Expedição 3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expedição 3
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Número de tripulantes 3
Lançamento 10 de agosto de 2001 às 21:10 UTC - STS-105
Centro Espacial Kennedy
Aterrissagem 17 de dezembro de 2001 às 17:56 UTC - STS-108
Centro Espacial Kennedy
Órbitas 2020
Duração 128d 20h 45min 58s
Imagem da tripulação
Mikhail Tyurin, Frank Culbertson Jr. e Vladimir Dezhurov
Mikhail Tyurin, Frank Culbertson Jr. e Vladimir Dezhurov
Navegação
Expedition 2 insignia.svg Expedição 2
Expedição 4 Expedition 4 insignia.svg

Expedição 3 foi a terceira expedição à Estação Espacial Internacional, realizada entre agosto e dezembro de 2001, e teve o objetivo de ampliar as pesquisas iniciadas pelos integrantes das duas expedições anteriores. Teve início com o lançamento do ônibus espacial Discovery STS-105 em 10 de agosto e encerrou-se com a aterrissagem da Endeavour STS-108 em 17 de dezembro, depois de 117 dias passados por seus integrantes a bordo da ISS.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Durante esta missão a estação foi expandida, graças às missões do ônibus espacial no tempo de sua decorrência de quatro meses e a tripulação realizou dezenas de experiências científicas. A equipe da Expedição 3 teve uma oportunidade única de assistir a um fenômeno natural, a desintegração de parte do cometa Tempel-Tuttle, que encheu o espaço de detritos luminosos - a chuva de meteoros Leônidas - e foi acompanhado por milhões de pessoas na Terra. Mas apenas três viram o espetáculo do espaço, Culbertson, Tyurin e Dezhurov, em 18 de novembro de 2001. Os detritos do cometa atingiram a atmosfera terrestre numa velocidade de 64 km/s.[1]

A tripulação realizou quatro caminhadas espaciais durante sua estadia, todas usando o traje espacial russo Orlan e a partir do módulo Pirs no segmento russo da estação, num total de mais de 18 horas fora da nave. Algumas da atividades realizadas nestas operações foram: instalação de experiências comerciais russas na parte externa da estação; instalação de cabos e escadas de aço entre os módulos Pirs e Zvezda para facilitar a locomoção externa entre ambos; fixação de um pequeno guindaste de carga na parte externa; fotografia e inspeção dos painéis solares e conserto de um pequeno painel externo do Zvezda que não havia aberto totalmente.

Insígnia[editar | editar código-fonte]

A insígnia da Expedição 3 retrata o livro da história da exploração espacial, a partir do capítulo com a estação espacial russa Mir e o ônibus espacial até o próximo capítulo, que será escrito em páginas brancas no futuro pelos exploradores espaciais trabalhando em benefício da humanidade. Acima do livro está o layout da estação na sua configuração prevista quando ficasse completa, com um ônibus espacial acoplado.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]