Expedição 36

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expedição 36
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz TMA-08M
Soyuz TMA-09M
Número de tripulantes 6
Início 14 de maio de 2013
Término 10 de setembro de 2013 Soyuz TMA-08M [1]
estepes do Casaquistão
Imagem da tripulação
Esq. p/ dir: Misurkin, Vinogradov, Cassidy, Parmitano, Yurchikhin e  Nyberg
Esq. p/ dir: Misurkin, Vinogradov, Cassidy, Parmitano, Yurchikhin e Nyberg
Navegação
ISS Expedition 35 Patch.svg Expedição 35
Expedição 37 ISS Expedition 37 Patch.png

Expedição 36 foi uma missão de longa permanência na Estação Espacial Internacional, realizada entre 14 de maio e 10 de setembro de 2013. Ela contou com seis astronautas, três russos, dois norte-americanos e um italiano.

A expedição começou após a partida da Expedição 35 da ISS a bordo da Soyuz TMA-07M e foi realizada em desenvolvimento com três astronautas integrantes da expedição anterior que chegaram à ISS na Soyuz TMA-08M, à qual se uniram os três tripulantes restantes, lançados do Cosmódromo de Baikonur no dia 28 de maio de 2013, na Soyuz TMA-09M. A expedição foi comandada pelo cosmonauta russo Pavel Vinogradov.[2]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Cinco caminhadas espaciais foram realizadas, entre 24 de junho e 22 de agosto.[1] Diversas experiências científicas também foram executadas nas áreas de biologia, biotecnologia, medicina, pesquisa humana, observações da Terra, além de um experimento italiano de estudo da combustão e evaporação de combustíveis líquidos renováveis.[3]

Fatos marcantes[editar | editar código-fonte]

Em 16 de julho, um problema técnico inédito quase custou a vida do astronauta italiano Luca Parmitano. Durante trabalhos realizados do lado de fora da ISS, o capacete do italiano começou a encher de água e a sufocá-lo. O acidente não teve maiores proporções porque o astronauta consegui usar o cabo de segurança para voltar rapidamente para dentro da estação, ajudado por seu colega de caminhada Chris Cassidy, onde foi socorrido pela tripulação, que repressurizou o local de entrada e retirou seu capacete, impedindo-o de afogar-se. Depois do acidente, todas as caminhadas espaciais foram suspensas até que os engenheiros em terra consigam descobrir a causa do acidente e da entrada de água no capacete, algo nunca antes ocorrido.[4]

No dia 18 de julho os astronautas Cassidy, Parmitano e Karen Nyberg, gravaram um vídeo com mensagens em homenagem ao aniversário de 95 anos de Nelson Mandela. A gravação foi colocada no Youtube e ficou disponível para visualizações através do canal Nelson Mandela Centre of Memory.[5]

Desacoplamento e retorno[editar | editar código-fonte]

A Expedição 36 chegou ao fim após cinco meses e meio de duração, com a desacoplagem da Soyuz TMA-08M do módulo Poisk às 23:37 UTC de 10 de setembro, iniciando seu retorno à atmosfera terrestre. A nave pousou em segurança nas estepes do Casaquistão às 02:58 UTC de 11 de setembro (08:58 hora local), trazendo os astronautas Vinogradov, Cassidy e Misurkin. Os três tripulantes restantes desta missão, Yurchikhin, Nyberg e Parmitano, continuaram a bordo da ISS iniciando a Expedição 37.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Expedition 36». NASA. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  2. «Expedition 36». NASA. Consultado em 15 de maio de 2013 
  3. «Mission summary» (PDF). NASA. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  4. «Astronaut recounts his near-drowning on spacewalk». The Guardian. Consultado em 20 de agosto de 2013 
  5. «Astronautas prestam homenagem a Nelson Mandela». Revista Exame. Consultado em 31 de julho de 2013 
  6. «Expedition 36 Trio Lands in Kazakhstan». NASA. Consultado em 14 de setembro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]