Campanha presidencial de José Serra em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campanha presidencial de José Serra em 2010
Campanha Eleição presidencial no Brasil em 2010
Candidatos José Serra
Presidente
Indio da Costa
Vice-presidente
Partido PSDB
Em coligação com DEM, PPS, PTB, PMN e PTdoB
Pessoas-chave Luiz Gonzalez (marqueteiro)
Sérgio Guerra (coordenador-geral)
Slogan Com Serra, o Brasil pode mais.

A campanha presidencial de José Serra em 2010 foi suportada pela coligação eleitoral centrista O Brasil pode mais, que foi formada ao redor do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para disputar a eleição presidencial de 2010 no Brasil. A coligação foi composta por seis partidos: PSDB, DEM, PTB, PPS, PMN e PTdoB. O candidato presidencial da coligação foi o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), tendo como vice o deputado federal carioca Indio da Costa (DEM).[1]

No primeiro turno das eleições, em 3 de outubro de 2010, Serra foi o segundo candidato mais votado, tendo 32,61% dos votos.[2] Uma vez que Dilma Rousseff, que foi a candidata mais votada, não foi capaz de conseguir 50% dos votos válidos, um segundo turno foi realizado em 31 de outubro.[3] No segundo turno, Serra obteve 43,95% dos votos, sendo derrotado por Dilma.[4]

Nas eleições parlamentares, a coligação O Brasil pode mais obteve 136 das 513 cadeiras na Câmara dos Deputados,[5] e de 25 dos 81 assentos do Senado Federal.[6] Estes resultados fizeram com que a oposição fosse a menor desde o início da presidência de Luiz Inácio Lula da Silva. A coligação também elegeu onze dos 27 governadores.[7]

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Eleição presidencial de 2010
Turno Candidato Vice Votos %
Serra Indio da Costa 33 132 283 32,61%
43 711 388 43,95%
Eleições parlamentares[nota 1]
Assentos na Câmara:
136 / 513
Assentos no Senado:
25 / 81
Governos estaduais
11 / 27

Notas e referências

Notas

  1. Considerando os resultados do PP.

Referências

  1. «José Serra (2010)». Uol. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  2. «Apuração 1° turno: eleição presidencial». G1. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  3. «Presidenciáveis: Dilma e Serra no segundo turno». NotiSul. 4 de outubro de 2010. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  4. «Apuração 2° turno: eleição presidencial». G1. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  5. «Saiba a nova composição da Câmara». G1. 4 de outubro de 2010. Consultado em 14 de fevereiro de 2014 
  6. «Partidos aliados de Dilma elegem mais senadores que a oposição». R7. 4 de outubro de 2010. Consultado em 14 de fevereiro de 2014 
  7. «Oposição governará maioria dos brasileiros». Congresso em Foco. 1º de novembro de 2010. Consultado em 14 de fevereiro de 2014