, do Paraguai.O primeiro jogo da final foi no Estádio Magalhães Pinto, o tradicional Mineirão. Após vencer o primeiro jogo por 4 a 1, o Cruzeiro foi a Argentina e conheceu sua única derrota na competição, perdendo por 2 a 1 para o clube argentino de Kempes, Fillol e Perfumo, numa arbitragem muito contestada, pelo fato de o segundo gol do time argentino ter surgido após falta no goleiro cruzeirense Raul Plassman.No terceiro e último jogo, no Chile, foi coroado com a vitória , vencendo por 3 a 2, num gol histórico do ponta-esquerda Joãozinho.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação
 Argentina
(2 vagas + último campeão)
Independiente Campeão da Taça Libertadores 1975
River Plate Campeão do Campeonato Nacional 1975
Campeão do Campeonato Metropolitano 1975
Estudiantes Vice-campeão do Campeonato Metropolitano 1975 [1]
 Bolívia
(2 vagas)
Guabirá Campeão da Copa Simón Bolívar 1975
Bolívar Vice-campeão da Copa Simón Bolívar 1975
 Brasil
(2 vagas)
Internacional Campeão do Campeonato Brasileiro de 1975
Cruzeiro Vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 1975
 Chile
(2 vagas)
Unión Española Campeão do Campeonato Chileno 1975
Palestino Campeão da Miniliga Pré-Libertadores 1975
 Colômbia
(2 vagas)
Santa Fe Campeão do Campeonato Colombiano 1975
Millonarios Vice-campeão do Campeonato Colombiano 1975
Equador
(2 vagas)
LDU Quito Campeão do Campeonato Equatoriano de 1975
Deportivo Cuenca Vice-campeão do Campeonato Equatoriano de 1975
Paraguai
(2 vagas)
Olimpia Campeão do Campeonato Paraguaio de 1975
Sportivo Luqueño Vice-campeão do Campeonato Paraguaio de 1975
 Peru
(2 vagas)
Alianza Lima Campeão do Campeonato Peruano de 1975
Alfonso Ugarte Vice-campeão do Campeonato Peruano de 1975
Uruguai
(2 vagas)
Peñarol Campeão da Mini-Liga Pré Libertadores de 1975
Nacional Vice-campeão da Mini-Liga Pré Libertadores de 1975
 Venezuela
(2 vagas)
Portuguesa de Acarigua Campeão do Campeonato Venezuelano de 1975
Deportivo Galicia Vice-campeão do Campeonato Venezuelano de 1975
  1. Venceu o Huracán, vice-campeão do Campeonato Nacional 1975

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

As partidas da Primeira fase foram disputadas entre os dias 25 de Fevereiro e 18 de Abril.

Desta primeira fase, classificou-se o primeiro colocado de cada grupo para as semifinais. Também classificou-se automaticamente para as semifinais o campeão do ano anterior.

Equipes classificadas à semifinal
Equipes eliminadas

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Argentina River Plate 10 6 5 0 1 10 3 7
Argentina Estudiantes 9 6 4 1 1 11 3 8
Venezuela Portuguesa de Acarigua 5 6 2 1 3 8 11 -3
Venezuela Deportivo Galicia 0 6 0 0 6 3 15 -12
  EST DGA POR RIV
Estudiantes 4-0 3-0 1-0
Deportivo Galicia 0-1 1-2 0-1
Portuguesa 2-2 3-1 0-2
River Plate 1-0 4-1 2-1

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Equador LDU Quito 8 6 3 2 1 10 5 5
Equador Deportivo Cuenca 8 6 3 2 1 9 6 3
Bolívia Bolívar 6 6 3 0 3 16 11 5
Bolívia Guabirá 2 6 1 0 5 2 15 -13
  BOL DCU GUA LDU
Bolívar 4-2 7-1 3-2
Deportivo Cuenca 3-1 1-0 0-0
Guabirá 1-0 0-2 0-1
LDU Quito 2-1 1-1 4-0

Grupo 3[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Brasil Cruzeiro 11 6 5 1 0 20 9 11
Brasil Internacional 7 6 3 1 2 10 8 2
Paraguai Olimpia 4 6 1 2 3 7 11 -4
Paraguai Sportivo Luqueño 2 6 1 0 5 5 14 -9
  CRU INT OLI SLU
Cruzeiro 5-4 4-1 4-1
Internacional 0-2 1-0 3-0
Olimpia 2-2 1-1 2-3
Sportivo Luqueño 1-3 0-1 0-1

Grupo 4[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Peru Alianza Lima 8 6 3 2 1 8 4 4
Colômbia Millonarios 6 6 2 2 2 8 5 3
Peru Alfonso Ugarte 6 6 1 4 1 5 8 -3
Colômbia Santa Fe 4 6 1 2 3 7 11 -4
  AUG ALI ISF MIL
Alfonso Ugarte 0-0 2-1 1-1
Alianza Lima 0-0 3-0 2-1
Independiente Santa Fe 2-2 2-3 1-0
Millonarios 4-0 1-0 1-1

Grupo 5[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Uruguai Peñarol 8 6 3 2 1 7 4 3
Chile Unión Española 8 6 3 2 1 5 3 2
Chile Palestino 5 6 2 1 3 5 6 -1
Uruguai Nacional 3 6 0 3 3 5 9 -4
  NAC PAL PEN UES
Nacional 1-1 1-2 1-1
Palestino 2-1 1-0 0-1
Peñarol 1-1 2-1 0-1
Unión Española 2-0 1-0 0-0

Semifinal[editar | editar código-fonte]

As partidas das Semifinais foram disputadas entre 5 de Maio e 15 de Julho.

Das semifinais, classificou-se o primeiro colocado de cada grupo para a final.

Equipes classificadas à final
Equipes eliminadas

Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Brasil Cruzeiro 8 4 4 0 0 18 3 15
Equador LDU Quito 2 4 1 0 3 4 10 -6
Peru Alianza Lima 2 4 1 0 3 4 13 -9
  ALI CRU LDU
Alianza Lima 0-4 2-0
Cruzeiro 7-1 4-1
LDU Quito 2-1 1-3

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Time P J V E D GP GC SG
Argentina River Plate 5 4 2 1 1 4 1 3
Argentina Independiente 5 4 2 1 1 2 1 1
Uruguai Peñarol 2 4 1 0 3 1 5 -4
  IND PEN RIV
Independiente 1-0 0-1
Peñarol 0-1 1-0
River Plate 0-0 3-0

Final[editar | editar código-fonte]

21 de julho de 1976 Cruzeiro Brasil 4 - 1 Argentina River Plate Mineirão, Belo Horizonte, Brasil

Nelinho Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22'
Palhinha Gol marcado aos 29 minutos de jogo 29' Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40'
Valdo Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80'
Más Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63' Público: 58 720
Árbitro: VenezuelaVEN Vicente Llobregat
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cruzeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
River Plate
CRUZEIRO:
GO Brasil Raúl
LD Brasil Nelinho
ZA Brasil Morais
ZA Brasil Darci Menezes
LE Brasil Vanderley
VO Brasil Piazza Brasil Valdo
MC Brasil Zé Carlos
MC Brasil Eduardo Brasil Ronaldo Drumond
AT Brasil Jairzinho
AT Brasil Palhinha
AT Brasil Joãozinho
Treinador:
Brasil Zezé Moreira
RIVER PLATE:
GO Argentina Fillol Argentina Landaburu
LD Argentina Comelles
ZA Argentina Perfumo
ZA Argentina Lonardi
LE Argentina HO López
VO Argentina JJ López
MC Argentina Merlo
MC Argentina Sabella
AT Argentina González
AT Argentina Luque
AT Argentina Más
Treinador:
Argentina Ángel Labruna

28 de julho de 1976 River Plate Argentina 2 - 1 Brasil Cruzeiro Monumental de Núñez, Buenos Aires, Argentina

JJ López Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10'
González Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Palhinha Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48' Público: 90 000
Árbitro: UruguaiURU José Martínez Bazán
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
River Plate
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cruzeiro
RIVER PLATE:
GO Argentina Landaburu
LD Argentina Comelles
ZA Argentina Perfumo
ZA Argentina Passarella
LE Argentina HO López Argentina Artico
VO Argentina JJ López
MC Argentina Merlo
MC Argentina Alonso
AT Argentina González
AT Argentina Luque
AT Argentina Más
Treinador:
Argentina Ángel Labruna
CRUZEIRO:
GO Brasil Raúl
LD Brasil Nelinho
ZA Brasil Morais
ZA Brasil Darcy Menezes
LE Brasil Vanderley
VO Brasil Piazza
MC Brasil Zé Carlos
MC Brasil Eduardo Brasil Ronaldo Drumond
AT Brasil Jairzinho
AT Brasil Palhinha
AT Brasil Joãozinho
Treinador:
Brasil Zezé Moreira

30 de julho de 1976 Cruzeiro Brasil 3 - 2 Argentina River Plate Nacional, Santiago, Chile

Nelinho Gol marcado aos 24 minutos de jogo 24'
Eduardo Gol marcado aos 55 minutos de jogo 55'
Joãozinho Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88'
Más Gol marcado aos 59 minutos de jogo 59'
Urquiza Gol marcado aos 64 minutos de jogo 64'
Público: 40 000
Árbitro: ChileCHI Alberto Martínez
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cruzeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
River Plate
CRUZEIRO:
GO Brasil Raúl
LD Brasil Nelinho
ZA Brasil Morais
ZA Brasil Darcy Menezes
LE Brasil Vanderley
VO Brasil Piazza Brasil Osiris
MC Brasil Zé Carlos
MC Brasil Ronaldo Drumond Expulso
AT Brasil Eduardo
AT Brasil Palhinha
AT Brasil Joãozinho
Treinador:
Brasil Zezé Moreira
RIVER PLATE:
GO Argentina Landaburu
LD Argentina Comelles
ZA Argentina Lonardi
ZA Argentina Artico
LE Argentina Urquiza
MC Argentina Alonso Expulso
MC Argentina Merlo
MC Argentina Sabella
AT Argentina González
AT Argentina Luque
AT Argentina Más
Treinador:
Argentina Ángel Labruna
Libertadores 1976
Flag of Brazil.svg
CRUZEIRO
Campeão
(1º título)