Saltar para o conteúdo

Antero Greco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Antero Greco
Antero Greco
Nascimento 2 de junho de 1954[1]
São Paulo, SP
Morte 16 de maio de 2024 (69 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade de São Paulo
Ocupação jornalista
Causa da morte tumor cerebral

Antero Greco[2] (São Paulo, 2 de junho de 1954 – São Paulo, 16 de maio de 2024) foi um jornalista brasileiro.

Era comentarista do programa SportsCenter da ESPN Brasil e também participou de jogos transmitidos pelos canais ESPN. Além disto, foi colunista do jornal O Estado de S. Paulo,[3] um dos mais tradicionais jornais brasileiros, e tinha um blogue ("Viramundo") no site do jornal. Em meados de 2017 também criou a página Antero Greco Jornalista, na rede social Facebook.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido no bairro do Bom Retiro,[1] filho dos imigrantes italianos João Greco e Ernestina Ferraro Greco, Antero fez o ginásio (atual segunda etapa do ensino fundamental) e segundo grau (atual ensino médio) no Liceu Coração de Jesus, colégio administrado por padres da congregação católica Salesianos de Dom Bosco.

Formou-se em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Começou a carreira jornalística em 1974, como revisor d'O Estado de S. Paulo. Três anos mais tarde, foi promovido a repórter de Esportes. Nessa editoria, também exerceu as funções de chefe de reportagem, repórter especial e editor assistente. Em 1989, trocou o Estado pela Agência Estado, do mesmo grupo editorial. No começo de 1992, retornou ao "Estadão", para ser editor de Esportes, cargo que ocupou até o final de 1993.

Entre janeiro de 1994 e dezembro de 2000, trabalhou no Diário Popular (atualmente Diário de S. Paulo), como chefe de reportagem, editor assistente e colunista.

Voltou ao Estadão no final de 2000, a convite de Sandro Vaia, ex-diretor do jornal e com o qual havia trabalhado na fase de reformulação da Agência Estado no final dos anos 1980. Entre setembro de 2006 e dezembro de 2009 foi novamente editor de esportes do jornal. Em 14 de novembro de 2018, Antero deixou o jornal.[4]

Antero teve também breve passagem pelo extinto Popular da Tarde (em julho de 1989), pela Folha de S. Paulo (entre setembro e novembro de 1989) e pela Band. Na Band, participou das primeiras transmissões do Campeonato Italiano, em 1983, com o narrador Edgard de Mello Filho e o comentarista Pedro Luiz Paoliello.

ESPN[editar | editar código-fonte]

A ligação com a ESPN Brasil começou em fevereiro de 1994, ao ser chamado por José Trajano para compor a primeira equipe de transmissão do canal (na época, ainda era TVA Esportes), ao lado do narrador Nivaldo Prieto e dos repórteres Paulo Calçade e Gilvan Ribeiro. Na emissora, participou da criação do programa Futebol no Mundo, do qual também foi um dos redatores até o início de 2000.

Ainda naquele ano, passou a participar também do SportsCenter, que substituiu o Trinta Minutos, em mudança introduzida durante a Olimpíada de Sydney. Em seguida, formou dobradinha com Paulo Soares, o "Amigão", e em pouco tempo ambos se fixaram como os apresentadores 'oficiais' do programa. O jornal do fim de noite é marca registrada dos canais ESPN, e a dupla caiu no gosto do público pela descontração (e seriedade) com que conduz o programa. São antológicos os frequentes ataques de riso de Antero e Amigão, causados principalmente por nomes engraçados de atletas mencionados nas matérias e eventuais cacofonias. Vários desses episódios viraram hits da internet.

Morte[editar | editar código-fonte]

Em 10 de maio de 2024, Paulo Soares, o Amigão, com quem dividiu a bancada da programação do Sportscenter por vários anos, anunciou que Antero estava acometido por um tumor cerebral desde 2022, já em estado avançado. O jornalista fez o comunicado através de uma carta publicada na coluna de Juca Kfouri no UOL.[5]

Antero morreu por complicações do tumor na manhã do dia 16 de maio de 2024, aos 69 anos de idade.[6][7] Vários clubes de futebol e jornalistas colegas prestaram suas homenagens ao jornalista;[8] além disso, a ESPN Brasil lançou ao ar uma edição especial do SportsCenter em sua homenagem.[9]

Antero foi velado e sepultado no Cemitério do Redentor em São Paulo na presença de familiares e amigos.[10]

Referências

  1. a b Ofício de registro civil do Bom Retiro (14 de junho de 1954). «Talão do assento de nascimento de Antero Greco»Registo grátis requerido. Consultado em 11 de maio de 2024 
  2. «Portal do Jornalista». Consultado em 26 de abril de 2012. Arquivado do original em 28 de março de 2013 
  3. «Antero Greco». Estadão. Consultado em 16 de maio de 2024 
  4. «Falta pouco – Antero Greco». Esportes Estadão. 13 de novembro de 2018. Consultado em 22 de novembro de 2018 
  5. «Juca Kfouri: Antero Greco vive»Registo grátis requerido. UOL. 10 de maio de 2024. Consultado em 11 de maio de 2024 
  6. «Morre Antero Greco, jornalista da ESPN, aos 69 anos». ESPN, 16 de maio de 2024 
  7. «Morre o jornalista Antero Greco, aos 69 anos, em São Paulo | Esportes». O Globo. 16 de maio de 2024. Consultado em 16 de maio de 2024 
  8. ESPN.com.br (16 de maio de 2024). «Clubes brasileiros e jornalistas prestam homenagens de despedida a Antero Greco». ESPN Brasil. Consultado em 16 de maio de 2024 
  9. ESPN.com.br (16 de maio de 2024). «Com Amigão, Trajano e Juca Kfouri, SportsCenter presta homenagem a Antero Greco: 'A maior unanimidade da história'». ESPN Brasil. Consultado em 19 de maio de 2024 
  10. «Antero é enterrado em SP». UOL. Consultado em 16 de maio de 2024 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.