Expedição 20

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expedição 20
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz TMA-14
Soyuz TMA-15
STS-127
STS-128
Número de tripulantes 6
Início 29 de maio de 2009
12:34 UTC
Término 11 de outubro de 2009
01:07 UTC
Imagem da tripulação
Da esquerda para direita: Thirsk, De Winne, Barratt, Padalka, Stott, Romanenko, Kopra e Wakata
Da esquerda para direita:
Thirsk, De Winne, Barratt, Padalka, Stott, Romanenko, Kopra e Wakata
Navegação
ISS Expedition 19 Patch.svg Expedição 19
Expedição 21 ISS Expedition 21 Patch.svg

Expedição 20 foi a vigésima expedição humana de longa duração à Estação Espacial Internacional, realizada entre 29 de maio e 11 de outubro de 2009. Ela foi a primeira missão na ISS com uma tripulação de seis membros, o que se tornaria padrão a partir daí. O russo Gennady Padalka foi o primeiro cosmonauta a comandar duas expedições consecutivas, esta e a anterior. Como as naves russas Soyuz comportam apenas três tripulantes foram necessários dois lançamentos para completar a tripulação; a Soyuz TMA-14 foi lançada em 26 de março e a Soyuz TMA-15 no dia seguinte. Dois astronautas do revezamento foram lançados em missões do ônibus espacial, Timothy Kopra e Nicole Stott, esta a última a integrar uma tripulação na estação lançada por este veículo espacial.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Insígnia[editar | editar código-fonte]

A insígnia da missão representa uma nova era na exploração espacial com a primeira tripulação de seis integrantes fixos vivendo e trabalhando no espaço e mostra o significado da estação para os objetivos da NASA e seus parceiros. As seis estrelas nela significam os seis tripulantes, homens e mulheres. O símbolo dos astronautas se estende da base da logomarca até a grande estrela no alto, representando a equipe internacional que trabalha no projeto, das equipes de terra aos astronautas em órbita, que estão atuando juntas para aumentar nosso conhecimento sobre viver e trabalhar no espaço. A ISS, em primeiro plano, significa onde estamos agora e o importante papel que ela tem na direção dos nossos objetivos de exploração espacial. O conhecimento e a experiência desenvolvidas através destes avanços nos permitirá deixar a órbita baixa da Terra mais uma vez para os novos desafios de estabelecer um presença permanente na Lua e viajar até Marte e além. Os arcos coloridos em branco, azul e vermelho representam nossos objetivos de exploração, como símbolos da Terra, da Lua e de Marte.[1]

Missão[editar | editar código-fonte]

A expedição recebeu a visita de dois ônibus espaciais, STS-127 Endeavour e STS-128 Discovery, que fizeram a troca de tripulantes e levaram os últimos componentes do módulo japonês Kibo, uma nave não-tripulada Progress e uma nave não-tripulada HTV japonesa, que fizeram transporte de carga e alimentos para a estação. Uma única caminhada espacial foi realizada pelos tripulantes, em 5 de junho, para preparar o módulo Pirs para a chegada de um novo módulo de pesquisa russo chamado MRM2.[2][1]

O japonês Wakata fez uma experiência peculiar durante a missão, sem trocar as roupas de baixo por um mês, para testar uma roupa especial deste tipo sem ser lavada ou trocada; a experiência mostrou que ele não desenvolveu nenhum odor especial com os efeitos do uso do vestuário especial.[3]

A expedição realizou, conjuntamente com a anterior de menor período, 98 experiências científicas na área de pesquisa humana, desenvolvimento e observação da Terra, além de atividades educacionais, ciências físicas e biológicas. A Rússia realizou suas pesquisas separadamente.[1]

Caminhadas espaciais[editar | editar código-fonte]

EVA# Astronautas Início (UTC) Fim (UTC) Duração
EVA 1
Gennady Padalka
Michael Barratt
5 de junho de 2009
07:52
5 de junho de 2000
12:46
4 horas, 54 minutos
Na primeira caminhada da Expedição 20 foram instalados antenas, um alvo para para engate e conectores elétricos no módulo Zvezda. Preparando a ISS para a chegado do Minimódulo russo de Pesquisa 2, prevista para novembro de 2009,.[4] O astronauta Barrett fotografou as novas antenas a partir do guindaste Strela-2[5]
EVA 2
Gennady Padalka
Michael Barratt
10 de junho de 2009
06:55
10 de junho de 2000
07:07
12 minutos
Caminhada espacial "interna". O módulo Zvezda foi despressurizado para que os cosmonautas substituíssem uma das escotilhas, como preparação para a acoplagem do Minimódulo russo de Pesquisa 2, ou MMP2. A futura acoplagem do MMP2 será realizada automaticamente na escotilha zênite do Zvezda, e servirá como uma doca adicional para veículos russos.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «PressKit» (PDF). NASA. Consultado em 5 de março de 2016 
  2. «Expedition Report». spacefacts. Consultado em 5 de março de 2016 
  3. «Astronaut wore pants for a month». BBC News. Consultado em 5 March 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. NASA: Consolidated Launch Manifest. Página visitada em 5 de junho de 2009, em inglês. [1]
  5. Estado de São Paulo: "Astronautas preparam ISS para receber módulo russo". Página visitada em 5 de junho de 2009. [2]
  6. NASA: Russian "Internal" Spacewalk Complete. Página visitada em 10 de junho de 2009, em inglês.[3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]