Soyuz MS-02

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soyuz MS-02
Insígnia da missão
Sinal de chamada фавор ("Favor")
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz
Número de tripulantes 3
Lançamento 19 de outubro de 2016 08:05 UTC
Cosmódromo de Baikonur, Casaquistão
Aterrissagem 10 de abril de 2017 11:20 UTC
estepes do Casaquistão
Duração 173 dias
Imagem da tripulação
Da esquerda para a direita:Kimborough, Ryzhikov e Borisenko.
Da esquerda para a direita:
Kimborough, Ryzhikov e Borisenko.
Navegação
Soyuz-MS-01-Mission-Patch.png Soyuz MS-01
Soyuz MS-03 Soyuz-MS-03-Mission-Patch.png

Soyuz MS-02 foi uma missão de uma nave Soyuz à Estação Espacial Internacional e a 131ª missão do programa russo iniciado em 1967.[1] Ela transportou dois cosmonautas russos e um astronauta norte-americano até a ISS, onde se integraram à tripulação residente, levada no voo anterior, Soyuz MS-01, completando a Expedição 49 na estação. Durante a estadia em órbita os tripulantes também integraram a Expedição 50. A nave permaneceu acoplada à ISS neste período servindo como veículo de escape de emergência. Seu lançamento, antes previsto para 23 de setembro de 2016,[2] foi adiado após a nave apresentar problemas em testes técnicos e realizada apenas quase um mês depois, em 19 de outubro.[3]

Este foi o segundo voo da nova espaçonave do tipo Soyuz MS, uma versão modernizada do modelo TMA-M, que operou entre 2010 e 2016, desenvolvida pela agência espacial russa Roskosmos e pela RKK Energia.[4]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Insígnia[editar | editar código-fonte]

Criada por Andrei Babkin e pelo comandante do voo Sergei Ryzhikov, a insígnia da missão foi desenhada em formato circular, simbolizando a perfeição de tudo criado no universo. No centro dela há uma imagem do sagrado Monte Tabor, na Terra Santa. No topo da montanha, existe uma fonte de luz simbolizando a santidade que ilumina todas as coisas da Terra. Desta fonte emergem três feixes, representando o desejo e a intenção dos três membros da tripulação de completar com sucesso suas futuras tarefas.[5]

O Monte Tabor é enquadrado pela letra Ф ("F", no alfabeto cirílico), desenhada em forma de uma órbita, no cimo da qual está a Estação Espacial Internacional e em sua base a espaçonave Soyuz. Dentro da letra F estão estrelas simbolizando o espaço em volta e três delas, maiores, representam a tripulação; os nomes dos tripulantes estão escritos em fonte estilizada e em seus alfabetos ao longo da linha externa em azul claro que circunda o emblema, junto com as bandeiras da Rússia e dos Estados Unidos, do nome da MS-02 e do logotipo da Roskosmos, a Agência Espacial Russa. Ainda dentro da letra F está a palavra "Favor", em russo, que é o sinal de chamada da missão e principal símbolo do emblema.[5]

Lançamento e acoplagem[editar | editar código-fonte]

Inicialmente confirmado para a noite de 23 de setembro de 2016, um comunicado lacônico da Roscosmos, a Agência Espacial Russa, publicado on line seis dias antes da data estipulada, anunciou o adiamento do lançamento por problemas técnicos, sem maiores detalhes.[2] No dia seguinte, a agência de notícias russa RIA Novosti divulgou que o problema ocorrido foi um curto circuito nos sistemas da nave após ela ser encapsulada em sua carenagem protetora de lançamento, o que fez o voo ser adiado.[6] Ele ocorreu apenas em 19 de outubro, lançado da plataforma 31 do Cosmódromo de Baikonur, às 17:05 hora local.[3] A nave acoplou-se com a ISS dois dias depois, depois de 34 órbitas nas quais fez vários testes técnicos durante a viagem à estação.[3]

Desacoplagem e pouso[editar | editar código-fonte]

Depois de passar 173 dias no espaço, período em que seus tripulantes participaram de duas expediçoes na ISS, a nave desacoplou-se do módulo Poisk às 07:57 UTC de 10 de abril de 2017, começando a deorbitagem de volta à Terra, pousando às 11:20 UTC nas estepes do Casaquistão, cerca de 155 km a leste da cidade de Dzhezkazgan.[7]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «First 'official' Brit launches with American and Russian to space station». Collectspace.com. Consultado em 25 janeiro 2016. 
  2. a b «SOYUZ MS-02 START POSTPONE». Roscosmos. Consultado em 17 setembro 2016. 
  3. a b c «Soyuz MS-02». spacefacts.com. Consultado em 25 junho 2017. 
  4. «Soyuz-MS 1 - 12 (11F732A48)». Gunther Space Page. Consultado em 19 junho 2016. 
  5. a b «Soyuz MS-02 mission patch». collectspace.com. Consultado em 7 setembro 2016. 
  6. «Источник: решения о возврате в Москву экипажа МКС пока нет» (em russo). RIA Novosti. Consultado em 20 setembro 2016. 
  7. «Mission of Soyuz MS-02 spacecraft». russianspaceweb. Consultado em 25 junho 2017.