Expedição 40

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Expedição 40
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz TMA-12M
Soyuz TMA-13M
Número de tripulantes 6
Início 13 de maio de 2014
Término 10 de setembro de 2014
Imagem da tripulação
Skvortsov, Swanson, Artemyev, Gerst, Surayev e Wiseman
Skvortsov, Swanson, Artemyev, Gerst, Surayev e Wiseman
Navegação
ISS Expedition 39 Patch.svg Expedição 39
Expedição 41 ISS Expedition 41 Patch.svg

Expedição 40 foi uma expedição humana de longa duração na Estação Espacial Internacional, realizada entre 13 de maio e 10 de setembro de 2014. Dela fizeram parte três cosmonautas russos, dois norte-americanos e um alemão, levados até a ISS pelas naves Soyuz TMA-12M e TMA-13M.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Insígnia da missão[editar | editar código-fonte]

A insígnia da Expedição 40 descreve o passado, o presente e o futuro da exploração espacial humana. A própria tripulação escreveu a seguinte descrição: a confiável e comprovada Soyuz, nosso transporte para a Estação Espacial Internacional, é parte do passado, do presente e do futuro. A estação espacial é a culminação dos enormes esforços de um conjunto de nações para construir um laboratório orbital de primeira classe e sua imagem representa o estado atual da exploração espacial. Ela tem enorme significado para nós como nossa casa fora de casa e o nosso oásis no espaço. O veículo comercial de carga também da atual exploração espacial humana e uma ligação com o futuro. Uma mistura de legado e tecnologia futura está sendo usada para criar a nova espaçonave que transportará os humanos de nosso planeta a destinos além. O Sol surgindo no horizonte da Terra representa as novas conquistas e tecnologias que virão graças a nosso esforço contínuo na exploração do espaço.[1]

Missão[editar | editar código-fonte]

A missão teve inicio às 22:36 UTC de 13 de maio, com a desacoplagem da Soyuz TMA-11M que levou de volta à Terra três integrantes da Expedição 39, deixando na ISS o comandante Swanson e os cosmonautas russos Skvortsov e Artemyev. A eles juntaram-se os outros três tripulantes lançados do Cosmódromo de Baikonur na Soyuz TMA-13M duas semanas depois, em 28 de maio, completando a tripulação.[2]

Os astronautas desta missão realizaram duas caminhadas espaciais. Entre as várias experiências científicas realizadas, as mais importantes foram sobre biologia animal, o estudo de ossos e músculos no espaço, além do sensoriamento remoto da Terra.[3] Amostras de sangue dos astronautas também foram coletadas e estocadas no laborátorio da estação para estudos futuros. Os veiculos de carga SpaceX Dragon e Cygnus também foram recebidos pela tripulação e acoplados através do braço mecânico Canadarm2,[4] além do cargueiro ATV da ESA Georges Lemaître, que se acoplou automaticamente à ISS.[5]

A expedição encerrou-se às 00:01 UTC de 10 de setembro, com o desacoplagem da Soyuz TMA-12, que levou de volta à terra Swanson, Skvortsov e Artemyev, enquanto o trio restante, Wiseman, Surayev e Gerst, iniciava a Expedição 41, no aguardo dos restantes três tripulantes que seriam lançados de Baikonur duas semanas depois.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Expedition 40 - The Mission Patch» (PDF). NASA. Consultado em 13 de novembro de 2014. 
  2. «Mission Status Center». SpaceflightNow. Consultado em 14 de novembro de 2014. 
  3. «Expedition 40 - The Science» (PDF). NASA. Consultado em 14 de novembro de 2014. 
  4. «Station Trio Preps for Departure as Expedition 40 Nears End». NASA. Consultado em 14 de novembro de 2014. 
  5. «Europe's Last ATV Docks to Zvezda After Two Week Trek». NASA. Consultado em 14 de novembro de 2014. 
  6. «Station Trio Lands Completing 169 Days in Space». NASA. Consultado em 14 de novembro de 2014.