Soyuz TMA-07M

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soyuz TMA-07M
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada ястреб ("Falcão")
Número de tripulantes 3
Lançamento 19 de dezembro de 2012 12:12 UTC
Cosmódromo de Baikonur
Aterrissagem 14 de maio de 2013
estepes do Casaquistão
Imagem da tripulação
Da esquerda para direita: Hadfield, Romanenko e Marshburn
Da esquerda para direita:
Hadfield, Romanenko e Marshburn
Navegação
Soyuz TMA-06M Soyuz-TMA-06M-Mission-Patch.png
Soyuz TMA-08M Soyuz-TMA-08M-Mission-Patch.png

Soyuz TMA-07M foi uma missão espacial à Estação Espacial Internacional e 116ª missão de uma nave russa Soyuz. A nave levou à ISS três astronautas para participarem das Expedições 34 e 35 na estação, lançada do Cosmódromo de Baikonur em 19 de dezembro de 2012.[1][2][3]

A nave permaneceu acoplada à estação por cerca de cinco meses para servir como veículo de escape em caso de emergência, retornando com seus tripulantes em 14 de maio de 2013.[1][2][3]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

[1][2][3]

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

[1][2][3]

Lançamento e acoplagem[editar | editar código-fonte]

O foguete lançador Soyuz-FG foi transportado para a plataforma de lançamento na madrugada de 17 de dezembro, sob uma temperatura congelante de - 30ºC. A nave foi a primeira a ser lançada da plataforma Gagarin após as modificações feitas nela. O lançamento ocorreu às 12:12 GMT de 19 de dezembro, após os astronautas participarem da tradicional cerimônia pré-voo abençoada por um padre ortodoxo russo. A nave entrou em órbita entre 200 e 242 km de altura e, após a estabilização da inclinação, liberou seus painéis solares embutidos e as antenas de comunicação.[1][2][3]

Após a bem sucedida inserção em órbita, a TMA-07M começou o processo de aproximação da ISS realizando 34 órbitas congênitas, fazendo alguns ajustes na rota e na velocidade através da queima de motores. A acoplagem ocorreu às 14:09 GMT de 21 de dezembro, com a nave fazendo contato com o módulo Rassvet instalado na ISS, acima do nordeste do Casaquistão.[1][2][3]

Retorno[editar | editar código-fonte]

Ao encerramento da Expedição 35, da qual seus três tripulantes participaram, a TMA-07M desacoplou-se da ISS às 23:08 UTC de 13 de maio de 2013, iniciando seu retorno à Terra. Ela pousou em segurança nas estepes do Casaquistão às 02:31 UTC de 14 de maio, com os tripulantes sendo recebidos pela equipe de apoio em terra, encerrando a missão de cinco meses no espaço.[1][2][3][4]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g Mark Wade. «Soyuz TMA-07M». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 24 de julho de 2019 
  2. a b c d e f g Joachim Becker e Heinz Janssen (20 de abril de 2018). «Soyuz TMA-07M». SPACEFACTS. Consultado em 24 de julho de 2019 
  3. a b c d e f g Anatoly Zak (5 de maio de 2012). «Soyuz TMA-07M». RussianSpaceWeb. Consultado em 24 de julho de 2019 
  4. Chris Bergin (13 de maio de 2013). «Soyuz TMA-07M returns ISS crew to Earth». NASASpaceflight. Consultado em 24 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]