Camila (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Camila
Álbum de estúdio de Camila Cabello
Lançamento 12 de janeiro de 2018 (2018-01-12)
Gravação março — novembro de 2017
Estúdio(s)
Gênero(s) Pop[1]
Duração 36:55
Idioma(s)
  • inglês
  • espanhol
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção
Cronologia de Camila Cabello
Romance
(2019)
Singles de Camila
  1. "Havana"
    Lançamento: 8 de setembro de 2017 (2017-09-08)
  2. "Never Be the Same"
    Lançamento: 9 de janeiro de 2018 (2018-01-09)
  3. "Consequences"
    Lançamento: 18 de outubro de 2018 (2018-10-18)

Camila é o álbum de estreia homônimo da cantora e compositora cubana Camila Cabello. Foi lançado em 12 de janeiro de 2018, pelas editoras discográficas Epic Records e Syco Music.[3][4] Cabello começou a desenvolver material para o projeto ainda em janeiro de 2017, após a sua saída do grupo feminino Fifth Harmony, em dezembro do ano anterior. O álbum foi inicialmente intitulando The Hurting. The Healing. The Loving., coma canção "Crying in the Club" sendo originalmente planejada como primeiro single solo, mais tarde foi renomeado Camila com "Havana" servindo como single oficial devido ao sucesso crescente da música, e "Crying in the Club" acabou por não ser incluída na lista final de faixas. "Havana" se tornou grande sucesso internacional, liderando as paradas de vários países, incluindo Austrália, Brasil, Canadá, França, Reino Unido e os EUA, e alcançando o top 10 de vários outros territórios e alavancando as vendas do álbum. Assim como nas gravações do Fifth Harmony, Cabello continuou mantendo o pop com o principal gênero musical em Camila, com elementos de música latina, reggaeton, dancehall, R&B e música hip hop.[5] Frank Dukes, Skrillex e T-Minus são alguns dos produtores que assinam algumas das canções presentes na obra.

Camila recebeu críticas positivas de críticos de música contemporânea, muitos dos quais elogiaram as baladas e as influências latinas. O álbum estreou no número um na parada da Billboard 200 nos EUA.[6] "Never Be the Same" foi lançado como single em 7 de dezembro de 2017, alcançando o top 10 em vários países. "Consequences" deu continuidade a divulgação do projeto sendo liberado como terceiro e último single do álbum em 9 de outubro de 2018,[7][8] Cabello promoveu o álbum através de performances em programas de televisão, em sua turnê Never Be the Same Tour, e como artista de abertura da Reputation Stadium Tour da cantora Taylor Swift. Camila recebeu aclamação da industria, entre um dos principais reconhecimentos foi a indicação a Melhor Álbum Vocal Pop na edição de 2018 do Grammy Awards.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Cabello ganhou fama pela primeira vez ao integrar o grupo feminino Fifth Harmony, formado durante a segunda temporada do The X Factor em 2012.[9] O grupo ficou em terceiro lugar na competição e, posteriormente, assinou um contrato de gravação com Syco Music and Epic Records.[10] O grupo ganhou destaque com seu single inovador "Worth It" (2015),[11] e alcançou sucesso ainda maior com o lançamento do single "Work from Home" (2016).[12] Fifth Harmony lançou dois álbuns de estúdio com Cabello no grupo, sendo que ambos receberam certificações de ouro nos Estados Unidos.[13] Cabello apareceu como artista convidada do cantor canadense Shawn Mendes em seu single "I Know What You Did Last Summer" (2015), servindo como seu primeiro lançamento fora do grupo.[14][15] Em seguida, ela colaborou com Machine Gun Kelly na canção "Bad Things" (2016),[16] que se tornou seu primeiro single entre os dez primeiros como artista solo.[17] Com o sucesso de seus trabalhos solo, surgiram especulações da mídia de que ela deixaria o Fifth Harmony para se concentrar em uma carreira musical solo.[18]

Em dezembro de 2016, foi confirmado oficialmente que Cabello estava deixando o Fifth Harmony.[19][20] Durante uma entrevista à revista Latina, ela comentou sobre sua escolha e planos futuros, afirmando "Eu precisava seguir meu coração e minha visão artística. Sou grata por tudo o que tínhamos no Fifth Harmony e por [essa] oportunidade, estou menos focada no sucesso e mais no meu melhor e buscando a minha visão artística ao máximo, onde quer que isso me leve".[21] Sua saída do grupo foi comparada a Beyoncé e Justin Timberlake, que chegaram à fama como parte de um grupo antes de ganharem carreiras solo de grande sucesso.[22]

Durante a gravação de Camila, Cabello foi destaque em várias colaborações. Ela foi destaque no single "Love Incredible" de Cashmere Cat,[23] bem como na faixa em espanhol "Hey Ma"; o último foi incluído na trilha sonora de The Fate of the Furious (2017).[24] Ela também colaborou com o Major Lazer, Travis Scott, e Quavo na música "Know No Better".[25][26] A música foi um sucesso em vários territórios europeus, principalmente no Reino Unido e na França.[27][28] Ela atuou como o artista de abertura de Bruno Mars em algumas datas da sua 24K Magic World Tour, apresentando várias músicas de seu trabalho de estreia ainda em desenvolvimento.[29]

Gravação e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Louis Bell (à esquerda) e Kuk Harrell (à direita), assinam a produção de algumas faixas presentes no álbum.

O trabalho no álbum começou oficialmente em janeiro de 2017. Durante as sessões iniciais de gravação, Camila trabalhou com vários produtores e escritores conhecidos, incluindo Diplo and Pharrell Williams.[30] Embora nenhuma de suas colaborações com a primeira tenha sido apresentada em Camila, a segunda é creditado como escritor de "Havana".[31] Ela também colaborou com Andrew "Pop" Wansel em músicas inéditas; Wansel disse sobre Cabello: "Eu nunca subestimei o talento dela, mas não esperava que ela tivesse uma visão tão poderosa".[32] Cabello queria que o álbum contasse "a história da minha jornada das trevas para a luz, de uma época em que eu estava perdida e outra em que me encontrei novamente".[33] As músicas do álbum foram feitas para lidar liricamente com as emoções de machucar, curar e amar.[33] Ela gravou a música "Crying in the Club" para o álbum, escrita por Sia Furler.[34] Cabello escreveu letras adicionais para a música, que liricamente lida com "curar de defraudações emocionais pelo poder da música".[34] Foi produzido por Benny Blanco, Cashmere Cat, e Happy Perez.[35] Ela trabalhou com o escritor e produtor Jesse Shatkin na música "I Have Questions".[36]

O cantor e compositor britânico Ed Sheeran escreveu uma demo para uma música chamada "The Boy" e a enviou para Cabello, com Sheeran afirmando que Cabello mudou "90%" das letras da música ao seu gosto.[37] Ele comparou a música a "Crazy in Love", de Beyoncé, descrevendo-a como "influenciada pelo funk".[38] Cabello também trabalhou em várias músicas com Ryan Tedder.[39] Tedder elogiou as habilidades de composição de Cabello, alegando estar "impressionado" com as músicas.[40] Ele disse à ABC News; "O que fizemos e o que ouvi, tem coisas muito contemporâneas e de ponta, mas que parecem com ela. Tem esse tipo de espírito cubano".[40] A música "Into It", co-escrita por Tedder, é a única música da dupla a fazer parte da lista de faixas do álbum. Cabello também confirmou uma música intitulada "Sangria Wine".[41] A dupla de produção Stargate produziu "OMG", uma música influenciada pelo hip-hop que apresenta o rapper Quavo.[42] A música foi co-escrita por Cabello, Quavo, Stargate, Noonie Bao, Alexandra Yatchenko e o cantor pop Charli XCX.[43] Este último também elogiou a escrita de Camila, comentando "Uma escritora tão incrível, ela simplesmente veio com tudo, eu fiquei tipo 'Por que estou aqui? Ela está arrasando, ela estava no próximo nível, como eu. tão honrado em trabalhar com ela. Fiquei tão feliz".[44] Bao e Yatchenko também co-escreveram a música "Never Be the Same" para Camila.[45]

Antes do lançamento de "Crying in the Club", começaram a circular rumores sobre uma música intitulada "A Good Reason to Go", que estava programada para ser lançada como primeiro single do projeto.[46] Havia especulações de que a música seria sobre sua saída do Fifth Harmony, embora os rumores tenham sido negados quando Cabello anunciou seu primeiro single oficial.[47] A música aparece no álbum sob o título "Something's Gotta Give".[48] Em maio, Cabello confirmou outra música intitulada "It's Only Natural" para o álbum.[49] Enquanto estava no 24K Magic World Tour, ela estreou as músicas inéditas "Havana", "OMG", "Inside Out" e "Never Be the Same". Cabello confirmou que as músicas seriam apresentadas em seu álbum de estréia. Mais tarde, ela anunciou que as músicas "Scar Tissue" e "In the Dark" seriam exibidas no álbum.[50][51] Cabello confirmou que as músicas seriam apresentadas em seu álbum de estréia. Mais tarde, ela anunciou que as músicas "Scar Tissue" e "In the Dark" apareceriam no álbum.[52]

Após o sucesso comercial surpresa de "Havana", Cabello confirmou que havia escolhido adiar a data de lançamento do álbum para gravar mais material. Mais tarde, ela confirmou que grande parte do material gravado anteriormente havia sido descartado do produto final.[53] Ela gravou mais músicas com o produtor executivo do álbum, Frank Dukes, que foram influenciadas pela música latina e pelo reggaeton contemporâneo, inspiradas em artistas como Calle 13 e J Balvin.[54] Como resultado, o conceito original do álbum de machucar, curar e amar foi descartado em favor do material recém-gravado.[54] Mais tarde ela disse à MTV, "Você sabe, você só tem uma chance de fazer um álbum de estréia e, neste momento, tenho tantas músicas pelas quais sou apaixonada. Você conhece aqueles álbuns em que são músicas que não são tão boas quanto os singles. E aqueles que você quer que todas as músicas sejam dignas de um single'".[55] Cabello trabalhou com a empresa de gerenciamento de Dukes Electric Feel, com Dukes produzindo o álbum de forma executiva.[56] O trabalho no álbum foi concluído em novembro de 2017.[57]

Música e letra[editar | editar código-fonte]

"[Frank] foi muito grande quando pegou uma parte clássica da cultura latina e a combinou com algo novo e moderno. Juntos fizemos um álbum que é apenas um reflexo de mim em todos os sentidos. É o que está dentro da minha cabeça e do meu coração".- Camila Cabello explicando a sonoridade do álbum".[53]

Camila é basicamente um disco pop, com elementos de música latina, reggaeton, dancehall, R&B e música hip hop.[58][1][59][60][61][5] O site AllMusic disse que Camila é um "conjunto de pop romântico produzido de forma calorosa" com "várias influências latinas ritmicamente contagiosas faixas informadas por sua herança cubana".[62]

"Never Be the Same" foi descrito pela Billboard como uma balada pop sombria.[63][64] Um escritor da NME descreveu-o como electro "bombástico".[65] Em termos líricos, ele incorpora temas de um tipo de amor com dor e prazer.[62] Em uma parte da canção Cabello atinge a um falsete no pré-coro.[65] "All These Years" é uma música de R&B",[62] Liricamente, trata-se de um encontro com seu ex.[66] " She Loves Control " é uma " música eletrônica" com interpolações de dancehall,[62] incluindo uma guitarra espanhola e uma linha forte de baixo.[66]

"Havana" é uma faixa de andamento lento,[67] contendo uma mistura de "fusão latino" e pop.[68][69] É a única música do álbum que apresenta outro artista, com a participação de Young Thug.[69] Brittany Spanos, da Rolling Stone, disse que é uma faixa "descontraída e tranquila", onde Cabello canta sobre se apaixonar por "um pretendente misterioso do leste de Atlanta", embora tenha deixado seu coração em sua cidade natal.[70] "Inside Out" é uma "música de reggaeton que apresenta uma melodia saltitante e dançante".[66] Apresenta uma percussão flutuante, tambores de aço.[62] "Consequences" é uma balada com piano . Liricamente, é sobre o impacto de um parceiro que estava em sua vida.[66][62] Foi o terceiro e último single lançado do álbum em 9 de outubro de 2018.[8]

"Havana" é uma faixa de andamento lento, que contem uma mistura de "fusão latino" e pop.

"Amostra de 20-segundos de "Real Friends", no qual Cabello canta o refrão apresenta uma instrumentação de violão e aplausos com percussão".

Problemas para escutar estes arquivos? Veja a ajuda.

"Real Friends" é uma balada pop[71][72] que apresenta um violão e aplausos com percussão.[73][74] Liricamente, ela fala sobre estar cercada por coisas e pessoas negativas, enquanto pede uma amizade honesta.[75][76] Sam Lansky, da Time, descreveu a música e a faixa como "sinceras" ao lado de "Consequences" como baladas "bonitas" que exibiam a voz de Cabello.[77] "Somethings Gotta Give" é uma balada, que apresenta uma "introdução de piano em uma faixa sincera e com vocais etéreos de fundo" de acordo com o The Sun.[66] "In the Dark" é um pop com influencias de trap.[78] The Sun a chamou de "R&B suave".[66] Liricamente, trata-se de um garoto famoso sem nome que Camila conheceu em uma festa depois.[53] "Into It" é uma música de R&B com ritmo acelerado. The Sun chamou de "a música mais sexy com produção nítida e cativante",[66] e o AllMusic chamou a faixa de "contagiosa".[62]

Lançamento e arte[editar | editar código-fonte]

Depois de assinar com a Epic Records e a Syco Music como membro do Fifth Harmony, foi anunciado apenas alguns dias após sua partida do grupo que Cabello havia assinado novamente com ambas as partes para lançar seu projeto solo.[79][80] Ela anunciou o título do álbum como The Hurting. The Healing. The Loving em maio de 2017, com lançamento previsto para setembro.[81] Ela descreveu o projeto como "a história da minha jornada das trevas para a luz, de uma época em que eu estava perdida e outra em que me encontrei novamente".[33] Ela escreveu: "Era um tipo de capítulo que você nunca quer ler em voz alta"[82] e explicou o todo o processo de criação do álbum a ajudou a lidar com suas emoções.[83] Quando Cabello anunciou que havia adiado a data de lançamento do álbum para gravar novo material, havia rumores de que o título do álbum também seria alterado. Ela confirmou em novembro que o nome e o conceito originais do álbum haviam sido descartados e que o projeto seria lançado "no início do próximo ano".[57] Cabello anunciou em 5 de dezembro que o projeto se chamaria Camila e foi lançado em 12 de janeiro de 2018.[84] Camila ficou disponível para pré-venda através de fornecedores de música digital em 7 de dezembro.[85]

Ela revelou a capa do álbum em sua conta pessoal do Instagram e explicou a mudança de nome, afirmando: "Decidi chamá-lo pelo meu nome, porque foi aqui que este capítulo da minha vida terminou. Começou com a história de outra pessoa, terminou comigo. meu caminho de volta para mim mesma".[86] A capa do projeto mostra Camila sentada em um vestido e chinelos, com o título do álbum em negrito no centro da capa.[87] A Billboard descreveu a arte da capa do álbum como "linda".[88] A arte da capa e o livreto foram filmados em Little Havana em Miami, Flórida.[89] O álbum também foi lançado em uma edição limitada no Japão, com o remix mencionado e a música "I Have Questions", lançada ao lado de "Crying in the Club" em maio.[90] O livreto do álbum contém várias fotos semelhantes à capa, além de fotos de Cabello gravando o álbum e fotos da infância.[91] A arte do álbum foi filmada por Amber Park.[91] Além disso, apresenta uma mensagem para os fãs de Cabello, dizendo: "Este álbum me viu entrar na sala despedaçada, nervosa e insegura, e me viu ganhando vida, olhos brilhantes e pronta para qualquer coisa. Então, em outras palavras .. ... você tem meu coração em suas mãos".[91]

Singles[editar | editar código-fonte]

Oficiais[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do álbum, "Havana", contem a participação do rapper americano Young Thug (foto).

"Havana", que conta com a participação do rapper americano Young Thug, foi lançado em 8 de setembro; Foi anunciado em 30 de agosto que seria considerado o primeiro single oficial do álbum depois de ter encontrado sucesso nas plataformas de streaming, substituindo "Crying in the Club".[31] "Havana" já liderou as paradas em todo o mundo, alcançando o número um na Austrália, Brasil, Canadá, Escócia, França, Hungria, Irlanda, Israel, México, Polônia, Reino Unido. Também alcançou o top 10 em vários países, incluindo Alemanha, Áustria, Bélgica, Colômbia, Coréia do Sul, Dinamarca, Estados Unidos, Itália, Nova Zelândia, Países Baixos, Suécia e Suíça.[92][93][94] Um remix com Daddy Yankee e a versão solo[95] original de "Havana" foi lançada mais tarde em 12 de novembro de 2017,[96][97] antes do lançamento de Camila.[98] Em 21 de setembro de 2018, Cabello lançou uma versão ao vivo da música, apresentando sua performance solo.[99][100][101] A a música foi mais tarde nomeada ao Grammy Awards de Melhor Desempenho Solo de Pop.[102] O videoclipe oficial, dirigido por Dave Meyers , estrelado por Noah Centineo, Lele Pons, Marco Delvecchio, Young Thug, LeJuan James, Young Thug e LeJuan James, foi lançado em 24 de outubro de 2017[103] e foi premiado na categoria Vídeo do Ano no MTV Video Music Awards.[104]

"Never Be the Same" foi anunciado para ser trabalhado como o segundo single do álbum;[105] foi lançado para download digital em 7 de dezembro de 2017 e nas rádios no dia 9 de janeiro de 2018.[106] Ele entrou no top 10 em alguns países como Austrália, Irlanda e Reino Unido[107] e atingiu o número seis da Billboard Hot 100.[108] O videoclipe oficial, dirigido por Grant Singer, foi lançado em 8 de março de 2018.[109]

Para encerrar a divulgação do álbum, "Consequences" foi anunciado como o terceiro e último single do álbum;[110][7] Um videoclipe dirigido por Dave Meyers, foi lançado em 10 de outubro de 2018.[111] Apresentava uma aparição deDylan Sprouse.[112] No vídeo, Cabello e Sprouse correm, se beijam e fazem música juntos.[113] Cabello caminha pelo parque enquanto relembra o relacionamento do casal.[114][115]

Singles promocionais[editar | editar código-fonte]

Em 5 de dezembro de 2017, Cabello anunciava com seu álbum que lançaria uma nova canção intitulada de "Real Friends", servindo como single promocional da obra de estreia.[116]

Singles descartados[editar | editar código-fonte]

"Crying in the Club" serviria originalmente como o trabalho inicial do disco, mas devido a mudanças criativas durante o processo de criação da obra, a canção acabou sendo descartada.[117] "I Have Questions" e "OMG" haviam sido lançadas como singles promocionais, mas também acabaram não entrando no disco.

Análise da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 78/100[118]
Rotten Tomatoes {{{RT1}}}
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 3.5 de 5 estrelas.[62]
Belfast Telegraph 8.5/10[119]
The Daily Telegraph 3 de 5 estrelas.[120]
Entertainment Weekly B+[121]
The Guardian 4 de 5 estrelas.[1]
The Independent 3 de 5 estrelas.[122]
Newsday 3.5 de 4 estrelas.[123]
NME 4 de 5 estrelas.[124]
Rolling Stone 3.5 de 5 estrelas.[125]
The Times 4 de 5 estrelas.[126]

Desde o seu lançamento, Camila vem recebendo críticas geralmente positivas através da crítica especializada. No Metacritic, que atribui uma classificação normalizada de 100 para críticas das publicações convencionais, o álbum tem uma pontuação de 78 com base em 12 avaliações.[118] Várias publicações britânicas que revisaram o álbum alguns dias antes de seu lançamento oficial, responderam positivamente á ele, bem como os vocais e composições de Cabello. Kate Solomon da Metro, percebeu que a cantora "sacudiu o bombástico R&B favorecido pela equipe 5H á favor de um álbum curto e doce de pop-latino bastante bem-humorado e de baladas pop bastante clássicas".[127] Will Hodgkinson da The Times apontou que, em vez de preenchimentos de "bangers pop de alto-oitavo", a cantora mostrou o contrário, usando técnicas de produção esparsas para enquadrar canções sobre amor e saudade.[126] Nick Levine da NME considerou o álbum como uma "primeira impressão forte e surpreendentemente confiante".[124] Para o editor da The Guardian, Alexis Petridis, Camila é um daqueles momentos em que "a abordagem de um comitê atinge ao ouro: suficientemente inteligente para evitar alisar as peculiaridades e perseguir tendências servilmente", ele também considerou isso como um "produto de uma fábrica pop que não soa de certa forma medíocre".[1] Leah Greenblatt da Entertainment Weekly foi tão positivo quanto a Levine e Petridis, dando ao álbum uma nota B+, sentindo-o como um "projeto íntimo" onde a voz de Cabello brilha sobre canções influenciadas pelo latino e baladas poderosas. Ele comentou ainda: "A voz de Cabello não é especialmente distintiva, mas é instintivamente linda: sem esforço e calor, com uma ponta de raspa-da-manhã".[121]

Patrick Ryan, da USA Today, elogiou o estilo musical em que o álbum foi construído, rotulando-a de "uma mistura vibrante de sons e estilos, reforçado por um estábulo confiável de compositores e produtores de sucesso". Embora ele também tenha sentido que o excesso de confiança de Cabello no Auto-Tune foi "desnecessário", dada a sua força na TV e em performances acústicas.[128] O escritor da Newsday, Glenn Gamboa, acredita que com Camila, Cabello prova que está "preparada e pronta para ser uma das estrelas de 2018".[129][123] Rob Sheffield da Rolling Stone e Matt Collar da AllMusic deram a Camila três estrelas e meia de um total de cinco. Sheffield e Collar expressaram um sentimento semelhante: Camila é uma declaração pessoal, um "conjunto produzido de pop romântico, pontuado por várias faixas influenciadas pela influência latente rítmica, informadas por sua herança cubana-mexicana".[125][62]

Mike Nied da Idolator achou o álbum como um "trabalho autêntico e coeso", e aclamou a performance da cantora por "misturar sua marca distintiva de folk-pop com um toque latino" e "entregar um trabalho impressionante".[130] Semelhante aos outros críticos, Taylor Weatherby da revista Billboard notou que as faixas do álbum são "rádio-amigáveis", mas também destacou as canções como mais pessoais, dizendo que "algo que certamente deveria ser reconhecido é a implacável vulnerabilidade de Cabello enquanto canta sobre as aflições de romances e relacionamentos amigáveis".[131] Em seu artigo para o site Stereogum, Chris DeVille foi positivo, observando que as faixas variam entre "faixas de clube" mais latinas, como "Havana" e "She Loves Control" para baladas de piano "nostálgicas" como "Consequences" e "Something's Gotta Give".[132]

Prêmios
Ano Organização Prêmio Resultado Ref.
2018 Prêmio LOS40 Music Álbum Internacional do Ano Indicado
Prêmio People's Choice Álbum de 2018 Indicado
2019 Prêmio Grammy Awards Melhor Álbum Vocal de Pop Indicado
Juno Awards Álbum Internacional do Ano Indicado

Turnê[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Never Be the Same Tour

Em 14 de fevereiro de 2018, Cabello anunciou a turnê Never Be the Same Tour, sua primeira como artista solo, através de sua conta no Instagram.[137][138] Dentro de um dia após o início da venda geral, todas as datas estavam esgotadas.[139] A turnê começou em 9 de abril de 2018 em Vancouver, no Canadá, no Orpheum Theatre e continuou até 5 de março de 2019 em Houston, Texas. Cabello também cantou músicas do álbum como o artista de abertura em da Reputation Stadium Tour da cantora Taylor Swift.[140]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

A lista de faixas foi revelada pela cantora em seu Twitter no dia 21 de dezembro de 2017.[141]

N.º TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "Never Be the Same"  Camila Cabello · Adam Feeney · Leo Rami Dawod · Jacob Ludwig Olofsson · Noonie Bao · Sasha SloanFrank Dukes, Jarami[A] 3:47
2. "All These Years"  Cabello · Feeney · Kaan Gunesberk · Jeff Gitelman · Mustafa Ahmed  2:46
3. "She Loves Control"  Cabello · Sony John Moore · Feeney · Bell · Ilsey Juber · Ahmed  2:58
4. "Havana" (com Young Thug)Cabello · Brittany Hazzard · Ali Tamposi · Brian Lee · Andrew Watt · Pharrell Williams · Jeffrey Lamar Williams · Feeney · Louis BellFrank Dukes · Matt Beckley[B] 3:36
5. "Inside Out"  Cabello · Hazzard · Feeney · Tyler Williams · Gunesberk  3:05
6. "Consequences"  Cabello · Nicolle Galyon · Amy Wadge · Emily Weisband  3:01
7. "Real Friends"  Cabello · Lee · Billy Walsh · Bell · Mustafa AhmedFrank Dukes 3:33
8. "Something's Gotta Give"  Cabello · Jesse Saint John · Sarah Hudson · James Abrahart · Alex Schwartz · Joe KhajadourianThe Futuristics[142] 3:58
9. "In the Dark"  Cabello · Madison Love · Simon Wilcox · Abrahart · FeeneyDukes 3:42
10. "Into It"  Cabello · Bell · Feeney · Ryan Tedder · Justin Tranter  2:58
11. "Never Be the Same" (Edição de rádio)Cabello · Feeney · Dawod · Olofsson · Bao · SloanFrank Dukes · Jarami[A] 3:47
Duração total:
34:31
Notas
[A] - denota co-produtores
[B] - denota produtores vocais

Equipe[editar | editar código-fonte]

Créditos adaptados das notas principais de Camila.[145]

Artistas e músicos

  • Camila Cabello – vocal principal, composição
  • Young Thug – participação (4)
  • Serafin Aguilar – trompete (4)
  • Josh Kerr – piano (6)
  • Starrah – vocais de fundo (4)
  • Pharrell Williams – vocais de fundo (4)

Produção

  • Matt Beckley – produção vocal (4, 8), engenharia (8)
  • Louis Bell – produção vocal (2-3, 5, 7), gravação (2-3, 5, 7, 10)
  • Scott Desmarais – assistente de mixagem (3, 5, 8-9)
  • Morning Estrada – gravação (7)
  • Marco Falcone – assistente de gravação (4)
  • Robin Florent – assistente de mixagem (3, 5, 8-9)
  • Frank Dukes – produção executiva, produção (1-2, 4-5, 7, 9-10), co-produção (3, 8)
  • The Futuristics – produção (8)
  • Chris Galland – engenharia de mixagem (3, 5, 8-9)
  • Mike Gaydusek – gravação (4)
  • Serban Ghenea – mixagem (1-2, 6-7, 10)
  • Henry Guevara – assistente de gravação (4)
  • John Hanes – projetado para mixagem (1-2, 6-7, 10)
  • Kuk Harrell – produção vocal (9), engenharia (9)
  • Jarami – co-produção (1)
  • Ivan Jimenez – assistente de mixagem (4)
  • Jaycen Joshua – mixagem (4)
  • Dave Kutch – masterização
  • Sean Madden – assistente de gravação (4)
  • Kyle Mann – gravação (4)
  • Manny Marroquin – mixagem (3, 5, 8-9)
  • David Nakaji – assistente de mixagem (4)
  • Bart Schoudel – produção vocal (6), gravação (1, 6)
  • SickDrumz – co-produção (9)
  • Robbie Soukiasyan – gravação (4)
  • Skrillex – produção (3)
  • T-Minus – produção (5)
  • Simone Torres – engenharia (9)

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Camila estreou no número 2 na parada de álbuns do Reino Unido, UK Albums Chart, atrás da trilha sonora de The Greatest Showman, com vendas na primeira semana de 21.561 unidades. Cabello já alcançou a posição número 6 como integrande do grupo feminino Fifth Harmony.[146] Na segunda semana, o álbum caiu para o número 6 no Reino Unido.[147]

Nos Estados Unidos, Camila estreou no número um na Billboard 200, comercializando 119.000 unidades equivalentes a álbuns, com vendas puras somando 65.000 unidades.[6] Cabello se tornou o artista mais jovem a liderar as paradas com um álbum de estréia desde a estreia de Shawn Mendes em 2015, Handwritten. Ela foi a primeira artista feminina a estrear com um álbum completo em três anos desde Title de Meghan Trainor e a primeira artista feminina a ter seu primeiro álbum de estréia no topo da Billboard 200 desde Yours Truly de Ariana Grande.[148] Cabello também se juntou a uma seleta lista de artistas femininas que alcançaram um álbum solo número um depois de chegar à parada com grupos, ao lado de Gwen Stefani (No Doubt), Beyoncé and LeToya (Destiny's Child), Lauryn Hill (Fugees), Patti LaBelle (Labelle), Stevie Nicks (Fleetwood Mac), Diana Ross (The Supremes) and Janis Joplin (Big Brother and the Holding Company).[149] Cabello além de liderar o Billboard 200, também liderou o Hot 100 (com "Havana"), sendo a primeira artista feminina a liderar as duas principais paradas desde Adele em 2015 e a primeira no geral desde Kendrick Lamar em maio de 2017.[150] Na segunda semana, Camila caiu de 1 para 4, com 43.000 unidades vendidas;[151] e número 7 na terceira semana, com 37.000 unidades comercializadas.[152]

Até dezembro de 2018, Camila já havia vendido mais de 955.000 unidades equivalentes a álbuns nos EUA, com mais de 162.000 sendo somente vendas puras.[153]

Tabelas semanais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Petridis, Alexis. «Camila Cabello: Camila review – Havana hitmaker makes breakups look easy». The Guardian. Consultado em 4 de Maio de 2015 
  2. Kirsten, Anderson (2019). Who was P.T. Barnum?. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-448-48848-6 
  3. Camila_Cabello. «to my camilizers....» (em inglês). Consultado em 4 de Maio de 2015 
  4. Stubblebine, Allison. «Camila Cabello Reveals Release Date For Self-Titled Debut Album: 'Feels Like the End of a Chapter'». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de Maio de 2015 
  5. a b «WPGM Recommends: Camila Cabello – Camila (Album Review)». The Telegraph (em inglês). Consultado em 4 de Maio de 2015 
  6. a b Caulfield, Keith. «Camila Cabello Debuts at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  7. a b Camila Cabello [@camila_cabello]. «...and it's going to be the song I choose as my last single from my album» (Caption). Consultado em 30 de abril de 2016 – via Instagram 
  8. a b «Consequences (Original version) – Top 40/M Future Releases | Mainstream Hit Songs Being Released and Their Release Dates». All Access Media Group. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  9. «Britain's Got Talent: Watch Fifth Harmony rock your world with a live semi-final performance». Digital Spy. Consultado em 1 de junho de 2017 
  10. «He's got the X Factor! Country singer Tate Stevens beats Carly Rose and Fifth Harmony to win $5m recording contract». Daily Mail. Consultado em 1 de junho de 2017 
  11. Pietroluongo, Silvio. «OMI's 'Cheerleader' No. 1 for Third Week on Hot 100». Billboard. Consultado em 1 de junho de 2017 
  12. «Drake's 'One Dance' Holds Atop Hot 100, Ariana Grande's 'Dangerous Woman' Returns to Top 10». Billboard. Consultado em 1 de junho de 2017 
  13. «RIAA – Gold & Platinum Searchable Database». Recording Industry Association of America. Consultado em 1 de junho de 2017 
  14. «Shawn Mendes is back with a brand new single, "I Know What You Did This Summer"». Island Records. Consultado em 1 de junho de 2017 
  15. «Camila Cabello, Shawn Mendes Talk 'I Know What You Did Last Summer'». Rolling Stone 
  16. «Machine Gun Kelly & Camila Cabello Team Up for 'Bad Things' Single: Exclusive Cover Art». Billboard. Consultado em 1 de junho de 2017 
  17. «Migos Return to No. 1 on Hot 100, The Chainsmokers Debut in Top 10». Billboard. Consultado em 1 de junho de 2017 
  18. «Fifth Harmony – 7/27». Pitchfork. Consultado em 1 de junho de 2017 
  19. «Camila Cabello Leaves Fifth Harmony». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 1 de junho de 2017 
  20. «Camila Cabello Quits Fifth Harmony». Variety. Consultado em 1 de junho de 2017 
  21. «EXCLUSIVE: Camila Cabello on Leaving Fifth Harmony and Why She Keeps Her Love Life Guarded». Latina. Consultado em 1 de junho de 2017 
  22. Ahmed, Tufayel. «Camila Cabello on life after Fifth Harmony, 'Havana' and the Painful Journey for Making Her Debut Solo Album». Newsweek. Consultado em 1 de junho de 2017 
  23. «Camila Cabello Joins Cashmere Cat In "Love Incredible": Listen». Idolator. Consultado em 1 de junho de 2017 
  24. «Camila Cabello, Pitbull & J Balvin Team Up For 'Fate of the Furious' Track 'Hey Ma'». Billboard. Consultado em 1 de junho de 2017 
  25. Espinoza, Trace William. «Listen to Major Lazer's New Single "Know No Better," f/ Travis Scott, Quavo, and Camila Cabello». Complex. Consultado em 1 de junho de 2017 
  26. «TIDAL: Listen to Know No Better by Major Lazer on TIDAL». TIDAL. Mad Decent. Consultado em 1 de junho de 2017 
  27. «French single certifications – Major Lazer – Know No Better». Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 1 de junho de 2017 
  28. «Official Singles Chart Top 100 – Official Charts Company». Official Charts Company. Consultado em 1 de junho de 2017 
  29. «Camila Cabello Confirmed As Supporting Act For Bruno Mars' "24K Magic Tour"». Headline Planet. Consultado em 1 de junho de 2017 
  30. Frankel, Jillian. «Camila Cabello Celebrates 20th Birthday in the Studio With Pharrell». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  31. a b Terra Staff. «Camila Cabello diz que "Crying in The Club" não estará no seu 1º álbum solo!». Terra.com. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  32. Kaufman, Gil. «Camila Cabello Shares Studio Pic of Solo Session». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  33. a b c «Camila Cabello Announces 'The Hurting, the Healing, the Loving' Album & New Song 'I Have Questions'». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  34. a b «How Camila Cabello's 'Crying In the Club' Came Together After a Sia Bathroom Break». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  35. Rap-Up Staff. «Video: Camila Cabello – 'Crying in the Club'». Rap-Up. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  36. «I Have Questions / Camila Cabello – TIDAL – Credits». TIDAL. Epic Records / Syco Music. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  37. «Ed Sheeran Compared Collab With Camila Cabello To Beyoncé». Elite Daily. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  38. «Ed Sheeran Reveals Co-Write With Camila Cabello». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  39. «Ryan Tedder & Camila Cabello Reveal That They're Collaborating». Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  40. a b ABC News Radio Staff. «Ryan Tedder says Camila Cabello's new solo music blew him away – Music News – ABC News Radio». ABC News Radio. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  41. KAMP-FM Staff. «Camila Cabello Will Release "The Hurting, The Healing, The Loving" In September». KAMP-FM. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  42. Camila Cabello. «Camila Cabello and Zane Lowe on Beats 1 [Full Interview]» (entrevista). Beats 1. Consultado em 11 de dezembro de 2011 – via YouTube 
  43. «OMG (feat. Quavo) – Single». iTunes Store. Epic Records / Syco Music 
  44. «Here's Everything You NEED To Know About Camila Cabello's Solo Album 'The Hurting The Healing The Loving'». Capital FM 
  45. «Is Camila Cabello's new track 'Real Friends' a sly dig at Fifth Harmony?». Digital Spy. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  46. «Camila Cabello: Name Of 1st Solo Single Accidentally Leaks & Fans Go Wild». Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  47. «Camila Cabello Song: New Music & Leaked Title, Details». collegecandy.com. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  48. «Camila Cabello's debut album proves that she was more than ready to go solo». Metro. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  49. «Camila Cabello Talks Solo Music, Life After Fifth Harmony». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  50. «Camila Cabello Will Hit the Road With Bruno Mars for 24K Magic Tour». Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  51. «Camila Cabello Will Open For Bruno Mars on Her First Solo Tour». MTV News. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  52. «.@Camila_Cabello tracks still to come:"Scar Tissue" with @charli_xcx, "The Boy" with @edsheeran, "Havana" with @Pharrell, #CamilaBeats1» 
  53. a b c Spanos, Brittany. «Camila Cabello on Debut Album: 'This Sounds Like Me and Only Me'». Rolling Stone. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  54. a b «How Camila Cabello Lost Some Friends and Found Her Voice». The New York Times. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  55. «Camila Cabello Says Her Debut Album Is "80% Done"». MTV UK. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  56. «From 'Rockstar' to 'Havana,' Meet the Indie Management Label Repping Producers Behind Today's Biggest Hits». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  57. a b McNeilage, Ross. «Camila Cabello's Debut Album Is Officially Finished And Ready». MTV Reino Unido. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  58. «Camila Cabello's Debut Album Tops iTunes Charts in Over 90 Countries». Rolling Stone India 
  59. «Camila Cabello, Pop's Understated New Star». The Atlantic. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  60. Yates, Siena. «Album review: Camila Cabello, Camila». The New Zealand Herald. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  61. Spanos, Brittany. «Camila Cabello on Debut Album: 'This Sounds Like Me and Only Me'». Rolling Stone. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  62. a b c d e f g h i «Camila - Camila Cabello | Songs, Reviews, Credits | AllMusic». AllMusic. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  63. WIXX Staff. «Camila Cabello freaks out as "Never Be the Same" becomes a country duet». WIXX. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  64. Chris, Parton. «Hear Camila Cabello's Remix of 'Never Be the Same' With Country Singer Kane Brown». Rolling Stone. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  65. a b «Camila Cabello's debut album is pop with a side of salsa – review». The Daily Telegraph. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  66. a b c d e f g Davies, Howel. «Camila Cabello takes moral high ground in self-titled debut album following Fifth Harmony exit». The Sun 
  67. Maslow, Nick. «Hear Camila Cabello's 2 new blazing summer songs». Entertainment Weekly. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  68. Rap-Up Staff. «Camila Cabello Drops "OMG" with Quavo and "Havana" with Young Thug». Rap-Up. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  69. a b Berry, Peter A. «Quavo and Young Thug Join Camila Cabello for Two New Songs "OMG" and "Havana"». XXL. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  70. Spanos, Brittany. «Hear Camila Cabello's Clubby Young Thug and Quavo Collaborations». Rolling Stone. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  71. Apaza, Kevin. «They're Here: Listen To Camila Cabello's New Song "Real Friends" And Studio Version Of "Never Be The Same"!». DirectLyrics. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  72. Weatherby, Taylor. «Album of the Week: Camila Cabello's 'Camila'». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  73. Stubblebine, Allison. «Camila Cabello Drops Two New Tracks Off Upcoming Debut, 'Never Be The Same' & 'Real Friends'». Billboard. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  74. Leight, Elias. «Hear Camila Cabello's Desolate New Song 'Real Friends'». Rolling Stone. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  75. «Camila – Camila Cabello». The Independent. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  76. Hodkinson, Will. «Pop Review: Camila Cabello – 'Camila'». The Times. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  77. Lansky, Sam. «Camila Cabello Shines in Her Solo Act on Camila». Time. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  78. Cox, Jamieson. «Camila Cabello: Camila». Pitchfork. Consultado em 11 de dezembro de 2011 
  79. «Fifth Harmony's New Deal: Quartet Re-Ups With Epic After Camila Cabello's Exit: Exclusive» 
  80. «Ex Fifth Harmony star Camila Cabello to ink solo deal with Simon Cowell's Syco?». Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  81. «Fall Album Preview 2017: Taylor Swift, U2, Beck, Sam Smith, Dylan». Rolling Stone. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  82. «Everything You Need To Know About Camila Cabello's New Album». Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  83. «Camila Cabello talks Taylor Swift, bad friendships and going solo». Glamour UK. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  84. «Camila Cabello Reveals Release Date For Self-Titled Debut Album: 'Feels Like the End of a Chapter'». Billboard. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  85. «Camila Cabello Reveals Debut Album Release Date and Cover Art». Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  86. «Camila Cabello Explains Why She Changed The Title of Her Forthcoming Debut Album». Genius. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  87. «Camila Cabello's Debut Album 'Camila': What We Already Know» 
  88. «Camila Cabello Reveals Release Date For Self-Titled Debut Album: 'Feels Like the End of a Chapter'» 
  89. Braidwood, Ella. «21 geeky facts about Camila Cabello». NME. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  90. «CDJapan : Camila [Limited Pressing] Camila Cabello CD Album». CD Japan. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  91. a b c «CAMILA CABELLO». Amber Park Studio. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  92. White, Jack. «"I can't believe it!" Camila Cabello's Havana is Number 1». Consultado em 30 de abril de 2016 
  93. ARIA Staff. «Camila Cabello's Havana hits #1». Australian Recording Industry Association. Consultado em 30 de abril de 2016 
  94. «Camila Cabello Earns First Billboard Hot 100 No. 1 With 'Havana,' Featuring Young Thug». Billboard. Consultado em 30 de abril de 2016 
  95. «HAVANA ORIGINAL VERSION – BMI | Repertoire Search». repertoire.bmi.com. BMI 
  96. «Havana (Remix) – Single by Camila Cabello & Daddy Yankee on iTunes». iTunes Store. Epic Records / Syco Music. Consultado em 30 de abril de 2016 
  97. «NRJ Hit Music Only 2017, Vol.2 by Various Artists on iTunes». iTunes Store. NRJ. Consultado em 30 de abril de 2016 
  98. «Camila Cabello – "Havana (Remix)" ft. Daddy Yankee». Consultado em 30 de abril de 2016 
  99. Camila Cabello [@camila_cabello]. «celebrating 1 billion streams i decided to put out a live version of Havana from my London show, this is one of my favorites to perform live and never gets old #HavanaLive» (Caption). Consultado em 30 de abril de 2016 – via Instagram 
  100. Camila Cabello. «#HAVANALive from London! the never be the same tour represents such an important part of my life, and this live show was one of the things I'm the most proud of ever working on! it was a magical, exhilarating experience every night for all of us» (Caption). Consultado em 30 de abril de 2016 – via Instagram 
  101. «Havana (Live) – Single by Camila Cabello on iTunes». iTunes Store. Epic Records / Syco Music. Consultado em 30 de abril de 2016 
  102. «61st GRAMMY Awards: Full Nominees List». The Recording Academy. Consultado em 30 de abril de 2016 
  103. Wass, Mike. «Camila Cabello Teases Her Blockbuster "Havana" Video». Idolator. Consultado em 30 de abril de 2016 
  104. Nordyke, Kimberly. «VMAs: Camila Cabello Wins Video of the Year for "Havana"; Complete List of Winners». The Hollywood Reporter. Consultado em 30 de abril de 2016 
  105. «They're Here: Listen To Camila Cabello's New Song "Real Friends" And Studio Version Of "Never Be The Same"!». Direct Lyrics. Consultado em 30 de abril de 2016 
  106. Cantor, Brian. «Epic Announces "Never Be The Same" As Camila Cabello's Next Radio Single». Headline Planet. Consultado em 30 de abril de 2016 
  107. «Official Singles Chart Top 100 – Official Charts Company». Official Charts Company 
  108. Trust, Gary. «Drake's 'Nice for What' No. 1 on Billboard Hot 100, Post Malone's 'Psycho' No. 2 & Camila Cabello's 'Never Be the Same' Hits Top 10». Billboard. Consultado em 30 de abril de 2016 
  109. Camila Cabello [@camila_cabello]. «#NeverBeTheSameVideoThursday» (Caption). Consultado em 30 de abril de 2016 – via Instagram 
  110. «Camila Cabello releases 'Consequences (Orchestra)' as the third single from her debut album....». Syco Entertainment 
  111. Bajgrowicz, Brooke. «Camila Cabello Mourns Lost Love in Orchestral 'Consequences' Video Featuring Dylan Sprouse». Billboard. Consultado em 30 de abril de 2016 
  112. Davies-Day, Rachel. «Camila Cabello Makes Out With Dylan Sprouse In Her Consequences Video». MTV. Consultado em 30 de abril de 2016 
  113. Wass, Mike. «Camila Cabello Nurses A Broken Heart In 'Consequences (Orchestra)' Video». Idolator 
  114. «Stop What You're Doing and Watch Camila Cabello Make Out with Dylan Sprouse's Ghost». Cosmopolitan. Consultado em 30 de abril de 2016 
  115. «Camila Cabello's 'Consequences' Music Video Marks Dylan Sprouse's Dreamy Return To The Small Screen». Bustle. Consultado em 30 de abril de 2016 
  116. «Camila Cabello announces album, drops new songs 1 year after leaving Fifth Harmony». EW.com (em inglês) 
  117. «Camila Cabello diz que "Crying In The Club" não estará no seu primeiro álbum solo». portalpopline.com.br. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  118. a b «Camila by Camila Cabello». Metacritic. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  119. Roper, Kerri (12 de janeiro de 2018). «Albums of the week: From Camila Cabello to Black Rebel Motorcycle Club». Belfast Telegraph. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  120. «"Camila Cabello's debut album is pop with a side of salsa – review".». The Daily Telegraph. 11 de janeiro de 2018 
  121. a b «Camila Cabello is defiantly her own pop star on debut album: EW review». EW.com (em inglês) 
  122. McCormick, Neil (11 de janeiro de 2018). «"Camila Cabello's debut album is pop with a side of salsa – review".». The Independent 
  123. a b «'Camila': Cabello's powerful solo debut». Newsday (em inglês) 
  124. a b «Camila Cabello - 'Camila' Album Review». NME (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  125. a b «Review: Camila Cabello Eschews Bangers on Personal, Low-Key Solo Album». Rolling Stone 
  126. a b Hodgkinson, Will (2018). «Pop review: Camila Cabello: Camila». The Times. ISSN 0140-0460 
  127. «Camila stamps her heart all over this seductive debut». Metro Newspaper UK 
  128. «Review: 'Camila' confidently looks beyond 'Havana' on solo debut album». USA TODAY (em inglês) 
  129. «Camila Cabello Shines In Her Solo Act on 'Camila'». Time. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  130. «Camila Cabello's Excellent & Earnest 'Camila:' Album Review». idolator (em inglês). 12 de janeiro de 2018 
  131. «Album of the Week: Camila Cabello's 'Camila'». Billboard 
  132. «Welcome To Superstardom, Camila Cabello». www.stereogum.com. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  133. «LOS40 Music Awards 2018: artistas nominados». LOS40. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  134. Macke, Johnni. «2018 People's Choice Awards: Complete List of Nominations». E! News. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  135. Lynch, Joe. «Grammys 2019 Nominees: The Complete List». Billboard. Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  136. "Shawn Mendes and the Weeknd lead the 2019 Juno nominations". CBC Music, em 16 de janeiro de 2018.
  137. Diaz, Thatiana. «A Peak Inside Camila Cabello's Upcoming Tour». People (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  138. «Camila Cabello Announces Never Be The Same Tour». Billboard (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  139. «Camila Cabello's Real Reaction When She Found Out Her Tour Sold Out». On Air with Ryan Seacrest (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  140. Brockington, Ariana. «Taylor Swift Taps Camila Cabello, Charli XCX as 'Reputation' Tour Opening Acts». Variety (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2018 
  141. «22 DAYS.» (em inglês). Twitter. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  142. «Twitter post by Jesse Saint John • Dec 21, 2017 at 00:45pm UTC». Twitter (em inglês). Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  143. «Camila Cabello - Camila (Target Exclusive)» (em inglês). Target. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  144. «Camila [Limited Pressing]» (em japonês). CDJapan. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  145. Créditos do notas do encarte Camila. Epic Records / Syco Music.
  146. White, Jack. «The Greatest Showman denies Camila Cabello this week's Number 1 album». Official Charts Company. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  147. «Official Albums Chart Top 100 - Official Charts Company». Official Charts Company. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  148. Caulfield, Keith. «Camila Cabello Debuts at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  149. Caulfield, Keith. «Camila Cabello Joins Elite Group of Women to Hit No. 1 Solo on the Billboard 200 After Charting in a Group». Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  150. «Camila Cabello Is First Woman Since Adele to Triple Up Atop Hot 100, Billboard 200 & Artist 100 Charts». Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  151. «Fall Out Boy Earns Fourth No. 1 Album on Billboard 200 Chart With 'Mania'». Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  152. Caulfield, Keith. «Migos' 'Culture II' Debuts at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  153. «ALBUM SALES 2018». Hits. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  154. «Offiziellecharts.de – Camila Cabello – Camila» (em alemão). Offizielle Top 100. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  155. «ARIA Australian Top 50 Albums». Australian Recording Industry Association. 22 de janeiro de 2018. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  156. «"Ultratop.be – Camila Cabello – Camila (em francês). Hung Medien. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  157. «"Ultratop.be – Camila Cabello – Camila (em holandês). Hung Medien. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  158. «Camila Cabello Chart History (Canadian Albums)». Billboard. Consultado em 23 de janeiro de 2018 
  159. «South Korea Gaon International Album Chart» (em coreano). Gaon. 13 de janeiro de 2018. Consultado em 22 de janeiro de 2018. Na página, selecione "2018.01.07 ~ 2018.01.13", depois "국외", para obter o gráfico correspondente. 
  160. «"Official Scottish Albums Chart Top 100".». Official Charts Company. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  161. «Top 100 Albumes – Semana 3: del 12.1.2018 al 18.1.2018» (em espanhol). Productores de Música de España. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  162. Caulfield, Keith (21 de janeiro de 2018). «Camila Cabello Debuts at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard. Consultado em 21 de janeiro de 2018 
  163. «"Camila Cabello: Camila (em finlandês). Musiikkituottajat. Consultado em 21 de janeiro de 2018 
  164. «Le Top de la semaine : Top Albums – SNEP (Week 3, 2018)» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 22 de janeiro de 2018 
  165. «"Irish Albums Chart: 19 January 2018"». Irish Recorded Music Association. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  166. «Album – Classifica settimanale WK 3 (dal 2018-01-12 al 2018-01-18)» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  167. «Camila Cabello – Camila (Oricon)» (em jp). Oricon. Consultado em 5 de maio de 2018 
  168. «Oricon Top 50 International Albums: 2018-02-05» (em inglês). Oricon. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  169. «Top Album - Semanal (del 2 al 8 de febrero 2018)» (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  170. «"VG-lista – Topp 40 Album uke 3, 2018".». VG-lista. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  171. «NZ Top 40 Albums Chart». Recorded Music NZ. 22 de janeiro de 2018. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  172. «"Dutchcharts.nl – Camila Cabello – Camila (em holandês). Dutch Charts. Consultado em 19 de janeiro de 2018 
  173. «"Portuguesecharts.com – Camila Cabello – Camila".». Hung Medien. Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  174. «Official Albums Chart Top 100». Official Charts Company. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  175. «Czech Albums – Top 100». ČNS IFPI. Consultado em 23 de janeiro de 2018. Nota: Na página da tabela, selecione {{{date}}} no campo além da palavra "Zobrazit" e, em seguida, clique sobre a palavra para recuperar os dados corretos do gráfico. 
  176. «Sverigetopplistan – Sveriges Officiella Topplista». Sverigetopplistan. Consultado em 20 de janeiro de 2018  Clique em "Veckans albumlista".
  177. «Swisscharts.com – Camila Cabello – Camila». Hung Medien. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  178. «2018 Annual ARIA Albums Chart». Australian Recording Industry Association. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  179. «Jaaroverzichten 2018». Ultratop. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  180. «Rapports Annuels 2018». Ultratop. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  181. «Canadian Albums – Year-End 2018». Billboard. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  182. «2018년 Album Chart». Gaon Music Chart. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  183. «Album Top-100 2018». Hitlisten. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  184. «Official Spanish Charts – Year-End 2018». Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  185. «Official Spanish Charts – Year-End 2018». Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  186. «Top Billboard 200 Albums – Year-End 2018». Billboard. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  187. White, Jack. «Ireland's Official Top 40 biggest albums of 2018». Official Charts Company. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  188. «Hot Albums 2018 Year End». Billboard Japan. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  189. «Los más vendidos 2018». Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  190. «Top Selling Albums of 2018». Recorded Music NZ. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  191. «Jaaroverzichten – Album 2018». MegaCharts. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  192. «End of Year Album Chart Top 100 – 2018». Official Charts Company. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  193. «Årslista Album – År 2018». Sverigetopplistan. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  194. «Top Billboard 200 Albums – Year-End 2019». Billboard. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  195. «Decade-End Charts: Billboard 200». Billboard. Consultado em 24 de janeiro de 2018 
  196. «ARIA Charts – Accreditations – 2018 Albums». Australian Recording Industry Association 
  197. «Certificações (Brasil) (álbum) – Camila Cabello – Camila». Associação Brasileira dos Produtores de Discos 
  198. «Certificações (Dinamarca) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em dinamarquês). Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Dinamarca) 
  199. «Certificações (Espanha) (álbum) – Avril Lavigne – Let Go» (PDF) (em espanhol). Productores de Música de España 
  200. «Certificações (Estados Unidos) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em inglês). Recording Industry Association of America  Se necessário, clique em Advanced, depois clique em Format, e seleccione Album, e clique em SEARCH.
  201. «Certificações (França) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique 
  202. «Certificações (México) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em espanhol). Asociación Mexicana de Productores de Fonogramas y Videogramas 
  203. «Certificações (Nova Zelândia) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em inglês). Recorded Music NZ 
  204. «Certificações (Países Baixos) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em neerlandês). Nederlandse Vereniging van Producenten en Importeurs van beeld- en geluidsdragers 
  205. «Certificações (Polônia) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em polaco). Związek Producentów Audio Video 
  206. «Certificações (Reino Unido) (álbum) – Camila Cabello – Camila» (em inglês). British Phonographic Industry 
  207. «Guld- och Platinacertifikat − År 2018» (em sueco). Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Suécia) 
  208. «The Official Swiss Charts and Music Community: Awards (Camila Cabello; 'Camila')» (em inglês). Hung Medien