Soyuz TMA-13M

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soyuz TMA-13M
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada Cepheus
Número de tripulantes 3
Lançamento 28 de maio de 2014
Cosmódromo de Baikonur
Aterrissagem 10 de novembro de 2014
estepes do Cazaquistão
Duração 165d 08h 01min
Navegação
Soyuz TMA-12M Soyuz-TMA-12M-Mission-Patch.png
Soyuz TMA-14M Soyuz-TMA-14M-Mission-Patch.png

Soyuz TMA-13M foi uma missão tripulada do programa espacial russo Soyuz, lançada em 28 de maio de 2014 para a Estação Espacial Internacional. Ela transportou três astronautas da Expedição 40 e marcou o 122.º voo de uma nave Soyuz, desde o primeiro lançamento em 1967. A nave permaneceu acoplada à estação espacial durante a Expedição 41 para servir de veículo de fuga em caso de emergência, até sua partida em novembro do mesmo ano.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Preparativos[editar | editar código-fonte]

O foguete Soyuz-FG transportando a cápsula foi rolado para a plataforma de lançamento no site 1/5 do Cosmódromo de Baikonur em 26 de maio de 2014, dois dias antes do lançamento. A operação contou com a presença dos tripulantes reservas da missão, o russo Anton Shkaplerov, a italiana Samantha Cristoforetti e o norte-americano Terry Virts, já que a tripulação principal não estava presente porque isso é considerado como motivo de má sorte pela comunidade espacial.[1]

Lançamento, encontro e acoplagem[editar | editar código-fonte]

A Soyuz foi lançada com sucesso às 19:57 UTC de 28 de maio de 2014, e ao atingir a órbita cerca de nove minutos após o lançamento, TMA-13M começou as manobras para um encontro após quatro órbitas com a Estação Espacial Internacional.[2] Cerca de seis horas de voo depois, ela acoplou-se com o módulo Rassvet da ISS às 01:44 UTC de 29 de maio. As escotilhas entre a nave e a estação foram abertas cerca de duas horas depois, às 3:52 UTC, quando ocorreu a cerimônia de boas-vindas à nova tripulação, que se uniu aos três astronautas que lá já estavam.[3] A Soyuz permaneceu acoplada à ISS pelos quase seis meses seguintes.

Retorno[editar | editar código-fonte]

Após cerca de 165 dias no espaço, a Soyuz fez a desacoplagem da ISS às 00:31 UTC de 10 de novembro de 2014, iniciando uma queima de motores de 4min 4s para queda progressiva de órbita, reentrando na atmosfera e pousando com sucesso às 03:58 UTC (10:58 hora local) num área de estepes a noroeste da cidade de Arkalyk, Casaquistão.[4][5]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Soyuz FG rolled to Launch Pad for Liftoff with next ISS Crew on Wednesday». SPACEFLIGHT101.com. 26 de maio de 2014. Consultado em 27 de maio de 2014. Arquivado do original em 27 de maio de 2014 
  2. Clark, Stephen. «Mission Status Center». Spaceflight Now. Consultado em 28 de maio de 2014 
  3. «Arrival of Expedition 40 Trio Expands Station Crew to Six». NASA. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  4. «Soyuz Completes Deorbit Burn, Expedition 41 Headed Home». NASA. Consultado em 14 de novembro de 2014 
  5. «Nave com 3 astronautas que estavam a bordo da Estação Espacial aterrissa com sucesso». Galileu. Consultado em 10 de novembro de 2014