Soyuz T-5

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soyuz T-5
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada Эльбру́с (Elbrus)
Operadora Programa espacial soviético
Número de tripulantes 2 lançados, 3 em terra
Base de lançamento Baikonur Pad 1/5
Lançamento 13 de maio de 1982
09:58:05 UTC
Casaquistão
Aterrissagem 27 de agosto de 1982
15:04:16 UTC
10 km ao nordeste de Arkalyk
Órbitas 3344
Duração 106d 05h 06m 11s
Navegação
Soyuz40 patch2.png Soyuz 40
Soyuz T-6 Soyuz T-6 mission patch.png

Soyuz T-5 foi a primeira missão espacial sovíética à estação espacial Salyut 7, realizada entre maio e agosto de 1982.[1][2]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

[1][2]

Lançados
Posição Cosmonauta
Comandante União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Anatoli Berezovoy
Engenheiro de voo União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Valentin Lebedev
Aterrissaram
Posição Cosmonauta
Comandante União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Leonid Popov
Engenheiro de voo 1 União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Aleksandr Serebrov
Engenheira de voo 2 União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Svetlana Savitskaya

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

[1][2]

Pontos altos da missão[editar | editar código-fonte]

O grupo Elbrus ejetou um rádio satélite amador de 28 kg pela saída de lixo da Salyut 7 em 17 de Maio. Os soviéticos chamaram isto de o primeiro lançamento de um satélite de comunicações de um veículo espacial tripulado. Isto foi feito antes do lançamento de dois grandes satélites geoestacionários pelo ônibus espacial, missão STS-5 em 16 de Novembro de 1982.[1][2]

Em 25 de Maio, o grupo da Elbrus reorientou a Salyut 7 de modo que o final posterior do Progress apontasse para a Terra. Isto colocou a estação em um estabilização gravidade-gradiente. Lebedev escreveu em seu diário que os jatos de controle da altitude eram “muito barulhentos,” e que eles tinham um som parecido com o de “uma marreta atingindo um barril.” Na Salyut 7 durante a abertura da Progress 13, Lebedev disse, “Parece que nós estamos nos preparando para nos mudar ou que acabamos de nos mudar para um novo apartamento.”[1][2]

No dia seguinte o grupo da Elbrus fechou a escotilha do compartimento de trabalho para o compartimento intermediário para que o TsUP pudesse bombear combustível da Progress 13 para a Salyut 7. O grupo monitorou a operação mas não teve grande participação ativa no processo. O dia 29 de maio foi gasto organizando os suprimentos. Ao mesmo tempo, da acordo com Lebedev, “no enchemos a nave de reabastecimento com o que nós não precisávamos e os prendemos com cordas. Quando eu entro na nave de reabastecimento, ela produz um som metálico, então quando separarmos tudo ela soará com uma banda de música.” A Progress 13 bombeou 300 litros de água a bordo em 31 de maio. Em 2 de Junho a Progress 13 abaixou a órbita da estação para 300 km para receber a Soyuz T-6.[1][2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f Mark Wade. «Soyuz T-5». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 21 de julho de 2019 
  2. a b c d e f Joachim Becker e Heinz Janssen (20 de abril de 2018). «Soyuz T-5». SPACEFACTS. Consultado em 21 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
STS-3
Voos tripulados
Sucedido por
Soyuz T-6