Soyuz TMA-2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Soyuz TMA-2
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Número de tripulantes 3
Lançamento 26 de abril de 2003
03:53:52 UTC
Baikonur LC1
Aterrissagem 28 de outubro de 2003
02:40:20 UTC
49,55º N, 66,57º L, próximo a Arkalyk
Órbitas ~3,005
Duração 184d 22h 28s
Imagem da tripulação
Yuri Malenchenko e Edward Lu
Yuri Malenchenko e Edward Lu
Navegação
Último
Último
Soyouz TMA-1 logo.svg Soyuz TMA-1
Soyuz TMA-3 Soyuz TMA-3 Patch.png
Próximo
Próximo

Soyuz TMA-2 foi uma missão espacial russa à Estação Espacial Internacional (ISS), a segunda versão TMA da nave Soyuz e a sexta Soyuz a voar para a ISS.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Tripulação lançada na Soyuz TMA-2: (26 de abril de 2003)

Tripulação retornada na Soyuz TMA-2: (28 de outubro de 2003)

  • Flag of Russia.svg Yuri Malenchenko Comandante
  • Flag of the United States.svg Edward Lu Engenheiro de voo
  • Flag of Spain.svg Pedro Duque Engenheiro de voo

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Após a acoplagem com a ISS, o comandante Yuri Malenchenko e o engenheiro de voo Edward Lu trocaram de lugar com a equipe residente na ISS, a Expedição 6, e se tornaram a sétima equipe da estação.

Originalmente as missões Soyuz à ISS foram planejadas apenas para levar uma nova Soyuz à estação a cada seis meses com uma equipe visitante, mas não para a troca de equipes. Até o desastre do ônibus espacial Columbia, o mesmo foi planejado para a Soyuz TMA-2. Uma tripulação (com o comandante Gennady Padalka e o astronauta espanhol da ESA, Pedro Duque) passou cerca de uma semana na estação e depois retornou com a Soyuz TMA-1 anterior. O terceiro lugar seria do turista espacial chileno Klaus von Storch, mas pouco antes do desastre com a Columbia, pensou-se que o voo não aconteceria, e a vaga destinou-se ao cosmonauta russo Oleg Kotov ou à entrega de carga para a estação.[1]

Durante sua permanência na estação, Malenchenko tornou-se a primeira pessoa a se casar no espaço. Sua esposa estava no Texas, onde os casamentos a longa distância são permitidos.[1]

A espaçonave retornou à Terra em 29 de outubro, trazendo a bordo tanto a sétima equipe quando Pedro Duque. Duque decolou com a Soyuz TMA-3 e passou apenas uma semana a bordo da ISS.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Soyuz TMA-2 Spacefacts. Visitado em 19/11/2014.