Soyuz TMA-8

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soyuz TMA-8
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada '"Carat"
Operadora Roscosmos
Foguete Soyuz-FG
Espaçonave Soyuz TMA 11F732
Número de tripulantes 3
Base de lançamento Baikonur Pad 1/5
Lançamento 30 de março de 2006, 02:30 UTC
Cosmódromo de Baikonur
Pad 1/5
Aterrissagem 29 de setembro de 2006, 01:13 UTC
estepes do Casaquistão
Órbitas 2886[1]
Duração 182d 22h 43m 17s[1]
Altitude orbital 200 quilômetros (Perigeu)
241 quilômetros (Apogeu)
Inclinação orbital 51,67º
Imagem da tripulação
(Esq. Dir.): Pontes, Vinogradov e Williams
(Esq. Dir.):
Pontes, Vinogradov e Williams
Navegação
Soyuz TMA-7 patch.svg Soyuz TMA-7
Soyuz TMA-9 Soyuz TMA-9 Patch.png

Soyuz TMA-8 foi a vigésima-nona missão tripulada à Estação Espacial Internacional. Foi lançada do Cosmódromo de Baikonur em 30 de março de 2006, levando a bordo o cosmonauta russo Pavel Vinogradov, o astronauta norte-americano Jeffrey Williams, integrantes da Expedição 13 na estação orbital, e Marcos Pontes, o primeiro cosmonauta brasileiro, o primeiro lusófono, primeiro da América do Sul e o segundo latino-americano a ir ao espaço.[2][1][3]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

[2][1][3]

Decolagem[editar | editar código-fonte]

Pouso[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da missão[editar | editar código-fonte]

[2][1][3]

Missão[editar | editar código-fonte]

A Missão Centenário, como foi designado o lançamento, permanência no espaço e retorno do cosmonauta brasileiro à ISS, recebeu este nome em homenagem ao centenário do voo de Santos Dumont no 14 Bis, ocorrido no dia 23 de outubro de 1906.[2][1][3]

A Agência Espacial Brasileira (AEB) e a Agência Espacial Federal Russa (Roscosmos) assinaram um acordo para realizar a missão, que custou ao governo brasileiro vinte milhões de dólares.[4]

Os membros da Expedição 13 substituíram o grupo da Expedição 12, formado por William McArthur e Valery Tokarev, que retornaram à Terra, junto com Marcos César Pontes a bordo da nave Soyuz TMA-7, missão anterior que havia levado a tripulação da Expedição 12 e, desde então, estava acoplada à ISS.[2][1][3]

Antes de chegarem até á ISS a tripulação descobriu a existência de água no interior do B.O, causada por uma diferença de temperatura entre a cápsula de reentrada e o B.O. O problema não era crítico, mas como os experimentos estavam alojados dentro do B.O eles poderiam ser danificados pela água. A tripulação encontrou a solução graças a uma frase que o Marcos Pontes disse em tom de brincadeira: "Era bom se tivéssemos um tubo extra para conectar a ventilação da cápsula com o B.O., mas a única coisa que temos são as pernas de nossas calças". Eles solucionaram o problema com 2 macacões extras, amarrando as pernas esquerdas para evitar vazamento e unindo as pernas direitas com alguns elásticos em torno de um tubo de papelão (capa de um manual) enrolado e colocado no interior da junção. Uma das extremidades do "tubo" ficou na saída da ventilação da cápsula e a outra, no interior do B.O.[5]

A aterrisagem da Soyuz TMA-7 aconteceu em 8 de abril de 2006.[2][1][3]

O tenente-coronel da Aeronáutica Marcos Pontes realizou 155 órbitas e a duração total de sua missão foi de 9 dias, 21 horas e 17 minutos, durante os quais empreendeu diversos experimentos científicos, inclusive a observação de crescimento de feijão em microgravidade, encomendada por estudantes secundários de escolas públicas brasileiras.[2][1][3]

No seu retorno à Terra em setembro de 2006, a tripulação da TMA-8 trouxe com ela a turista espacial Anousheh Ansari, que havia passado sete dias na estação, após subir com a tripulação da Soyuz TMA-9, que substituiu Vinogradov e Williams.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Detalhe da bandeira do Brasil na cápsula. 
A nave e o foguete sendo transportados para a torre de lançamento. 
A tripulação no Cosmódromo de Baikonur. 
Lançamento da TMA-08. 
O astronauta Jeffrey Williams dentro da nave. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e f g h i Joachim Becker e Heinz Janssen (20 de abril de 2018). «Soyuz TMA-8». SPACEFACTS. Consultado em 23 de julho de 2019 
  2. a b c d e f g Mark Wade. «Soyuz TMA-8». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 23 de julho de 2019 
  3. a b c d e f g Anatoly Zak (5 de maio de 2012). «Soyuz TMA-8». RussianSpaceWeb. Consultado em 23 de julho de 2019 
  4. Thouvenot, Delphine. «Brazil's President In Moscow Signs Deal For Joint Space Mission». SpaceDaily. Consultado em 23 de junho de 2012 
  5. Pontes, Marcos (2011). «67». Missão Cumprida. A História completa da primeira missão espacial brasileira 1 ed. [S.l.]: McHilliard. p. 276 e 277. 559 páginas. ISBN 9788564213012 
  6. «Space Station Crew Back on Earth». NASA. 28 de setembro de 2006. Consultado em 23 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]